Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Betaxetin: tudo sobre este fármaco!

    Betaxetin: tudo sobre este fármaco!

    Betaxetin é um medicamento indicado para a tontura, perda de audição e zumbido e para o síndrome de Menière, no tratamento de sintomas como vertigem com náusea e vômito.

    Tem na sua composição Dicloridrato de Betaistina, um composto responsável por produzir uma maior vasodilatação e um aumento do fluxo sanguíneo, diminuindo assim a frequência e a severidade dos ataques de vertigem. É também responsável por melhorar a função cognitiva em idosos e aumenta o fluxo de sangue em pacientes com doença degenerativa.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO BETAXETIN

    • Xarelto

      Xarelto

      7 apresentações
      R$ 69,38
      R$ 69,38


    O que é

    É usado para tratamento sintomático da tontura e da Síndrome de Menière caracterizada pelos sintomas: vertigem (com náusea e vômito), perda de audição e zumbido.

    Contém betaistina, é um tipo de medicamento chamado “análogo-histamínico” e age melhorando o fluxo sanguíneo no seu ouvido interno. Isso diminui o acúmulo da pressão. Também melhora os sintomas de vertigem (acompanhada de náuseas e vômitos) e zumbido no ouvido. A melhora, algumas vezes, só pode ser observada após algumas semanas de tratamento. Os melhores resultados são obtidos às vezes depois de alguns meses. Existem evidências que o tratamento desde o início da doença previne a sua progressão e/ou a perda de audição em fases avançadas da doença.

    A Doença de Ménière é uma doença crônica caracterizada pelo aumento da pressão da endolinfa, que é o líquido existente no labirinto que fica dentro do ouvido. Geralmente ocorre em apenas um lado. Ocorre de forma progressiva, com crises frequentes e riscos de perda de audição e outras complicações permanentes. Mas também pode ser incidiosa, ou seja, as crises são esporádicas e sem sequência e o problema não é crônico.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    Interações medicamentosas

    Fale com seu médico se você está tomando ou tomou recentemente algum outro medicamento, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica e medicamentos fitoterápicos.

    Em particular, fale com seu médico se você está tomando: Anti-histamínicos (diminuem o efeito deste medicamento, assim como o Betaxetin também pode diminuir o efeito dos anti-histamínicos) e inibidores de monoamino-oxidase (IMAOs) (Estes medicamentos podem aumentar a quantidade deste medicamento no organismo).


    Nomes comerciais

    Este medicamento pode ser encontrado sob a forma genérica ou através dos nomes comerciais a seguir:

    • Labirin;

    • Betina;

    • Debet;

    • Betaserc;

    • Betadine;

    • Ucibeta.


    Formas de tomar

    As doses recomendadas de dicloridrato de betaistina (substância ativa deste fármaco) para adultos variam de 24-48 mg por dia, divididos em duas ou três tomadas de comprimidos por via oral.

    Posologia:

    Dicloridrato de betaistina 16 mg:

    Metade ou um comprimido três vezes por dia.

    Dicloridrato de betaistina 24 mg:

    Um comprimido duas vezes ao dia.

    A dosagem deve ser individualmente adaptada de acordo com a resposta terapêutica. A melhora, algumas vezes, só pode ser observada após algumas semanas de tratamento. Em alguns casos os melhores resultados são obtidos após alguns meses.

    Existem evidências de que o tratamento realizado desde o início da doença previne a sua progressão e/ou a perda de audição em fases avançadas da doença.

    Posologia para populações especiais:

    • Idosos:

    Embora existam dados limitados de estudos clínicos com esse grupo de pacientes, a extensa experiência pós-comercialização sugere que o ajuste de dose não é necessário para idosos.

    • Crianças:

    O dicloridrato de betaistina não é recomendado para menores de 18 anos devido às informações sobre segurança e eficácia serem insuficientes.

    • Insuficiência renal e hepática:

    Não existem estudos clínicos disponíveis específicos com esse grupo de pacientes, porém de acordo com experiência pós-comercialização o ajuste de dose parece não ser necessário.

    O que fazer caso você esqueça de tomar este medicamento:

    Caso o paciente se esqueça de tomar o medicamento no horário estabelecido, oriente-o a ignorar a dose esquecida e tomar a próxima dose no horário indicado, continuando normalmente o esquema de dose recomendado.

    O paciente não deve tomar uma dose dupla para suprir a dose esquecida.


    Precauções

    O que você deve saber antes de utilizar este medicamento?

    Fale com seu médico antes de tomar este fármaco se: Você já teve úlcera no estômago ou tem asma. Pois seu médico pode desejar monitorar você mais de perto enquanto toma este fármaco e assim, evitar futuros riscos.

    Pacientes com asma brônquica e com história de úlcera péptica precisam ser cuidadosamente monitorados durante a terapia.

    Efeitos na habilidade de dirigir ou operar máquinas: Não é provável que este medicamento altere a sua habilidade de dirigir ou operar máquinas. Porém, lembre-se que as doenças para as quais você está sendo tratado com Betaxetin, como Síndrome de Ménière ou vertigem, podem fazer você sentir tontura ou mal estar, e podem afetar sua habilidade de dirigir e operar máquinas.


    Efeitos colaterais

    O Betaxetin pode causar alguns efeitos colaterais, os mais comuns são:


    Gravidez

    Não há dados estabelecido do uso deste remédio em mulheres grávidas, portanto não o tome se você está grávida ou suspeitar que esteja grávida, a não ser que seu médico decida que é necessário.

    Ainda não foi estabelecido se a betaistina é excretada no leite humano. Antes de iniciar o tratamento com betaistina, recomenda-se avaliar os possíveis benefícios do tratamento com betaistina em mulheres amamentando e os possíveis riscos à criança. Por isso, se você estiver amamentando, tome cuidado! Não amamente se você estiver tomando este medicamento a não ser que seu médico autorize.


    Contraindicações

    Não tome fármaco este se você apresentar hipersensibilidade (alergia) à betaistina ou a qualquer um dos componentes do produto ou se você possui tumor da glândula adrenal (chamado feocromocitoma).

    Também é contraindicado para mulheres grávidas ou amamentando, pacientes com úlceras ativas no estômago ou duodeno, câncer ou tumor benigno nas células cromafins ou asma.