Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Amiodarona: saiba para quais situações este medicamento é recomendado!

    Amiodarona: saiba para quais situações este medicamento é recomendado!

    O medicamento em destaque tem como princípio ativo o cloridrato de amiodarona, indicado para o tratamento de taquicardia ventricular sintomática, distúrbios graves do ritmo cardíaco, taquicardia supraventricular e alterações do ritmo associadas a síndrome de Wilff-Parkinson-White.

    Devido às propriedades farmacológicas do medicamento em destaque, ele está particularmente indicado quando esses distúrbios do ritmo forem capazes de agravar uma patologia clínica subjacente – insuficiência coronariana, insuficiência cardíaca e etc.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    O que é

    O medicamento em destaque contém em sua fórmula o cloridrato de amiodarona – uma substância que regulariza as alterações dos batimentos cardíacos, que podem ocorrer em alguns tipos de doenças.

    A ação inicial após sua administração oral varia de 2 a 3 dias até 6 semanas. O efeito terapêutico se deve ao acúmulo do cloridrato de amiodarona nos tecidos.

    Lembre-se, o medicamento em destaque deve ser administrado junto a um médico – pois ele irá ditar a redução ou aumento da dosagem de acordo com o tratamento. Procure o melhor profissional da área da saúde para atendê-lo aqui!


    Interações medicamentosas

    Anestesia geral

    Foram relatadas complicações potencialmente severas em pacientes submetidos à anestesia geral:

    Bradicardia (irresponsiva à atropina), hipotensão, distúrbios da condução, redução do débito cardíaco. Foram observados casos muito raros de complicações respiratórias severas (síndrome de angústia respiratória aguda do adulto), às vezes fatais, geralmente no período pós-cirúrgico imediato. Isto pode estar relacionado com uma possível interação com altas concentrações de oxigênio.

    Efeito sobre outros produtos

    A amiodarona, a desetilamiodarona, inibem os CYP1A1, CYP1A2, CYP3A4, CYP2C9, CYP2D6 e a glicoproteína P e podem aumentar a exposição de seus substratos.

    Devido à longa meia-vida do medicamento em destaque as interações podem ser observadas por vários meses após a descontinuação do medicamento.

    Substratos P-gp

    O medicamento em destaque é um inibidor da P-gp. A administração concomitante com substratos da P-gp deverá resultar em aumento de suas exposições.

    Digitálicos

    Pode ocorrer perturbação no automatismo (bradicardia excessiva) e na condução atrioventricular (ação sinérgica). Além disso, um aumento na concentração plasmática da digoxina é possível devido à redução do clearance de digoxina.

    Devem ser monitorados os níveis de digoxina plasmática e ECG. Os pacientes devem ser observados quanto aos sinais clínicos de toxicidade digitálica. Pode ser necessário ajuste posológico do digitálico.

    Dabigatrana

    Deve-se ter cautela quando o medicamento em destaque é administrado com dabigatrana devido ao risco de sangramento. Se necessário, ajustar a dose de dabigatrana de acordo com as informações de sua bula.

    Substratos do CYP 2C9

    O medicamento em destaque aumenta as concentrações de substratos da CYP 2C9 tais como varfarina ou fenitoína através da inibição do citocromo P450 2C9.

    Varfarina

    A combinação de varfarina com o medicamento em destaque pode exacerbar o efeito do anticoagulante oral, elevando o risco de sangramento. É necessário monitorar os níveis de protrombina (INR) regularmente e ajustar as doses orais do anticoagulante durante e após o tratamento com amiodarona.

    Fenitoína

    A combinação de fenitoína com o medicamento em destaque pode resultar em superdose de fenitoína, resultando em sinais neurológicos. Deve ser empregada monitoração clínica e a dose de fenitoína deve ser reduzida logo que surgirem sinais de superdose. Devem ser determinados os níveis de fenitoína plasmática.

    Substratos do CYP 2D6

    Flecainida: o medicamento em destaque aumenta as concentrações plasmáticas da flecainida, pela inibição do citocromo CYP2D6. Portanto, a dose de flecainida deve ser ajustada.

