Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Conheça o benefício do uso de Aromasin contra o câncer de mama!

    Conheça o benefício do uso de Aromasin contra o câncer de mama!

    Aromasin inibe o crescimento de tumores através do bloqueio da produção de estrogênio (hormônio feminino).

    • Fluconazol

      Fluconazol

      25 apresentações
      R$ 1,24
      R$ 1,24

    COMPARE OS MELHORES PREÇOS DESTE MEDICAMENTO AQUI!

    Indicação

    Esta medicação é indicada para o tratamento adjuvante (auxiliar) em mulheres pós-menopausa (já entraram na menopausa) com câncer de mama inicial com receptor de estrogênio (hormônio feminino) positivo ou desconhecido tendo como objetivo a redução do risco de recorrência (voltar no mesmo local ou à distância), e a redução do risco de desenvolvimento de câncer na mama contralateral (na outra mama), após o tratamento com tamoxifeno durante 2 ou 3 anos. O tempo total do tratamento deve ser de 5 anos (sendo 2-3 anos com tamoxifeno e 2-3 anos com este medicamento , de modo sequencial).

    Este medicamento é indicado para o tratamento de primeira linha (tratamento inicial) do câncer de mama avançado em mulheres pós-menopausa natural ou induzida. A medicação é indicada também para o tratamento de segunda linha (depois da falha do tratamento inicial) do câncer de mama avançado em mulheres pós-menopausa natural ou induzida, cuja doença progrediu após tratamento hormonal.

    O medicamento também é indicado para o tratamento de terceira linha (depois da falha da segunda linha) do câncer de mama avançado em mulheres pós-menopausa natural ou induzida cuja doença progrediu após múltiplos tratamentos hormonais.

    Apresentação do medicamento

    Formato e embalagem

    Embalagem contendo 30 comprimidos revestidos.

    Uso

    Via de administração oral.

    Indicado ao uso adulto.

    Composição

    Cada comprimido revestido contém:

    Exemestano → 25 mg.

    Excipientes em 1 comprimido revestido → Sílica coloidal hidratada, crospovidona, hipromelose, carbonato de magnésio, estearato de magnésio, manitol, celulose microcristalina, metilparabeno, macrogol 6000, polissorbato 80, álcool polivinílico, emulsão de simeticona, amidoglicolato de sódio, sacarose, dióxido de titânio, cera cetoestearílica, talco, cera de carnaúba, shellac, óxido férrico e óxido de titânio.

    Contraindicações

    Aromasin não deve ser usado em pacientes com hipersensibilidade (alergia) conhecida ao exemestano ou a qualquer um de seus componentes.

    Gravidez e lactação

    Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres pré-menopausadas (antes da menopausa), em mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

    ATENÇÃO: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento!

    Advertências e precauções

    Gerais

    Você deve saber que esta medicação não deve ser utilizada em mulheres pré-menopausadas (antes da menopausa) e também não deve ser utilizado juntamente com medicamentos que contêm estrógenos (hormônio feminino), pelo risco de anular sua atividade.

    Doenças ósseas

    Este medicamento pode causar diminuição da densidade mineral óssea (quantidade de mineral existente no osso). Durante o tratamento adjuvante (auxiliar) com esta medicação, mulheres com osteoporose (diminuição progressiva da densidade óssea) ou com risco de osteoporose devem realizar avaliações da densidade mineral óssea por densitometria óssea (tipo de RX dos ossos) no início do tratamento. Pacientes tratadas com este fármaco devem ser monitoradas cuidadosamente e o tratamento para osteoporose deve ser iniciado quando apropriado.

    Deve ser considerada avaliação de rotina a dosagem dos níveis de Vitamina D previamente ao uso de inibidores da aromatase, devido à alta prevalência de deficiência severa em mulheres com câncer de mama em estágio precoce. Mulheres com deficiência de vitamina D devem receber suplementação de vitamina D.

    Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

    Esta medicação pode comprometer a capacidade de dirigir e operar máquinas. Foi relatado tontura com o uso deste medicamento. Caso você apresente estes sintomas, sua capacidade física e/ou mental necessária para operar máquinas ou dirigir automóveis pode estar comprometida.

    Gravidez e lactação

    Este medicamento não deve ser usado em mulheres que estão ou que possam ficar grávidas pois podem ocorrer danos ao feto. Não é conhecido se o fármaco é excretado no leite materno. Este medicamento não deve ser utilizado em mulheres que estejam amamentando.

    Diabetes

    Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

    Doping

    Este medicamento pode causar doping.

    Interações medicamentosas

    Evidências laboratoriais demonstraram que este medicamento é metabolizado por um tipo específico de enzima do fígado. Há o registro de um estudo que demonstrou que a inibição específica do CYP3A4 (enzima do fígado) pelo cetoconazol não demonstrou qualquer efeito significativo na farmacocinética (caminho que o medicamento faz no organismo desde a chegada até a eliminação) do fármaco.

