Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Aldneo pode prevenir osteoporose! Conheça sua bula.

    Aldneo pode prevenir osteoporose! Conheça sua bula.

    O medicamento Aldneo é destinado ao tratamento e prevenção da osteoporose (perda de material ósseo) em mulheres no período pós-menopausa para reduzir o risco de fraturas vertebrais e não vertebrais. É também destinado ao tratamento da osteoporose em homens com alto risco de fraturas e tratamento da osteoporose estabelecida em mulheres no período pós-menopausa para reduzir o risco de fraturas de quadril.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DESSE MEDICAMENTO!

    Ação no organismo:

    Esta é uma medicação à base de risedronato sódico, um bisfosfonato piridinil, que inibe a perda de material ósseo e preserva a mineralização óssea.

    Antes de utilizar, é importante saber:

    Alimentos, bebidas (exceto água) e medicamentos contendo cátions polivalentes (tais como: cálcio, magnésio, ferro e alumínio) podem interferir na absorção dos bisfosfonatos (medicamentos do mesmo grupo do risedronato sódico) e não devem ser administrados junto do remédio. Para alcançar a eficácia planejada de Aldneo, é necessária uma rigorosa adesão às recomendações de uso. A eficácia dos bisfosfonatos no tratamento da osteoporose está relacionada com a presença da baixa densidade mineral óssea e/ou fratura predominante. Fatores de risco clínico para fratura ou idade avançada isoladamente não são motivos para se iniciar o tratamento da osteoporose com um bisfosfonato. Em mulheres muito idosas (> 80 anos), a evidência de manutenção da eficácia de bisfosfonatos é limitada.

    Alguns bisfosfonatos estão relacionados com esofagites (inflamação do esôfago) e ulcerações esofágicas (lesões no esôfago). Portanto, os pacientes devem ser orientados a seguir as recomendações de uso. Em pacientes que apresentam antecedentes de alteração esofágica que retardam o trânsito ou o esvaziamento esofágico (ex. estenosose ou acalasia), ou que são incapazes de permanecerem em posição ereta por pelo menos 30 minutos após a ingestão do comprimido, o risedronato sódico deve ser utilizado com especial cautela devido à experiência clínica limitada.

    Interações medicamentosas:

    Os pacientes em estudos clínicos foram expostos a uma ampla variedade de medicações utilizadas concomitantemente (incluindo AINES, bloqueadores H2, inibidores da bomba de prótons, antiácidos, bloqueadores dos canais de cálcio, betabloqueadores, tiazidas, glicocorticóides, anticoagulantes, anticonvulsivantes, glicosídeos cardíacos) sem evidência de interações clinicamente relevantes. 

    Se considerado apropriado, pode ser utilizado concomitantemente com terapia de reposição hormonal. A ingestão concomitante de medicamentos contendo cátions polivalentes (ex. cálcio, magnésio, ferro e alumínio) irá interferir na absorção do remédio. Esses medicamentos devem ser ingeridos em horários diferentes, assim como os alimentos. 

    O risedronato sódico não é metabolizado sistemicamente, não induz as enzimas do citocromo P450 (enzimas do fígado) e apresenta baixa ligação proteica. O uso concomitante com antiácidos pode reduzir a absorção do risedronato sódico. Portanto, esses medicamentos devem ser administrados em diferentes períodos.

    Interação Medicamento-Alimento Alimentos e líquidos (exceto água) podem interferir na absorção do risedronato sódico.

    Nomes comerciais:

    Diacqua; Aldactone; Aldosterin; Spiroctan; Aldneo

    Formas de tomar:

    A dose recomendada é de 1 comprimido de 35 mg uma vez por semana, por via oral. O comprimido deve ser tomado no mesmo dia de cada semana.

    Posologia em populações especiais

    Idosos: nenhum ajuste de dose é necessário.

    Pacientes com insuficiência dos rins: nenhum ajuste de dose é necessário para pacientes com insuficiência dos rins leve a moderada. O uso do risedronato sódico é contraindicado em pacientes com insuficiência renal severa

    Efeitos colaterais:

    Distúrbios do sistema nervoso

    Comum: cefaleia (dor de cabeça).

    Distúrbios oculares:

    Incomum: irite (inflamação da íris).

    Distúrbios gastrintestinais

    Comuns: constipação (prisão de ventre), dispepsia (má digestão), náusea, dor abdominal, diarreia. Incomuns: gastrite (inflamação do estômago), esofagite (inflamação no esôfago), disfagia (dificuldade para engolir), duodenite (inflação do duodeno), úlcera do esôfago.

    Raros: glossite (inflação da língua), estenose esofágica (estreitamento do esôfago).

    Distúrbios musculoesqueléticos e de tecidos conectivos

    Comum: dor musculoesquelética.

    Investigações (hepatobiliares):

    Raro: testes de função hepática alterados.

    Relatos laboratoriais: foram observados em alguns pacientes leves diminuições nos níveis de cálcio e fosfato no sangue, os quais foram precoces, transitórias e assintomáticas.

    As seguintes reações adversas adicionais foram relatadas durante o uso pós-comercialização:

    Distúrbios oculares

    Irite (inflação da íris), uveíte (inflação da úvea).

    Distúrbios musculoesqueléticos e de tecidos conectivos

    Osteonecrose (morte do osso) de mandíbula.

    Distúrbios cutâneos e do tecido subcutâneo

    Hipersensibilidade e reações cutâneas, incluindo angioedema (inchaço da mucosa e pele), rash generalizado (vermelhidão) e reações bolhosas de pele, algumas severas. Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

    Gravidez:

    O risco potencial para humanos é desconhecido, portanto, o medicamento só deve ser utilizado durante a gravidez, se o risco benefício justificar o potencial risco para a mãe e o feto. A decisão de descontinuar a amamentação ou o produto deve considerar a importância do medicamento para mãe.

    Contraindicações:

    O medicamento Aldneo não deve ser utilizado nos seguintes casos:

    - pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula;

    - hipocalcemia (diminuição da concentração de cálcio no sangue);

    - durante a gravidez e lactação;

    - pacientes com insuficiência dos rins severa (diminuição das funções dos rins).

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes com insuficiência dos rins severa.