Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Como evitar o Piolho?

    Como evitar o Piolho?

    Os piolhos são pequenos insetos que se alimentam do sangue do couro cabeludo humano. Uma infestação de piolhos, chamada Pediculose Capitis, afeta mais frequentemente crianças e geralmente resulta da transferência direta de piolhos do cabelo de uma pessoa para o cabelo de outra.

    Você sabia? Ao contrário do que muitos pensam, o piolho não está relacionado à falta de higiene! Esse tipo de infestação não carrega motivos bacterianos ou virais.

    O que é?

    Piolhos são parasitas hospedeiros que possuem duas formas de manifestação: no couro cabeludo e no corpo.

    O piolho que parasita o couro cabeludo é conhecido cientificamente como Pediculus capitis. Este tipo produz irritações no couro cabeludo devido às suas picadas, uma vez que, estas, provocam uma dermatite causada pela reação da saliva deste parasita tão indesejável e incômodo.

    Esta irritação, leva o hospedeiro a coçar a cabeça intensamente, provocando pequenas lesões no couro cabeludo, as quais podem facilitar o acesso de germes e bactérias dentro da corrente sanguínea, visto que, a cabeça é ricamente vascularizada.

    Já o Pediculus humanus corporis, pode se hospedar tanto no corpo, quanto nas roupas, onde deposita seus ovos. É comumente sua aparição em climas mais frios, entretanto, também pode ser encontrado em climas temperados.

    Eis o ciclo de vida de um piolho:

    A Lêndea eclode após oito ou nove dias. Depois disso, surge uma forma imatura do piolho chamada ninfa. A ninfa, por sua vez, torna-se um piolho adulto maduro de 9 a 12 dias, e um adulto vive de três a quatro semanas.

    Como detecta-lós?

    Os piolhos fogem rapidamente entre o cabelo havendo presença de luz ou quando o cabelo , sobretudo com o cabelo seco. Por conseguinte, a melhor maneira de descobrir os piolhos é pentear-se exaustivamente com o cabelo molhado, um pente especial (com pouca distância entre os dentes), uma boa luz e um fundo branco (uma toalha sobre os ombros ou sobre o lavatório).

    O piolho adulto fêmea tem o tamanho de um grão de sésamo e é de cor negra ou castanha avermelhada. Os ovos localizam-se sobretudo atrás das orelhas ou na zona posterior da cabeça. Os “vivos” (com embrião) possuem cor cinzenta gelatinosa e encontram-se próximos do couro cabeludo. Os “vazios” (lêndeas) são de cor branca e ficam mais afastados da raiz do cabelo.

    O cabelo cresce cerca de 0,4 mm/dia e o ovo demora aproximadamente 8-10 dias a esvaziar (deixar sair o piolho jovem) e situa-se perto da raiz. Portanto, qualquer ovo situado a mais de 1 cm do couro cabeludo está, quase de certeza, vazio.

    Sintomas

    - Coceira no couro cabeludo, pescoço e orelhas. Quando o piolho é contraído pela primeira vez, a coceira pode ocorrer de duas a seis semanas após a infestação;

    - Piolhos no couro cabeludo. Estes insetos podem ser visíveis, contudo são difíceis de detectar devido ao seu pequeno tamanho, movimentos rápidos e fuga de ambientes iluminados;

    - Ovos de piolhos (lêndeas) em eixos de cabelo. As lêndeas grudam nos fios de cabelo, sendo fáceis de detectar em torno das orelhas e da linha do pescoço. Contudo, não é necessariamente um indicativo de infestação ativa;

    Não confunda!

    É muito comum que estes parasitas sejam confundidos com:

    - Lêndeas mortas de uma infestação anterior por piolhos;
    - Caspa;
    - Resíduo de produtos para cabelo;
    - Tecido de cabelo morto em uma haste de cabelo;
    - Tecido de sarna, sujeira ou outros detritos;
    - Pequenos insetos encontrados no cabelo;

    Causas

    Os piolhos rastejam, mas não conseguem pular ou voar. Na maioria das vezes a transmissão de um piolho da cabeça de uma pessoa para outra é por contato direto. Portanto, a transmissão é mais frequente em uma família ou entre crianças que têm contato próximo na escola.

    A transmissão indireta não é provável, contudo, os piolhos podem se espalhar ser transmitidos por itens como:

    - Chapéus e lenços;
    - Escovas e pentes;
    - Acessórios de cabelo;
    - Fones de ouvido;
    - Almofadas;
    - Estofamento;
    - Toalhas;


    A transferência indireta também pode ocorrer através de itens, com roupas armazenadas em conjunto. Por exemplo, chapéus e cachecóis pendurados no mesmo gancho ou guardados no mesmo armário da escola, podem facilitar a transmissão de piolhos.

    Animais de estimação domésticos, como cães e gatos, não desempenham um papel na propagação de piolhos.

    Tipos

    Piolho Capilar:

    O Pediculus capitis parasita o couro cabeludo e os fios de cabelo humanos. A forma de contágio é pelo contato direto com a cabeça de alguém com pediculose ou de objetos usados ​​por essa pessoa, como pentes, bonés e tiaras de cabelo.

    Muquirana:

    O Pediculus humanus pode se hospedar em regiões variadas do corpo, principalmente, em lugares como tronco, nádegas e ombros. Esse tipo vive agarrado à roupas, sendo uma forma de contágio, ou por meio do contato com pessoas infectadas.

    Chato:

    O Phthirus púbis, como é cientificamente nomeado, parasita os pelos pubianos, podendo ser encontrado em regiões próximas, como abdômen e coxas. Sua ligação acontece, principalmente, através de relações sexuais, sendo, inclusive, uma das tarefas mais transmissíveis e mais comuns.

    Dicas:

    Em casos de piolho no corpo, é recomendável secar na máquina todas as roupas infestadas com água quente, a fim de evitar que os parasitas retornem.

    É importante também, como modo de prevenção, reduzir o compartilhamento de objetos de uso pessoal, para que a infestação não se espalhe.

    Tratamentos

    Em casos de suspeita de infestação de piolhos, consulte um profissional para melhor diagnóstico. Você pode encontrar um médico próximo à sua região logo aqui!

    Remédios

    Ivermectina: É indicado para o tratamento de problemas e infecções causadas por vermes e parasitas como Estrongiloidíase intestinal, Oncocercose, Elefantíase, Ascaridíase ou lombriga, Escabiose ou Sarna e Pediculose também conhecida por piolhos, em adultos e crianças com mais de 5 anos de idade.

    • Ivermectina

      Ivermectina

      4 apresentações
      R$ 3,69
      R$ 3,69