Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Bremetix: contra distúrbios gastrointestinais!

    Bremetix: contra distúrbios gastrointestinais!

    Bremetix é um medicamento indicado para quadros de distúrbios gastrointestinais. Seu princípio ativo é a Bromoprida.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO BREMETIX

    • Aracor A

      Aracor A

      4 apresentações
      R$ 58,31
      R$ 58,31


    O que é

    É usado para tratar:

    • Distúrbios da motilidade gastrintestinal;

    • Refluxo gastroesofágico;

    • Náuseas e vômitos de origem central e periférica (cirurgias, metabólicas, infecciosas e problemas secundários ao uso de medicamentos).

    Bremetix também é utilizado também para facilitar os procedimentos radiológicos do trato gastrintestinal.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    Interações medicamentosas

    Medicamento-medicamento:

    Os efeitos de Bromoprida na motilidade gastrintestinal são antagonizados pelas drogas anticolinérgicas e analgésicos narcóticos. Pode haver potencialização dos efeitos sedativos quando se administra Bromoprida junto com sedativos, hipnóticos, narcóticos ou tranquilizantes. Portanto, evite ingerir esses produtos durante o tratamento com Bromoprida.

    Informe ao seu médico caso você tenha pressão alta e esteja sob tratamento com inibidores da monoaminoxidase (tipo de medicamento antidepressivo), pois neste caso, a Bromoprida deve ser usada com cuidado.A Bromoprida pode diminuir a absorção de fármacos pelo estômago (p/ex. digoxina) e acelerar aquelas que são absorvidas pelo intestino delgado (p/ex. paracetamol, tetraciclina, levodopa, etanol).

    Medicamento-exame laboratorial:

    Não há dados disponíveis até o momento sobre a interferência de Bromoprida (substância ativa) em testes laboratoriais.

    Medicamento-substância química:

    Pode haver potencialização dos efeitos sedativos quando se administra Bromoprida junto com álcool. Portanto, evite ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento com Bromoprida


    Nomes comerciais

    Este medicamento pode ser encontrado sob a forma genérica (Bromoprida) ou através dos nomes comerciais a seguir:

    • Digestil;

    • Digesprid;

    • Fágico;

    • Gastrobene;

    • Pangest;

    • Digesigma;

    • Bromogex;

    • Digesan Solução Oral;

    • Pridecil;

    • Digesol;

    • Digesan Injetável;

    • Digesan Cápsula;

    • Bromopan;

    • Digestina;

    • Digevita;

    • Plamet;

    • Digesigma Gotas.


    Formas de tomar

    Instruções de uso:

    Solução Injetável:

    • Bromoprida solução injetável via intravenosa (IV):

    A administração intravenosa de Bromoprida (substância ativa) deve ser feita de forma lenta (superior a 3 minutos) após diluição com solução fisiológica (cloreto de sódio 0,9% ou glicose 5%) para evitar reações adversas como agitação, ansiedade, sonolência e hipotensão.

    • Bromoprida solução injetável via intramuscular (IM):

    o conteúdo deve ser injetado profundamente na região deltóide ou na região glútea. A injeção intramuscular de Bromoprida (substância ativa), não deve ser administrada ou por períodos prolongados, sem controle médico.

    Solução Oral:

    • Bromoprida (substância ativa) solução oral:

    Agitar bem o frasco antes de usar. Utilizar o medidor graduado para administração da quantidade exata.

    • Bromoprida (substância ativa) gotas pediátricas:

    24 gotas correspondem a 1 (um) mL. Oriente o paciente a utilizar o gotejador ou a colocar em uma colher a quantidade exata prescrita e então administrar a dose pela via oral.

    Cápsulas:

    Bromoprida deve ser ingerido com líquido, por via oral.

    Posologia:

    Solução Injetável:

    • Uso em adultos:

    1 a 2 ampolas (10 a 20 mg) ao dia por via intramuscular ou intravenosa.

    • Uso em crianças:

    0,5 a 1 mg por quilo de peso ao dia, por via intramuscular ou intravenosa.

    A Bromoprida pode ser associada ao soro glicosado ou fisiológico e as doses podem ser repetidas ou alteradas de acordo com o critério médico.

    Não há estudos dos efeitos de Bromoprida administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via intravenosa ou intramuscular.

    Solução Oral:

    • Uso em adultos:

    10 mL (10 mg) de 12/12 h ou de 8/8 h conforme orientação médica (dose máxima 60 mg/dia).

    • Uso em crianças:

    0,5 mg (0,5 mL) a 1 mg (1,0 mL) por quilo de peso, dividida em três tomadas diárias.

    • Bromoprida (substância ativa) gotas pediátricas:

    1 a 2 gotas por quilo de peso, três vezes ao dia. Não há estudos dos efeitos de Bromoprida administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.

