Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Acne: como combater essa doença

    Acne: como combater essa doença

    Acne é uma condição da pele que ocorre quando os poros ficam obstruídos por sebo e células mortas, sendo que colonizados por bactérias que geram inflamação. É mais comum o aparecimento da condição no rosto, pescoço, peito, costas e ombros.

    De modo geral, a causa pode estar relacionada a fatores hormonais, estresse, idade, oleosidade natural da pele, genética, gestação, período pré-menstrual e o clima.


    Você sabia? Ao contrário do que muitos pensam, o consumo de chocolate não piora o quadro acneico!

    O que é:

    A acne é uma doença de pele provocada pela obstrução dos poros em resposta à inflamação das glândulas sebáceas, que neste caso acabam produzindo o sebo da pele em excesso. Quando os poros ficam entupidos de células mortas e queratina, surgem os cravos e os outros sintomas como as espinhas, pústulas e cistos.

    É considerada uma doença crônica e não apenas uma alteração passageira e limitada ao período da adolescência, apesar de ser mais frequente nessa fase, ela pode se manifestar também em adultos, em diferentes fases e por motivos diversos. Nos adolescentes, essa doença é mais comum porque é nessa fase que a produção de hormônios é maior.

    Os sintomas são facilmente reconhecidos, devido ao fato de ser tão comum esse tipo de problema de pele. As pessoas podem sentir, em casos mais graves, a presença de sintomas como dor, coceira e irritação no local das lesões.


    Causas:

    Existem diferentes tipos e com causas diferentes. A mais comum é o tipo que se desenvolve durante a adolescência, por conta dos níveis hormonais elevados. Esses hormônios estimulam as glândulas da pele, que começam a produzir mais óleo.

    As crianças e os adultos mais velhos também podem ter acne. Superprodução de sebo na pele e concentração de células mortas nos folículos pilosos da pele estão entre as causas.

    Os folículos pilosos estão ligados a glândulas sebáceas, que secretam uma substância oleosa, conhecida como sebo, para lubrificar o seu cabelo e pele. Quando o corpo produz uma quantidade excessiva de sebo e células mortas da pele, os dois podem se acumular nos folículos pilosos, criando um ambiente onde as bactérias podem prosperar.

    Esse cenário pode fazer com que o folículo se torne inchado e inflamado, acumulando pus, formando a espinha. Também pode acontecer do folículo se abrir e escurecer, gerando um cravo, ou comedão.


    Tipos de acne:

    Os tipos de acne são divididos pela causa ou faixa etária em que ocorrem:

    Infantil:

    Ocorre, normalmente, entre os primeiros 3 a 6 meses de vida. Ainda que seja menos comum, também pode acontecer por volta de 1 a 2 anos de idade. A causa está associada a alterações hormonais da própria criança, que acaba desenvolvendo pápulas inflamatórias e pústulas na pele do rosto. O acompanhamento desses casos por um dermatologista é importante e a prevenção, posteriormente, também. Crianças que tiveram acne infantil apresentam um risco maior de desenvolverem a condição na adolescência.

    Vulgar (ou juvenil):

    É o tipo mais comum que ocorre durante a adolescência. Devido às alterações hormonais, que oscilam nessa fase da vida, há um aumento na produção da glândula sebácea, o que acaba resultando no surgimento dos cravos e espinhas. É, normalmente, mais comum em pessoas do sexo masculino.

    Pré-menstrual:

    É um tipo comum e semelhante a vulgar, que se torna mais intensa durante o período pré-menstrual. Os casos mais graves de acne pré-menstrual devem ser investigados, para verificar a produção hormonal e verificar a hipótese de se tratar de uma doença hormonal ou da síndrome dos ovários policísticos.

    Adulta:

    Existem dois tipos de acne adulta: a persistente e a tardia.

    A persistente não permanece apenas por um período da vida, podendo acompanhar o paciente por anos. Normalmente, o problema de pele começa na adolescência e costuma provocar espinhas inflamadas, nódulos ou cistos na região da boca, do queixo e na região do maxilar. São lesões mais doloridas do que as que aparecem na do tipo vulgar, podendo deixar cicatrizes. No caso da tardia, o surgimento acontece já na fase adulta e pode ser grave como a persistente. Pode afetar o rosto, as costas e o peito das pessoas, tendo como causas fatores como alteração hormonal, medicamentos e até mesmo o contato de produtos de cabelo com a pele.

