Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Conheça os efeitos de Durateston: O medicamento a base de testosterona!

    Conheça os efeitos de Durateston: O medicamento a base de testosterona!

    Durateston é utilizado para a reposição de testosterona em homens para o tratamento de vários problemas de saúde relacionados à falta de testosterona (hipogonadismo masculino). O seu médico irá confirmar esta condição através de medições de testosterona no sangue e também através de sintomas clínicos.

    *Você pode encontrar as melhores ofertas em nosso site!

    O que é?

    Durateston é um esteroide anabolizante com variados ésteres da testosterona, em sua forma sintética. O nome foi dado pela Organon Pharmaceuticals (empresa norte-americana de farmacêuticos, como diz o nome).

    É utilizado em pacientes com disfunção erétil ou hipogonadismo (além de outros problemas relacionados ao desenvolvimento sexual e hormonal de algum paciente). Porém, o seu uso é comum em academias e é comercializado ilegalmente (geralmente em versões falsificadas ou underground).

    O fármaco é introduzido no organismo através de injeções intramusculares. As substâncias ativas de Durateston são transformadas em testosterona pelo seu organismo. A testosterona é um hormônio natural masculino, conhecido como androgênio e produzido pelos testículos, necessário para o crescimento, desenvolvimento e funcionamento normal dos órgãos sexuais masculinos e responsável pelas características sexuais secundárias masculinas. Ele é necessário para o crescimento dos pelos do corpo, desenvolvimento dos ossos e músculos e estimula a produção de glóbulos vermelhos. Também torna a voz do homem mais grave.

    É muito comum ver iniciantes em academia se deparando com este esteroide em seu primeiro ciclo, em conjunto com o Deca-Durabolin, fabricado também pela Schering-Plough. As doses de Durateston eficazes para hipertrofia muscular variam entre 600mg até 750mg por semana.

    A forma mais aconselhável é aplicações em quantias baixas, "dia sim, dia não". Já as doses para tratamento de problemas hormonais variam entre 100mg até 200mg por mês, dosagens fisiológicas.

    Interações Medicamentosas:

    Assim como outras tiazidas, a hidroclorotiazida pode aumentar ou potencializar a ação de outros fármacos anti hipertensivos.

    Também pode interferir sobre as necessidades de insulina nos pacientes diabéticos e reduzir o efeito de hipoglicemiantes orais.

    Durante o tratamento com os tiazídicos pode ocorrer a manifestação do diabetes latente.

    As tiazidas podem aumentar a resposta à dubocurarina.

    Em alguns pacientes a administração de agentes anti-inflamatórios não esteróides pode reduzir os efeitos diuréticos, anti-hipertensivos e natriuréticos das tiazidas.

    Assim, quando a hidroclorotiazida e agentes anti-inflamatórios não esteróides forem utilizados concomitantemente, o paciente deverá ser observado atentamente para verificar se o efeito desejável do diurético foi obtido.

    Interferência em exames laboratoriais

    As tiazidas podem diminuir os níveis séricos de iodo conjugado à proteína, sem sinais de distúrbios da tireóide.

    Deve-se suspender a administração de hidroclorotiazida antes de se realizarem testes de função da paratireóide.

    Nomes comerciais:

    Androgel; Deposteron; Axeron; e Durateston.

    Formas de tomar:

    Em geral, a dosagem deve ser ajustada de acordo com a resposta individual do paciente.

    Normalmente, uma injeção de 1 mL a cada 3 semanas é adequada.

    População pediátrica

    A segurança e eficácia não foram adequadamente determinadas em crianças e adolescentes. Deve-se ter cautela no tratamento de crianças pré-púberes em tratamento com Durateston.

    Em caso de esquecimento, a injeção deve ser aplicada assim que o paciente lembrar e a injeção subsequente deverá respeitar o intervalo de 3 semanas previsto inicialmente ou outro intervalo determinado pelo médico.

    Efeitos Colaterais:

    Assim como acontece com todos os medicamentos, Durateston pode causar reações adversas, embora nem todas as pessoas as apresentem.

    Em geral, os efeitos adversos reportados com o tratamento com a testosterona incluem:

    - Coceira (prurido);

    - Acne;

    - Náusea;

    - Alterações nas provas de função hepática;

    - Alterações nos níveis de colesterol (alterações no metabolismo das gorduras);

    - Depressão, nervosismo, alterações do humor;

    - Dor muscular (mialgia);

    - Retenção de líquidos nos tecidos, normalmente caracterizada por inchaço dos tornozelos ou pés;

    - Pressão arterial elevada (hipertensão);

    - Aumento do número de glóbulos vermelhos (células que transportam o oxigênio no sangue);

    - Aumento na porcentagem de glóbulos vermelhos em relação ao volume total de sangue (hematócrito);

    - Aumento na concentração de componentes dos glóbulos vermelhos que transportam oxigênio (hemoglobina);

    - Alterações do desejo sexual;

    - Ereção prolongada anormal e dolorosa do pênis;

    - Formação alterada do esperma;

    - Feminilização (ginecomastia);

    - Crescimento da próstata com tamanho representativo para o grupo etário em questão;

    - Aumento dos níveis de um marcador no sangue que é associado com câncer de próstata (aumento do PSA);

    - Aumento do crescimento de um pequeno câncer de próstata que ainda não havia sido detectado (progressão de câncer prostático subclínico).

    Devido à natureza de Durateston, as reações adversas não podem ser revertidas rapidamente com a descontinuação do tratamento. Medicamentos de uso injetável, em geral, podem causar reação no local da injeção.

    Crianças e adolescentes

    As seguintes reações adversas foram reportadas em crianças pré-púberes com uso de androgênios

    - Desenvolvimento sexual prematuro;

    - Aumento no tamanho do pênis;

    - Aumento na frequência de ereções;

    - Limitação do crescimento (estatura limitada).

    Se você apresentar qualquer evento adverso, mesmo aqueles não listados nessa bula, fale com seu médico ou farmacêutico.

    Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    Gravidez:

    Não deve ser utilizado por mulheres, assim este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam estar grávidas, ou por mulheres que estejam amamentando.

    Em homens, o tratamento com Durateston pode levar a problemas de fertilidade por repressão da formação de esperma

    Contraindicações:

    Este medicamento é contraindicado para uso por pessoas que:

    - Tenha ou teve um tumor de próstata ou mama, ou que suspeite apresentar algum desses tumores;

    - Seja alérgica a um ou mais dos componentes da fórmula do produto;

    - Seja alérgica ao amendoim ou à soja;

    - Este medicamento é contraindicado para menores de 3 anos de idade;

    - Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres;

    Caso esteja planejando ter um bebê, peça aconselhamento ao seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

    Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

    Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Antes de ir embora, nos siga nas redes sociais: Instagram/ Facebook/ Twitter :)

    • Maxsulid

      Maxsulid

      1 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(