    Substratos do CYP P450 3A4

    Quando tais substâncias são administradas concomitantemente com o medicamento em destaque um inibidor do CYP3A4, pode ocorrer um aumento de suas concentrações no plasma, o que poderá acarretar num possível aumento de sua toxicidade.

    Ciclosporina

    A combinação com o medicamento em destaque pode aumentar os níveis plasmáticos de ciclosporina. A dose deve ser ajustada.

    Fentanila

    A combinação com amiodarona pode acentuar os efeitos farmacológicos da fentanila e aumentar o risco de toxicidade.

    Estatinas

    O risco de toxicidade muscular (ex.: rabdomiólise) é aumentado pela administração concomitante do medicamento em destaque e estatinas metabolizadas pelo CYP 3A4, tais como sinvastatina, atorvastatina e lovastatina. Recomenda-se o uso de estatinas não metabolizadas pelo CYP3A4 quando administradas com o medicamento em destaque.

    Efeito de outros produtos

    Os inibidores do CYP 3A4 e do CYP 2C8 podem ter um potencial para inibir o metabolismo do medicamento em destaque e aumentar a sua exposição.

    Recomenda-se evitar inibidores do CYP 3A4 (por exemplo, suco de toranja e determinados medicamentos) durante o tratamento com amiodarona.

    Outras interações medicamentosas

    com sofosbuvir em combinação com outro antiviral de ação direta sobre o vírus da Hepatite C (como daclatasvir, simeprevir ou ledipasvir) não é recomendada, pois pode levar a bradicardia sintomática grave. O mecanismo para este efeito de bradicardia é desconhecido.

    Se a coadministração não puder ser evitada, o monitoramento cardíaco é recomendado


    Remédios com cloridrato de amiodarona em sua composição

    Amiobal; Amioron; Ancoron; Atlansil; Cardicoron; Hiperterona; Miodarid; Miodarone Miodon.


    Nomes Comerciais

    Este medicamento pode ser visto sob a forma genérica ou através dos nomes comerciais a seguir:

    - Ancoron;

    - Amioron;

    - Amiobal;

    - Atlansil;

    - Angyton;

    - Cardiocoron;

    - Hiperterona;

    - Miodaron;

    - Miodarid.


    Formas de tomar

    A posologia do medicamento mencionado no artigo depende da idade e do quadro clínico do paciente:

    Dose de ataque

    Recomenda-se uma dose usual de 600 a 1000mg ao dia, administradas durante 8 a 10 dias.

    Dose de manutenção

    Recomenda-se uma dose de 100 a 400mg ao dia. O tratamento pode se administrado em dias alternados – com 200mg em dias alternados quando a posologia recomendada é de 100mg. Também pode ser adotada o esquema de janela terapêutica, administrando-se o medicamento durante 5 dias e instituindo um intervalo de 2 dias sem medicação.

    Os comprimidos devem ser ingeridos por inteiro, com quantidade suficiente de líquido, durante ou após as refeições, por via oral.


    Efeitos colaterais

    Os efeitos colaterais do medicamento em destaque podem variar de bradicardia, hipotireoidismo, hipertireoidismo, náusea, vômito, tremores extrapiramidais, pesadelos, distúrbios do sono, cefaleia, toxicidade pulmonar, disfunção erétil, urticária e pigmentação grisácea ou azulada da pele no caso de administração prolongada ou de altas doses ao dia.


    Contraindicações

    O medicamento amiodarona é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida ao iodo, a substância ativa ou a qualquer outro componente presente na fórmula do produto.

    Além disso, não deve ser utilizado em pacientes que fazem uso de associação com medicamentos que possam induzir torsade de pointes; com disfunção da tireoide; com bradicardia sinusal, bloqueio sinoatrial e doença do nó sinusal; distúrbios severos de condução atrioventricular, a menos que o paciente esteja com um marcapasso implantado; pacientes lactantes ou no período de gestação.

    Todas estas contraindicações listadas não se aplicam quando o medicamento em destaque é utilizado na sala de emergência em casos de fibrilação ventricular resistente a ressuscitação cardiopulmonar por choque (desfibrilador).