    Não se pode excluir uma possível redução nos níveis da medicação no sangue provocada pelo uso simultâneo de medicamentos que estimulem o CYP3A4 (enzima do fígado). No entanto, embora tenha sido observado que a rifampicina, um forte estimulador do CYP3A4, possa alterar a farmacocinética do medicamento, não se observou alteração da ação do mesmo e, portanto, não se recomenda ajuste de dose.

    ATENÇÃO: Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde!

    Reações adversas

    As reações adversas mais frequentemente relatadas incluíram rubor (vermelhidão), artralgia (dor nas articulações), fadiga (cansaço) e náusea (enjoo).

    As reações adversas relatadas estão listadas a seguir por frequências. As frequências estão definidas como: Muito comuns (ocorre em 10% ou mais dos pacientes que utilizam este medicamento), Comuns (ocorre entre 1% e menos que 10% dos pacientes que utilizam este medicamento), Incomuns (ocorre entre 0,1% e menos que 1% dos pacientes que utilizam este medicamento), Rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).

    Reações muito comuns

    Depressão, insônia, cefaleia (dor de cabeça), tontura, rubor (vermelhidão), dor abdominal, náusea, aumento de enzimas hepáticas, aumento dos níveis séricos de bilirrubina, aumento dos níveis séricos de fosfatase alcalina, aumento do suor, dores articulares (nas juntas) e musculoesqueléticas (inclui: artralgia e, menos frequentemente, dor em membros, osteoartrite (inflamação da articulação), lombalgia (dor nas costas), artrite, mialgia, rigidez articular), dor e fadiga.

    Reações comuns

    Anorexia (falta de apetite), síndrome do túnel do carpo (inflamação dos tendões do punho), vômito, diarreia, constipação (prisão de ventre), dispepsia (má digestão), alopecia (perda de cabelo), rash (erupção cutânea), fratura, osteoporose (diminuição da dureza dos ossos), edema periférico (inchaço nas extremidades do corpo).

    Câncer de mama

    Em pacientes com câncer de mama avançado: foi observada uma redução ocasional nos linfócitos (tipo de célula de defesa) em aproximadamente 20% das pacientes tratadas com este medicamento, particularmente em pacientes com linfopenia (diminuição do número de linfócitos no sangue) preexistente. Entretanto, os valores médios dos linfócitos nessas pacientes não se modificaram significativamente no decorrer do tempo e não foi observado aumento correspondente nas infecções virais.

    Nos estudos em câncer de mama precoce, a frequência de eventos cardíacos isquêmicos (falta de sangue no coração) nos braços de tratamento com a medicação e tamoxifeno foi 4,5% versus 4,2%, respectivamente. Nenhuma diferença significativa foi observada para qualquer evento cardiovascular individual incluindo hipertensão (9,9% versus 8,4%), infarto do miocárdio (morte das células do músculo cardíaco devido à diminuição da quantidade de sangue/oxigênio) (0,6% versus 0,2%) e insuficiência cardíaca (incapacidade do coração bombear a quantidade adequada de sangue) (1,1% versus 0,7%).

    Nos estudos em câncer de mama precoce, foi observada uma frequência levemente maior de úlcera gástrica (ferida no estômago) no braço tratado com Aromasin comparado com tamoxifeno (0,7% versus < 0,1%). A maioria das pacientes tratadas com Aromasin com úlcera gástrica recebeu tratamento concomitante com agentes anti-inflamatórios não esteroidais e/ou tinha um histórico prévio de doença péptica (no estômago).

    Em experiência pós-comercialização foram observadas:

    Distúrbios no sistema imunológico

    Incomum: hipersensibilidade (reação alérgica).

    Distúrbios no sistema nervoso

    Comum: parestesia (dormência e formigamento).

    Distúrbios hepatobiliares

    Raro: hepatite, hepatite colestática.

    Distúrbios na pele e tecido subcutâneo

    Comum: urticária (alergia da pele), prurido (coceira);

    Raro: pustulose exantemática aguda generalizada.

    Caso você esteja sentindo algum dos sintomas citados anteriormente, encontre um médico para tratar adequadamente do seu problema de saúde aqui.

    Superdose

    Não existe um antídoto específico e o tratamento deve ser sintomático. Em casos de superdose, descontinuar o uso do medicamento e procurar auxílio médico.

    ATENÇÃO: Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 (Disk Intoxicação da Anvisa), se você precisar de mais orientações.

    • Fluconazol

      Fluconazol

      25 apresentações
      R$ 1,24
      R$ 1,24

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!