Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Cefanid: tire suas dúvidas com a bula simplificada!

    Cefanid: tire suas dúvidas com a bula simplificada!

    O medicamento cefanid é indicado para tratar sinusites do tipo bacteriana; infecções do trato respiratório; otite; infecções de pele e dos tecidos moles; infecções ósseas; infecções dentárias e infecções do trato geniturinário – incluindo a prostatite aguda.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DESTE MEDICAMENTO!

    • Secnidazol

      Secnidazol

      14 apresentações
      R$ 3,17
      R$ 3,17

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    O que é

    Cefanid pode ser indicado para o tratamento de diversas condições causadas por infecções, principalmente as listadas a seguir:

    • Sinusites bacterianas: causadas por estreptococos, S. pneumoniae e Staphylococcus aureus (somente as sensíveis à meticilina).
    • Infecções do trato respiratório: causadas por S. pneumoniae e S. pyogenes (a penicilina é o antibiótico de escolha no tratamento e prevenção de infecções estreptocócicas, incluindo a profilaxia da febre reumática).

    A cefalexina – princípio ativo de cefanid – é geralmente eficaz na erradicação de estreptococos da nasofaringe; contudo, dados substanciais estabelecendo a eficácia da cefalexina na prevenção tanto da febre reumática como da endocardite bacteriana não estão disponíveis até o momento).

    • Otite média: causada por S. pneumoniae, H. influenzae, M. catarrhalis, outros estafilococos e estreptococos.
    • Infecções da pele e tecidos moles: causadas pore stafilococos e/ou estreptococos sensíveis à cefalexina.
    • Infecções ósseas: causadas por estafilococos e/ou P. mirabilis.
    • Infecções do trato geniturinário incluindo prostatite aguda: causadas por E. coli, P. mirabilis e Klebsiella pneumoniae.
    • Infecções dentárias: causadas por estafilococos e/ou estreptococos sensíveis à cefalexina.

    Lembre-se, o medicamento em destaque deve ser administrado junto a um médico – pois ele irá ditar a redução ou aumento da dosagem de acordo com o tratamento. Procure o melhor profissional da área da saúde para atendê-lo!


    Interações medicamentosas

    Medicamento – Medicamento

    Até o momento, não se observaram alterações da função renal após administração simultânea de doses elevadas de Ceftriaxona e potentes diuréticos, como a furosemida.

    Há evidências conflitantes sobre o potencial aumento na toxicidade renal dos aminoglicosídeos, quando administrados com cefalosporinas. O monitoramento dos níveis de aminoglicosídeos e da função renal descritos na prática clínica devem ser rigorosamente cumpridos, quando houver administração em combinação com Ceftriaxona.

    Ceftriaxona não apresentou efeito similar ao provocado pelo dissulfiram após administração de álcool.

    Ceftriaxona não contém o radical N-metiltiotetrazol, que está associado a uma possível intolerância ao álcool e a sangramentos observados com outras cefalosporinas.

    A probenicida não tem influência sobre a eliminação de Ceftriaxona. Em estudos in vitro, efeitos antagônicos foram observados com o uso combinado de cloranfenicol e Ceftriaxona.

    Diluentes que contêm cálcio, como as soluções de Ringer ou Hartmann, não devem ser utilizados para a reconstituição de Ceftriaxona ou para diluições posteriores de soluções reconstituídas para administração IV, pois pode ocorrer a formação de precipitado. A precipitação de Ceftriaxona cálcica também é possível quando Ceftriaxona é misturado com soluções que contêm cálcio no mesmo acesso de administração IV. Ceftriaxona não deve ser administrado simultaneamente com soluções IV que contêm cálcio, inclusive infusões contínuas que contêm cálcio, tais como as de nutrição parenteral, através de equipo em Y. No entanto, em outros pacientes, exceto em recém-nascidos, Ceftriaxona e soluções que contenham cálcio podem ser administrados sequencialmente, se as linhas de infusão forem bem lavadas com um líquido compatível. Em estudos in vitro que utilizaram plasma adulto e neonatal do sangue do cordão umbilical, foi demonstrado que recém-nascidos apresentam um risco aumentado de precipitação de Ceftriaxona cálcica.

    O uso concomitante de Ceftriaxona com antagonistas da vitamina K pode aumentar o risco de sangramentos. Os parâmetros de coagulação devem ser monitorados frequentemente e a dose do anticoagulante deve ser ajustada adequadamente durante e após o tratamento com Ceftriaxona.

    Medicamento – Exames laboratoriais

    Em pacientes tratados com Ceftriaxona, o teste de Coombs pode se tornar falso positivo. Assim como com outros antibióticos, pode ocorrer resultado falso positivo para galactosemia.

    Os métodos não enzimáticos para a determinação de glicose na urina podem fornecer resultados falsos positivos. Por esse motivo, a determinação de glicose na urina durante o tratamento com Ceftriaxona deve ser feita por métodos enzimáticos. A presença da Ceftriaxona pode falsamente reduzir os valores estimados de glicose no sangue, quando obtidos a partir de alguns sistemas de monitoramento da glicose sanguínea. Favor consultar as informações de uso para cada sistema utilizado. Métodos de análise alternativos devem ser utilizados, se necessário.


    Nomes Comerciais

    Este medicamento pode ser visto sob a forma genérica ou através dos nomes comerciais a seguir:

    - Amplospec;

    - Cefanal;

    - Ceftriax;

    - Celltriaxon;

    - Ceftriona;

    - Ceftriax IM;

    - Keftron;

    - Rocefin IM;

    - Rocefin IV;

    - Trioxina;

    - Triaxin.


    Formas de tomar

    A posologia do medicamento mencionado no artigo depende da idade e do peso do paciente:

    Adultos

    Recomenda-se uma dose de 1 a 4g diários, administrada em doses fracionadas. A dose usual, geralmente, é de 250mg a cada 6 horas.

    Faringite, cistite não complicada e infecção de pele

    Em pacientes acima dos 15 anos de idade, recomenda-se uma dose de 500mg ou 1g, sendo administrado a cada 12 horas. Para o tratamento de cistite, o período varia de 7 a 14 dias.

    Infecções do trato respiratório (por S. pneumoniae e S. pyogenes)

    Recomenda-se uma dose de 500mg, sendo administrado a cada 6 horas.


    Efeitos colaterais

    As reações adversas que podem ser observadas por conta da administração de cefanid incluem os sintomas de náusea, vômito, diarreia, dispepsia, dor abdominal, colite pseudomembranosa, gastrite, prurido anal e genital, vaginite, corrimento vaginal, monilíase genital, tontura, fadiga, dor de cabeça, artrite, artralgia, doenças articulares, alucinações, agitação e confusão.

    Outros sintomas, com uma frequência rara, foram observados como anafilaxia, hepatite transitória, icterícia colestática, erupções cutâneas, urticária, coceira, angioedema, eritema multiforme, necrólise tóxica epidérmica e síndrome de Stevens-Johnson.


    Contraindicações

    O medicamento cefanid é contraindicado para pacientes que possuem hipersensibilidade ao seu princípio ativo, cefalosporinas ou a qualquer outro componente presente na fórmula do produto.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DESTE MEDICAMENTO!

    • Secnidazol

      Secnidazol

      14 apresentações
      R$ 3,17
      R$ 3,17