Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Aprenda as melhores maneiras de sobreviver à TPM!

    Aprenda as melhores maneiras de sobreviver à TPM!

    A tensão pré-menstrual, comumente conhecida pela sigla TPM, é uma condição que grande parte das mulheres em todo o mundo enfrenta durante a vida.

    Também conhecida pelos nomes de síndrome do ciclo ovariano ou síndrome pré-menstrual, esta tensão é definida como por um conjunto de sintomas (por exemplo: mau humor, inchaço, sensibilidade mamária, entre outros) que ocorre alguns dias antes do início de um período menstrual.

    Diferentes mulheres experimentam sintomas diferentes desta complicação, contudo, nem todas sofrem com este transtorno. Para algumas mulheres, a TPM pode causar grande desconforto e até interromper as atividades normais.

    Você sabia? 70% das mulheres sofrem com os sintomas da TPM.

    Causas

    Os ciclos menstruais são controlados por uma interação complexa de hormônios. Esses hormônios ajudam a iniciar a menstruação durante a puberdade, determinam o ritmo e a duração dos períodos menstruais durante a idade fértil e sinalizam o fim da menstruação na menopausa. O controle hormonal da menstruação envolve o cérebro, a glândula pituitária e os ovários.

    A causa exata da TPM é desconhecida. Entretanto, acredita-se que ela esteja relacionada a mudanças no nível de hormônios específicos. Alguns estudos sugerem que seus sintomas estão ligados a flutuações pré-menstruais em uma substância química do cérebro chamada serotonina, e no aumento da sensibilidade do hormônio progesterona.

    Já outros estudos sugerem que o hormônio estrogênio é o agente causador da retenção de líquidos. Isso explica o motivo do ganho de peso temporário, a sensibilidade mamária e o inchaço que ocorre por muitas mulheres enquanto experienciam este período.

    Pesquisas recentes sugerem que mulheres com TPM podem metabolizar a progesterona de forma diferente. Outras alterações hormonais e metabólicas também podem estar envolvidas, mas pesquisas adicionais são necessárias para de fato se atestar algo concretamente.

    Outros possíveis fatores que podem estar associados aos sintomas da TPM incluem:

    Falta de certas vitaminas e minerais;

    Comendo uma dieta que é alta em alimentos salgados;

    Beber álcool ou cafeína.

    Sintomas e Complicações

    Se você sofre com a tensão pré-menstrual, é possível que você possa ter diferentes tipos de sintomas do que sua mãe, sua irmã ou uma amiga tem. Mesmo que seus sintomas sejam os mesmos de outra pessoa, você poderá tê-los mais ou menos intensamente.

    Seus sintomas podem variar de um período menstrual a outro, e podem mudar com o passar dos anos. Para algumas mulheres, os sintomas são intensos, mas de curta duração. Já outras têm que interromper suas rotinas normais por conta dos sintomas que sofrem.

    Os sintomas podem durar de algumas horas a duas semanas antes do início de um período menstrual. Eles geralmente começam a desaparecer quando o seu período começa.

    Nas mulheres próximas à menopausa, os sintomas podem continuar durante e após um período menstrual. Algumas delas passam a ter períodos dolorosos depois de passar pela TPM. Adolescentes, por exemplo, muitas vezes têm períodos muito dolorosos após passar por essa condição, contudo, essa tendência geralmente desaparece à medida que a pessoa envelhece.

    Os sintomas podem ser agrupados em três categorias:

    Mudanças físicas

    - Dores nas costas;

    - Inchaço devido à retenção de líquidos;

    - Sensibilidade mamária, plenitude e dor;

    - Alterações no apetite (inclui desejos por certos alimentos, como o chocolate);

    - Constipação ou diarreia;

    - Dificuldade em adormecer;

    - Tontura;

    - Sensação de peso ou pressão na pélvis;

    - Dores de cabeça ou enxaquecas;

    - Ondas de calor;

    - Dor nas articulações e inchaço;

    - Falta de energia;

    - Náusea e vômito;

    - Fadiga severa;

    - Problemas de pele, como acne ou coceira;

    - Ganho de peso temporário;

    - Agravamento de alergias existentes;

    - Mudança de humor;

    - Agitação;

    - Raiva;

    - Depressão;

    - Sentindo-se triste, desesperado ou oprimido;

    - Irritabilidade;

    - Mudanças de humor;

    - Nervosismo;

    - Mudanças mentais;

    - Confusão;

    - Dificuldade de concentração;

    - Perda de memória ou esquecimento.

    As complicações geralmente envolvem condições médicas existentes que são agravadas por este transtorno.

    Alergias ou problemas oculares podem ser mais graves, e mulheres que sofrem epilepsia podem ter mais convulsões do que o normal. Mulheres que têm lúpus ou artrite reumatóide podem sofrer com surtos durante esse período.

    Diagnóstico

    A TPM é uma condição que é amplamente auto-diagnosticável. Isto significa que as mulheres tendem a rotular-se sem realmente verificar com um médico.

    Os sintomas tendem a reaparecer a cada ciclo menstrual, torna-se fácil reconhecê-los. Aqueles próximos à você também podem notar diferenças em seu comportamento.

