Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Beriglobina: confira sua bula simplificada!

    Beriglobina: confira sua bula simplificada!

    Beriglobina é um medicamento utilizado para a profilaxia e tratamento em casos de deficiência de anticorpos. O seu princípio ativo é a Imunoglobulina G.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO BERIGLOBINA

    • Xarelto

      Xarelto

      7 apresentações
      R$ 69,38
      R$ 69,38


    O que é

    É usada para:

    Reposição em:

    • Síndromes de deficiência de anticorpos primária e secundária resultantes da síntese de anticorpos defeituosos;

    • Hipogamaglobulinemia transitória prolongada, especialmente em crianças prematuras.

    Profilaxia de:

    • Hepatite A (Antes da exposição e dentro de 2 semanas após exposição);

    • Sarampo ou atenuação de sarampo (Em indivíduos expostos não mais do que 1 semana previamente, se imunoglobulina específica para sempre não estiver disponível e terapia mucosite radiogênica).

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    Composição

    Cada 1 mL contém:

    Imunoglobina humana………………160 mg

    (Da qual) IgG…………………………….Pelo menos 95%

    Anticorpos para vírus da hepatite……..Pelo menos 100 U.I HCI ou NaOH (em pequenas quantidades para ajustamente de pH)

    Excipientes: ácido aminoacético (glicina), cloreto de sódio e água para injetáveis.

    Apresentação:

    Solução injetável de 320 mg

    Embalagem com 1 ampola de 2mL.

    Uso instramuscular.

    Uso pediátrico e adulto.


    Interações medicamentosas

    Algumas vacinas não devem ser administradas antes de, pelo menos, 3 meses após a administração de Beriglobina.

    O fármaco em destaque não deve ser misturado a outros medicamentos.

    Após a administração de imunoglobulina, um intervalo de, pelo menos, 3 meses deverá ser observado antes de vacinação com vacinas de vírus vivos por via parental (por exemplo, parotidite, sarampo, rubéola e as vacinas combinadas relevantes, assim como a vacina para varicela).

    Não são necessários intervalos entre a administração de imunoglobulinas e vacinas orais (por exemplo, contra poliomielite, febre tifóide), vacinas contendo patógenos inativados (por exemplo, contra os vírus da gripe, tuberculose, raiva, coqueluche, vacinas HIB) ou vacinas toxóides (por exemplo, difteria, tétano e as vacinas combinadas relevantes).


    Nomes comerciais

    Este medicamento pode ser encontrado sob a forma genérica (Imunoglobulina G) ou através dos nomes comerciais a seguir:

    • HyQvia;

    • Endobulin Kiovig,


    Formas de tomar

    Instruções de uso:

    Após abertura da ampola, o conteúdo deve ser usado imediatamente.

    O fármaco em questão é uma solução injetável pronta pra uso e deve ser administrada exclusivamente pela via intramuscular. Doses totais comparativamente elevadas são melhor dividas em doses individuais menores. Isto aplica-se no caso de doses acima de 2 mL em crianças de 20 kg de corporal, e não acima de 5 mL para indivíduos com maior peso corporal.

    Não injetar por via intravenosa.

    Não utilizar, se a solução estiver turva ou apresentar depósito.

    Após a abertura da ampola, o produto deve ser utilizado imediatamente. Não agitar.

    Deve ser administrado somente por via intramuscular.

    Posologia:

    A dose a ser utilizada deverá ser orientada pelo seu médico. Não utilize o medicamento se a solução estiver turva ou apresentar depósitos.

    • Síndromes de deficiência de anticorpo:

    Este medicamento pode evitar infecções graves em pacientes com deficiências de imunoglobulinas, se o nível plasmático mínimo de 2 g/L de IgG circulante for mantido. A dosagem usual consiste em uma dose de 0,66 mL/kg de peso corporal administrada a cada 3 a 4 semanas, com o dobro da dose administrada no início da terapia. Esta dosagem deverá ser ajustada para manter o nível aproximado de 2 g/L de igG circulante.

    Hipogamaglobulinemia transitória prolongada, especialmente em crianças prematuras

    5mL em intervalo de 4 semanas até que os valores de IgG atinjam níveis normais para a idade em questão.

    • Profilaxia de hepatite A:

    Em casos de exposição às áreas endêmicas com duração menor que 3 meses, recomenda-se uma dose de 0,02 mL/kg de peso corporal; em casos de exposição por um período mais longo, recomenda-se 0,06 mL/kg de peso corporal e devendo a administração ser repetida após 4 e 6 meses.

    As seguintes dosagens provaram ser apropriadas:

    Indivíduos de até 20 kg de peso corporal…………………………………...Dose total de 2 mL

    Indivíduos acima de 20 kg de peso corporal…………………………..Dose total de 5 mL

    Indivíduos em contato com pacientes com hepatite A (contatos domésticos, institucionais).....................................................................................0,02 mL/mk de peso corporal

    • Profilaxia de sarampo:

    0,25mL/kg de peso corporal, se o tempo de exposição não foi superior a uma semana.

    Crianças imunocomprometidas expostas ao sarampo:

    0,5mL/kg de peso corporal.

    • Terapia de mucosite radiogênica:

    No primeiro dia da terapia, administrar 10 mL; no terceiro e quinto dia, administrar 5mL, respectivamente. O tratamento poderá ser repetido sempre que necessário.


    Precauções

    O que devo saber antes de utilizar este medicamento?

    Após a administração, o paciente deve ser observado por pelo menos 20 minutos.

    Não administrar por via intravenosa. Observar que há risco aumentado de injeção intravascular acidental em pacientes que receberam injeções instramusculares repetidamente.

    Uma administração instravascular pode levar o paciente a desenvolver sintomas semelhantes ao choque, especialmente no caso de uma síndrome de deficiência de anticorpo. Portanto, é recomendado assegurar por aspiração que nenhum vaso tenha sido penetrado.


    Efeitos colaterais

    A Beriglobina pode causar alguns efeitos colaterais, os mais comuns são:

    • Dor ou inchaço poderão ocorrer no local da aplicação;

    • Elevação da temperatura corporal;

    • Reações cutâneas;

    • Calafrios.

    Consulte um médico se algum destes sintomas for grave e/ou não desaparecer.


    Gravidez

    A segurança de Beriglobina para uso na gestação de seres humanos não foi estabelecida em estudos clínicos controlados, por isso, este medicamento deve ser usado com cautela quando administrado a mulheres grávidas ou lactantes.

    A experiência clínica prolongada com imunoglobulinas, em particular a aplicação de imunglobulina Anti-D, demonstrou que não são esperados efeitos prejudiciais durante a gravidez, ao feto e ao recém-nascido.


    Contraindicações

    O uso deste medicamento é contraindicado nos seguintes casos:

    • Em pacientes com trombocitopenia grave ou outros distúrbios de coagulação nos quais a administração intramuscular é contra-indicada;

    • Em pacientes com hipersensibilidade (alergia) a medicamentos contendo imunoglobulinas homólogas particularmente em pacientes com deficiência de IgA e presença concomitante de anticorpos IgA.

    • Em pacientes com hipersensibilidade (alergia) a qualquer outro componente da fórmula.