Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Câncer: O que é, causas e tratamentos.

    Câncer: O que é, causas e tratamentos.

    Câncer é o crescimento desordenado de células que invadem órgãos e tecidos. Essas células doentes podem espalhar-se para outras regiões do corpo, o que conhecemos como metástase. Atualmente, existem mais de 100 tipos de câncer na literatura médica mundial.

    Existem dois níveis:

    Câncer Maligno

    É caracterizado pelo crescimento desordenado e incontrolável das células, em grande quantidade e agressivo, resultando na debilitação da pessoa e, em grande parte dos casos, traz risco de morte a curto, médio ou longo prazo, conforme as condições clínicas e avanço da doença em cada situação.

    Câncer Benigno

    É caracterizado pelo crescimento desordenado em apenas um local específico do corpo, de forma lenta, e trazem semelhanças aos tecidos originais. Esse tipo de câncer raramente constitui risco de morte.

    Você sabia? Cerca de 5% a 10% de todos os tumores malignos têm relação com as características genéticas dos pacientes!

    O que é?

    As células possuem um ciclo de vida no corpo humano: crescem, se dividem e morrem de forma ordenada.

    Durante os primeiros anos de vida de uma pessoa, as células normais se dividem mais rapidamente para permitir que a pessoa se desenvolva. Com a chegada da fase adulta, a maioria das células se divide apenas para substituir células desgastadas ou células que morrem ou para reparar danos.

    O início de um câncer

    O câncer se inicia quando as células de algum órgão ou tecido do corpo começam a crescer fora de controle - diferente do crescimento celular normal. Em vez de morrer, as células cancerosas continuam crescendo e formando novas células anômalas, podendo invadir outros tecidos. O crescimento descontrolado e a invasão para outros tecidos é o que origina uma célula em cancerosa.

    Na maioria dos casos, as células cancerígenas formam um tumor. No entanto alguns cânceres, como no caso da leucemia, raramente formam tumores. Em vez disso, estas células acometem o sangue e órgãos que produzem as células sanguíneas, chegando a tecidos onde elas se desenvolvem.

    Metástase

    Este fenômeno é a fase na qual as células cancerígenas começam a se espalhar pelo resto do corpo e dão origem à novos tumores.Isso acontece quando essas células entram na corrente sanguínea ou nos vasos linfáticos do corpo. Ao longo do tempo, os tumores irão substituir o tecido normal.

    Causas:

    As causas variam desde fatores externos até fatores internos do organismo, que contribuem para o desenvolvimento da doença.

    As causas externas estão relacionadas ao meio ambiente, aos hábitos, costumes e qualidade de vida da própria pessoa. Já as internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas e estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas.

    O envelhecimento, por exemplo, traz mudanças nas células que aumentam as chances de câncer. Esse fator somado ao fato de as células das pessoas idosas terem sido expostas por mais tempo aos diferentes fatores de risco para câncer, explica em parte o porquê de o câncer ser mais freqüente nesses indivíduos.

    Além disso, aqui estão alguns hábitos que podem favorecer o aparecimento da doença:

    • Tabagismo;

    • Hábitos Alimentares;

    • Alcoolismo;

    • Hábitos Sexuais;

    • Medicamentos;

    • Fatores Ocupacionais;

    • Radiação solar.

    Tipos:

    Os tipos de câncer podem ser agrupados em categorias mais amplas. As principais categorias incluem:

    Carcinomas

    Começam na pele ou nos tecidos que revestem ou cobrem os órgãos internos. Existe um número de subtipos de carcinoma, incluindo adenocarcinoma, carcinoma de células basais, carcinoma de células escamosas e carcinoma de células de transição.

    Sarcomas

    Começam no osso, cartilagem, gordura, músculo, vasos sanguíneos ou outro tecido conjuntivo ou de suporte.

    Leucemias

    Começam no tecido que produz o sangue, como a medula óssea, o que provoca um grande número de células anormais que entram na circulação sanguínea.

    Linfomas e Mielomas

    Começam nas células do sistema imunológico.

    Cânceres do Sistema Nervoso Central

    Começam nos tecidos do cérebro e da medula espinhal.

    Tratamentos:

    Radioterapia

    É um tratamento no qual se utilizam radiações para destruir um tumor ou impedir que suas células aumentem. Estas radiações não são vistas e durante a aplicação o paciente não sente nada. Esse procedimento pode ser usado em combinação com a quimioterapia ou outros recursos usados no tratamento dos tumores, como as cirurgias oncológicas.

    Como é feita a radioterapia?

    O número de aplicações necessárias pode variar de acordo com a extensão e a localização do tumor, dos resultados dos exames e do estado de saúde do paciente. Para programar o tratamento, é utilizado um aparelho chamado simulador. Através de radiografias, o médico delimita a área a ser tratada, marcando a pele com uma tinta vermelha.

    Para que a radiação atinja somente a região marcada, em alguns casos pode ser feito um molde de gesso ou de plástico, para que o paciente se mantenha na mesmo posição durante a aplicação. O paciente ficará deitado sob o aparelho, que estará direcionado para o traçado sobre a pele. É possível que sejam usados protetores de chumbo entre o aparelho e algumas partes do corpo, para proteger os tecidos e órgãos sadios.

    Quimioterapia

    Quimioterapia é um tratamento que utiliza medicamentos para destruir as células doentes que formam um tumor. Dentro do corpo humano, cada medicamento age de uma maneira diferente. Por este motivo são utilizados vários tipos a cada vez que o paciente recebe o tratamento. 

    Estes medicamentos se misturam com o sangue e são levados a todas as partes do corpo, destruindo as células doentes que estão formando o tumor e impedindo, também, que elas se espalhem pelo corpo. O paciente pode receber a quimioterapia como tratamento único ou aliada a outros, como radioterapia e/ou cirurgia.

    Como é feito o tratamento por quimioterapia?

    O tratamento é administrado por enfermeiros especializados e auxiliares de enfermagem, podendo ser feito das seguintes maneiras:

    • Via oral (pela boca): o paciente ingere pela boca o medicamento na forma de comprimidos, cápsulas e líquidos. Pode ser feito em casa.

    • Intravenosa (pela veia): a medicação é aplicada diretamente na veia ou por meio de cateter (um tubo fino colocado na veia), na forma de injeções ou dentro do soro.

    • Intramuscular (pelo músculo): a medicação é aplicada por meio de injeções no músculo.

    • Subcutânea (pela pele): a medicação é aplicada por injeções, por baixo da pele. ß Intracraneal (pela espinha dorsal): menos freqüente, podendo ser aplicada no líquor (líquido da espinha), pelo próprio médico ou no centro cirúrgico.

    • Tópico (sobre a pele ou mucosa): o medicamento (líquido ou pomada) é aplicado na região afetada.

    Transplante de medula óssea

    O transplante de medula óssea é o tratamento para algumas doenças malignas que afetam as células do sangue, como a Leucemia, que é um tipo de câncer (no sangue). Ele consiste na substituição de uma medula óssea doente, ou deficitária, por células normais de medula óssea, com o objetivo de reconstituição de uma nova medula.

    Medidas Preventivas:

    A prevenção primária engloba ações realizadas para evitar a ocorrência da doença e suas estratégias são voltadas para a redução da exposição aos fatores de risco. Os principais fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do câncer são: 

    • Tabagismo;
    • Alimentação;
    • Peso corporal;
    • Hábitos sexuais; 
    • Fatores ocupacionais; 
    • Bebidas alcoólicas;
    • Exposição solar;
    • Radiações;
    • Medicamentos.