Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Cefalexol: para acabar com as infeções!

    Cefalexol: para acabar com as infeções!

    Cefalexol é um antibiótico que pertence ao grupo das cefalosporinas. Sua ação pode ser apresentada como bactericida – destruindo processos infecciosos das bactérias causadoras.

    Essa substância pode ser indicada para o tratamento de sinusite bacteriana, otite média e para infecções do trato respiratório, do trato geniturinário, da pele, tecidos moles, ósseas e dentárias – tanto para crianças quanto para adultos.

    É recomendado de, antes de ser instituída a cefalexina terapêutica, deve-se pesquisar cuidadosamente reações prévias de hipersensibilidade às cefalosporinas e às penicilinas. Os derivados da cefalosporina-C devem ser administrados cuidadosamente em pacientes que possuem alergia a penicilina.

    • Ibuprofeno

      Ibuprofeno

      47 apresentações
      R$ 2,50
      R$ 2,50


    O que é

    É usado para tratar uma vasta gama de infecções bacterianas. Ela combate bactérias gram-positivas e algumas gram-negativas, inibindo o crescimento das paredes bacterianas pelo organismo do paciente.

    O Cefalexol pode funcionar de maneira semelhante a outros agentes dentro da classe dos cefalosporinas, incluindo a cefazolina intravenosa – também podendo ser tomada por via oral.

    Ela trata infecções bacterianas, incluindo ósseas e articulares, ouvido médio, trato urinário e de pele. Também é bastante eficaz para certos tipos de pneumonia, infecções na garganta e age como preventivo contra a endocardite bacteriana.

    Entretanto, a cefalexina (substância ativa deste fármaco) não atua contra infecções causadas por Staphylococcus aureus. Assim como muitos outros antibióticos, ela não age contra infecções virais – como resfriados, bronquite aguda ou gripe. Para pacientes com alergia ligeira ou moderada a penicilina, ela pode ser bastante eficaz – mas isso não se enquadra nos casos de alergias graves.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    Interações medicamentosas

    Medicamento-medicamento

    Quando os pacientes são saudáveis, pode-se usar doses únicas de 500 mg de cefalexina e metformina – plasmática e a AUS da metformina aumentam em média 34% e 24% respetivamente. Não há informações acerca da interação entre o medicamento em destaque e a metformina em múltiplas doses.

    Como já pode ser visto ocorrendo com outros antibióticos beta-lactâmicos, a excreção renal da cefalexina é inibida pela probenecida.

    Medicamento – exame laboratorial

    Os testes de COOMBS direto positivos foram relatados durante o tratamento com antibióticos cefalosporínicos. Nos estudos hematológicos, nas provas de compatibilidade sanguínea para transfusão, quando são realizados testes “MINOR” de antiglobulina, ou em testes de COOMBS nos recém-nascidos, cujas mães receberam antibióticos cefalosporínicos antes do parto, deve-se lembrar que um resultado positivo poderá ser atribuído a droga ingerida em determinado período.

    Poderá ocorrer uma reação de falso positivo para glicose na urina como as soluções de Benedict ou Fehling – ou então com os comprimidos de sulfato de cobre para testes.


    Nomes comerciais

    Este medicamento pode ser encontrado sob a forma genérica (Cefalexina) ou através dos nomes comerciais a seguir:

    • Cefagel;

    • Cefacimed;

    • Cellexina;

    • Cefaben;

    • Keflaxina;

    • Keflex Drágeas;

    • Keflex gotas;

    • Keflex suspensão oral;

    • Keforal;

    • Neoceflex;

    • FURP-Cefalexina (cápsula ou suspensão);

    • Uni Cefalexin.


    Formas de tomar

    Posologia:

    A posologia do Cefalexolé baseada no peso do paciente:

    • Em adultos

    Recomenda-se que a dose varie de 1 a 4g por dia, administrada em diferentes momentos. Entretanto, a dose recomendada é de 250mg, podendo ser administrada de 6 em 6 horas.

    - 500 mg: administrar meio comprimido do medicamento, recomendado de 6 em 6 horas.

    - 250 mg: a dose recomendada é de 5ml como suspensão oral, de 6 em 6 horas.