    O diagnóstico da TPM inclui uma história detalhada, verificação da regularidade menstrual, ovulação e flutuações hormonais e, em alguns casos, procura de possíveis transtornos psiquiátricos (como depressão).

    Muitas vezes, é útil que as mulheres mapeiem seus sintomas em um calendário para ver se os sintomas são cíclicos ou se duram o mês inteiro. Esse método ajuda muito a distinguir a TPM da depressão.

    Tratamento e Prevenção

    Nutrição adequada, exercícios regulares e um estilo de vida saudável geralmente ajudam no tratamento e na prevenção.

    Uma combinação de um ou mais dos seguintes tratamentos pode ajudar a aliviar os sintomas:

    Medicamentos

    Anticoncepcionais

    Tomar contraceptivos orais pode ajudar a estabilizar as mudanças nos níveis hormonais e interromper a ovulação. Já o inchaço devido a retenção de líquido pode ser melhorado reduzindo-se o sal na alimentação, e usando um diurético suave que fará você urinar.

    Dentre os contraceptivos podemos citar:

    Yasmin Anticoncepcional (Yas): Contraceptivo oral, com efeitos antimineralocorticoide e antiandrogênico que beneficiam tanto as mulheres que apresentam retenção de líquido de origem hormonal e seus sintomas, como as que apresentam acne e seborreia.

    • Polaramine

      Polaramine

      4 apresentações
      R$ 13,07
      R$ 13,07

    Analgésicos

    Tomar analgésicos de venda livre pode ajudar a aliviar dores de cabeça, dores nas articulações e as cólicas menstruais.

    Dentre os medicamentos analgésicos, podemos citar:

    Ibuprofeno: é um analgésico e anti-inflamatório indicado para o alívio da febre, dores e inflamação como dor de cabeça, dor muscular, dor de dentes, dor de garganta, enxaqueca ou cólica.

    • Polaramine

      Polaramine

      4 apresentações
      R$ 13,07
      R$ 13,07

    Aspirina: medicamento indicado para aliviar vários tipos de dor, como dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta, dor menstrual, dor muscular, dor nas articulações, dor nas costas ou dor da artrite.

    • Polaramine

      Polaramine

      4 apresentações
      R$ 13,07
      R$ 13,07

    Antidepressivos

    Os medicamentos antidepressivos conhecidos como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs) são amplamente utilizados para gerenciar sintomas psicológicos como ansiedade e depressão. Esses antidepressivos comprovadamente ajudam a gerenciar a TPM. No entanto, você precisa discutir isso com seu médico antes de iniciar qualquer medicação ou remédio herbal para se certificar de que é apropriado e seguro para você.

    Dentre os medicamentos antidepressivos, podemos citar:

    Dieloft: indicado para o tratamento da depressão acompanhada por sintomas de ansiedade, do transtorno obsessivo compulsivo em adultos e crianças, do transtorno do pânico, do transtorno do estresse pós-traumático, da fobia social ou transtorno da ansiedade social e da síndrome da tensão pré-menstrual e/ou transtorno disfórico pré-menstrual.

    • Hepatilon

      Hepatilon

      1 apresentações
      R$ 12,98
      R$ 12,98

    Cloridrato de Fluoxetina: é indicado para o tratamento da depressão, associada ou não à ansiedade. Também é indicado para o tratamento da bulimia nervosa, do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e do transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), incluindo tensão pré-menstrual, irritabilidade e disforia (mal-estar provocado pela ansiedade).

    • Polaramine

      Polaramine

      4 apresentações
      R$ 13,07
      R$ 13,07

    Cloridrato De Sertralina: é indicado para o tratamento da depressão acompanhada por sintomas de ansiedade, do Transtorno Obsessivo Compulsivo em adultos e crianças, do Transtorno do Pânico, do Transtorno do Estresse Pós-Traumático, da Fobia Social ou Transtorno da Ansiedade Social e da Síndrome da Tensão Pré-Menstrual e/ou Transtorno Disfórico Pré-Menstrual.

    • Polaramine

      Polaramine

      4 apresentações
      R$ 13,07
      R$ 13,07

    Mudanças na alimentação

    Reduzir o consumo de açúcar, café e álcool pode aliviar os sintomas. Tomar suplementos contendo cálcio, magnésio, soja, vitamina B6 e vitamina E pode reduzir certos sintomas. Até o momento, entre esses suplementos, o cálcio tem a evidência mais convincente em relação ao alívio dos sintomas citados anteriormente. 

    Algumas mulheres usam certos produtos à base de plantas, como óleo de prímula, erva de São João e chasteberry para diminuir seus sintomas. No entanto, a eficácia de tais produtos não é conhecida. 

    ATENÇÃO: Fale sempre com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar uma vitamina, suplemento ou produto à base de plantas.

    Praticar atividades físicas

    Exercícios regulares e técnicas de redução de estresse podem diminuir o nervosismo e a agitação, bem como reduzir os sintomas associados à TPM.

    Aconselhamento

     Falar com um conselheiro pode ajudar algumas mulheres a lidar melhor com os efeitos psicológicos da TPM.

    Manter um diário de sintomas pode dar a você e ao seu médico uma melhor imagem de seus sintomas e ajudá-lo a avaliar os efeitos de diferentes tratamentos.