    Androgênica:

    É causada pela produção excessiva dos hormônios, o que pode ser desencadeado devido a presença de doenças como a síndrome dos ovários policísticos ou por outras disfunções hormonais. Além dos problemas de pele que provoca, também pode estar acompanhada de sinais como seborréia, aumento dos pelos do corpo e queda de cabelo.

    Medicamentosa:

    Acontece como efeito colateral a determinados medicamentos, podendo causar lesões pelo rosto, pescoço, tronco e membros. Geralmente, os medicamentos que provocam esse tipo de acne são os produzidos a base de hormônios sintéticos, que acabam por induzir um aumento da oleosidade da pele.

    Na gravidez:

    Durante o período de gestação, é comum que a mulher passe por algumas oscilações hormonais. Durante os primeiros meses, pode ocorrer o surgimento de espinhas e outras alterações na pele, como o melasma (manchas mais escuras).

    Cística (ou conglobata):

    É uma forma rara e mais grave do problema. Ela ocorre principalmente em homens jovens. Neste tipo, espinhas grandes se desenvolvem no rosto, peito, costas, braços e coxas. Pode ser difícil de tratar e muitas vezes deixa cicatrizes.


    Dicas:

    • Lave seu rosto, pelo menos, duas vezes ao dia com um sabonete específico para o seu tipo de pele;

    • Não lave toda a hora! Desse jeito, a pele faz um “efeito rebote” e produz mais sebo;

    • Evite colocar a mão do rosto: Você pode transferir sujeiras da mão para o rosto e piorar o quadro;

    • Tome bastante água!

    • Coma bem! Uma dieta rica e variada também pode evitar a produção de sebo em excesso;

    • Verifique seus níveis hormonais: Alguns hormônios alterados causam acne, mas podem ser facilmente controlados;

    • Evite banho quentes: Eles facilitam o “efeito rebote”!

    • Faça esfoliações: Assim você retira as células mortas e evita o aparecimento de novas espinhas ou cravos;

    • Relaxe! O estresse também é um fator para o aparecimento de espinhas e cravos;


    Tratamento:

    O tratamento foca em reduzir a produção de óleo na pele, acelerar a renovação celular, combater à infecção bacteriana e reduzir a inflamação presente.

    É importante o tratar a doença não apenas por razões estéticas, mas também para preservar a saúde da pele e prevenir o aparecimento de cicatrizes.

    Existem diferentes tipos de tratamento, variando entre produtos e ácidos dermatológicos na região, medicação oral, ou combinação das duas. Tudo depende do tipo, da gravidade, localização e o tipo de metabolismo do indivíduo. Além disso, o dermatologista também precisa verificar outros aspectos, como se há cravos, espinhas, nódulos e cicatrizes na pele e se o paciente possui outras doenças.

    Encontre o médico ideal para tratar sua acne ou qualquer outro sintoma que esteja te incomodando aqui.


    Remédios indicados:

    Isotretioína: É um medicamento indicado para o tratamento de formas graves de acne e quadros resistentes a tratamentos anteriores (feito com o uso de antibióticos e medicamentos de uso tópico).

    • Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      1 apresentações
      R$ 17,49
      R$ 17,49

    Tetraciclina: É um medicamento indicado no tratamento de infecções causadas por germes sensíveis ao medicamento.

    • Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      1 apresentações
      R$ 17,49
      R$ 17,49

    Minociclina: É indicado no tratamento das infecções e acne grave, a minociclina pode representar uma terapia coadjuvante muito eficaz.

    • Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      Clopidogrel 75 Mg 14 Comprimidos Revestidos Ems

      1 apresentações
      R$ 17,49
      R$ 17,49

    Ácido azelaico:É um composto que pode ser usado para tratar diversas condições na pele. Possui efeitos anti-inflamatórios, antibacterianos e propriedades antioxidantes, que juntos promovem a saúde da pele através da diminuição na produção de oleosidade.

    Retinóides: É um composto indicado para tratamentos dermatológicos, como rugas, manchas, cicatrizes, sardas eacne. No tratamento das espinhas, é muito usado como complemento dos demais tratamentos.