    • Populações especiais:

    Pacientes com insuficiência renal:

    Considerando-se que a excreção da Bromoprida é principalmente renal, em pacientes com depuração de creatinina inferior a 40 mL/min, o tratamento deve ser iniciado com aproximadamente metade da dose recomendada. Dependendo da eficácia clínica e condições de segurança do paciente, a dose pode ser ajustada a critério médico.

    Cápsulas:

    • Bromoprida cápsulas:

    1 cápsula (10 mg) de 12/12 h ou de 8/8 h (dose máxima 60 mg/dia).

    Não há estudos dos efeitos de Bromoprida administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.

    Populações especiais:

    • Pacientes com insuficiência renal:

    Considerando-se que a excreção da Bromoprida é principalmente renal, em pacientes com depuração de creatinina inferior a 40 mL/min, o tratamento deve ser iniciado com aproximadamente metade da dose recomendada. Dependendo da eficácia clínica e condições de segurança do paciente, a dose pode ser ajustada a critério médico.


    Precauções

    O que devo saber antes de utilizar este medicamento?

    O uso de Bremetix deve ser cauteloso em gestantes, crianças, idosos, pessoas que sofrem de glaucoma, diabetes, doença de Parkinson, insuficiência renal, hipertensão, pessoas sensíveis à procaína, procainamida ou neurolépticos.

    Populações especiais:

    • Idosos:

    A ocorrência de discinesia tardia (movimentos anormais ou perturbados) tem sido relatada em pacientes idosos tratados por períodos prolongados. Entretanto, não há recomendações especiais sobre o uso adequado desse medicamento por pacientes idosos.

    • Crianças:

    As reações extrapiramidais (como inquietude, movimentos involuntários, fala enrolada e etc.) podem ser mais frequentes em crianças e adultos jovens e podem ocorrer após uma única dose.

    • Pacientes diabéticos:

    A estase gástrica pode ser responsável pela dificuldade no controle de alguns diabéticos. A insulina administrada pode começar a agir antes que os alimentos tenham saído do estômago e levar a uma hipoglicemia. Tendo em vista que a Bromoprida (substância ativa) pode acelerar o trânsito alimentar do estômago para o intestino e, consequentemente, a porcentagem de absorção de substâncias, a dose de insulina e o tempo de administração podem necessitar de ajustes em pacientes diabéticos.

    • Pacientes com insuficiência renal:

    Considerando-se que a excreção da Bromoprida é principalmente renal, em pacientes com depuração de creatinina inferior a 40 mL/min, o tratamento deve ser iniciado com aproximadamente metade da dose recomendada. Dependendo da eficácia clínica e condições de segurança do paciente, a dose pode ser ajustada a critério médico.

    • Pacientes com câncer de mama:

    A Bromoprida pode aumentar os níveis de prolactina, o que deve ser considerado em pacientes com câncer de mama detectado previamente.

    • Sensibilidade cruzada:

    Hipersensibilidade à procaína ou procainamida.

    • Exclusivo Solução Injetável:

    A injeção intravenosa de Bromoprida (substância ativa) deve ser feita lentamente, durando no mínimo 3 minutos, para evitar o aparecimento de ansiedade e agitação transitórias, porém intensas, seguido de sonolência, que pode ocorrer com a administração rápida.


    Efeitos colaterais

    O Bremetix pode causar alguns efeitos colaterais, os mais comuns são:

    • Inquietação;

    • Sonolência;

    • Fadiga;

    • Lassidão;

    • Insônia;

    • Cefaléia;

    • Tontura;

    • Náuseas;

    • Sintomas extrapiramidais;

    • Galactorreia;

    • Ginecomastia;

    • Erupções cutâneas, incluindourticária;

    • Distúrbios intestinais.

    Consulte um médico se algum destes sintomas for grave e/ou não desaparecer.


    Gravidez

    Não existem estudos adequados e bem controlados sobre o uso deste medicamento em mulheres grávidas.

    Se você estiver amamentando, tome cuidado! Pois a Bromoprida é excretada pelo leite materno. Por isso, não deve ser administrada a mulheres grávidas ou que amamentam, a menos que, a critério médico os benefícios potenciais para a paciente superem os possíveis riscos para o feto ou recém-nascido.


    Contraindicações

    O uso deste medicamento não é recomendado nos seguintes casos:

    • Em pacientes com antecedentes de alergia aos componentes da fórmula;

    • Quando a estimulação da motilidade gastrintestinal seja perigosa, como por exemplo, na presença de hemorragia, obstrução mecânica ou perfuração gastrintestinal;

    • Em pacientes epilépticos ou que estejam recebendo outras drogas que possam causar reações extrapiramidais, uma vez que a frequência e intensidade destas reações podem ser aumentadas;

    • Em crianças menores de 1 ano de idade, devido ao risco aumentado da ocorrência de agitação, irritabilidade e convulsões;

    • Em pacientes com feocromocitoma, pois pode desencadear crise hipertensiva, devido à provável liberação de catecolaminas do tumor. Tal crise hipertensiva pode ser controlada com fentolamina.