    De acordo com seu tratamento ou doença, essa dosagem pode ser diminuída ou aumentada com a indicação de seu médico, referente a seu estado de saúde.

    • Em crianças

    Dependendo do problema a tratar e da idade da criança, as indicações médicas podem ser prescritas para alterar a dosagem – aumentando ou diminuindo, de acordo com o tratamento.

    - 250 mg: a dose recomendada é de 0,5 a 1ml em suspensão oral, por cada kg de peso da criança – sendo cerca de 25 a 50mg por kg, administrado de 12 em 12 horas.


    Precauções

    O que devo saber antes de utilizar este medicamento?

    Antes de ser instituída a terapêutica com a Cefalexina, deve-se pesquisar cuidadosamente reações prévias de hipersensibilidade às cefalosporinas e às penicilinas. Os derivados da cefalosporina-C devem ser administrados cuidadosamente a pacientes alérgicos à penicilina.

    Reações agudas graves de hipersensibilidade podem levar à necessidade do uso de adrenalina ou outras medidas de emergência. Há alguma evidência clínica e laboratorial de imunogenicidade cruzada parcial entre as penicilinas e as cefalosporinas. Foram relatados casos de pacientes que apresentaram reações graves (incluindo anafilaxia) a ambas as drogas.

    Qualquer paciente que tenha demonstrado alguma forma de alergia, particularmente a drogas, deve receber antibióticos com cautela, não devendo haver exceção com a Cefalexina.

    Foi relatada colite pseudomembranosa com praticamente todos os antibióticos de amplo espectro (incluindo os macrolídeos, penicilinas semissintéticas e cefalosporinas); portanto, é importante considerar este diagnóstico em pacientes que apresentam diarreia em associação ao uso de antibióticos. Essas colites podem variar de gravidade, de leve a intensa com risco de vida. Casos leves de colite pseudomembranosa usualmente respondem somente com a interrupção do tratamento. Em casos moderados a graves, medidas apropriadas devem ser tomadas.

    Os pacientes devem ser seguidos cuidadosamente para que qualquer reação adversa ou manifestação inusitada de idiossincrasia à droga possa ser detectada. Se ocorrer uma reação alérgica à Cefalexina, a droga deverá ser suspensa e o paciente tratado com drogas apropriadas (por ex.: adrenalina ou outras aminas pressoras, anti-histamínicos ou corticosteroides).

    O uso prolongado e/ou inadequado do Cefalexol(ou qualquer outro medicamento cujo a substância ativa seja a Cefalexina) poderá resultar na proliferação de bactérias resistentes. A observação cuidadosa do paciente é essencial. Se uma superinfecção ocorrer durante a terapia, devem-se tomar as medidas apropriadas.

    Quando indicada uma intervenção cirúrgica, esta deverá ser feita junto com a terapia antibiótica. Antibióticos de amplo espectro devem ser prescritos com cuidado a pacientes com história de doença gastrintestinal, particularmente colite.


    Efeitos colaterais

    O Cefalexol pode causar alguns efeitos colaterais, os mais comuns são:

    Consulte um médico se algum destes sintomas for grave e/ou não desaparecer.


    Contraindicações

    A cefalexina é contraindicada para pacientes com alergia às cefalosporinas, penicilinas, a outros antibióticos betalactâmicos ou a outros componentes da fórmula. Além disso, o medicamento em destaque em 250mg tem na sua composição corante amarelo Tartrazina, que é contraindicado para pacientes alérgicos ao ácido acetilsalicílico.

    Antes de usar o medicamento, fale com seu médico se estiver em período de gestação ou amamentação. Caso possua diabetes, alergia a antibióticos ou ingerir regularmente bebidas alcoólicas, procure estabelecer prioridades e consultar outros tipos de tratamento para não causar agravantes.

    A cefalexina também pode cortar os efeitos de anticoncepcionais e pílulas do dia seguinte, pois é um antibiótico e pode alterar a eficácia. Recomenda-se procurar outros meios contraceptivos, mas o essencial é utilizar preservativo em todas as relações sexuais enquanto estiver tomando o medicamento em destaque!