Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Depressão: entenda os sintomas, as causas e as melhores formas de tratamento!

    Depressão: entenda os sintomas, as causas e as melhores formas de tratamento!

    O desânimo e a tristeza são emoções muito normais no cotidiano do ser humano – quem nunca se sentiu triste em algum momento? Porém, a tristeza desaparece depois de um momento, mas se ela persistir e afetar seu psicológico, podemos dizer que você pode estar tendo um quadro de depressão.

    A depressão é uma condição diagnosticável, classificada como um transtorno de humor – com sintomas de baixa autoestima, desânimo, perda de apetite, desinteresse pela vida, tristeza esmagadora e falta de interesse por coisas que costumavam satisfazer.

    Você Sabia? A depressão é considerada a doença que mais afeta jovens e adultos no mundo inteiro – chamada até mesmo como “a doença do século”.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DOS MEDICAMENTOS PARA DEPRESSÃO

    O que é

    Essa doença pode ser caracterizada pelos sentimentos de tristeza, raiva ou até mesmo perda, que podem interferir nas atividades cotidianas.

    O que muitos não sabem, é que a depressão pode afetar as pessoas de formas completamente diferentes – e é uma doença que requer atenção, pois muitas vezes seus sintomas podem levar o indivíduo ao suicídio. Relacionamentos, trabalho, escola ou interação social são as principais coisas do cotidiano que podem ser afetadas pela doença.

    Condições de saúde também podem desencadear essa doença, ou então piorar sua situação, sendo elas a artrite, asma, câncer, obesidade, diabetes e até doenças cardiovasculares.

    É importante perceber que se sentir deprimido e triste às vezes é uma parte normal da vida. Eventos tristes e perturbadores acontecem a todos. Mas, se você está se sentindo miserável ou sem esperança quanto a sua vida, você pode estar lidando com um quadro depressivo.

    Sintomas

    A depressão afeta homens, mulheres e crianças, e pode causar uma variedade de sintomas ao paciente – afetando tanto seu humor quanto seu corpo. Entretanto, esses sintomas são inconstantes, podendo ir e vir com uma frequência irregular, o que faz com que o indivíduo se sinta desgastado.

    Em homens e mulheres, os sintomas podem incluir raiva, agressividade, ansiedade, inquietação, irritabilidade, sentimento de vazio, tristeza, desesperança, perda de interesse em atividades que antes lhe davam prazer, pensamentos suicidas, afastamento do trabalho, uso de drogas ou bebidas alcoólicas, necessidade de participar de atividades de alto risco, fadiga, desânimo, pensamento devagar, desejo sexual reduzido, dificuldade para realizar tarefas simples, insônia, pesadelos, dormir muito ou dormir muito pouco, problemas digestivos, dor de cabeça, alteração do apetite, alterações de peso e cólicas.

    Em crianças, os sintomas podem ser gritantes, incluindo raiva, choro, alterações de humor, desânimo, irritabilidade, sentimentos de incompetência, desespero, tristeza intensa, se desesperar na escola ou se recusar a ir a escola, pensamentos suicidas, evitar amigos ou parentes, dificuldades para dormir, dificuldade de concentração, declínio de desempenho escolar, problemas digestivos, perda ou ganho de peso, alterações no apetite e fadiga.

    Causas

    As causas da depressão variam, podendo ser tanto biológicas, genéticas ou circunstanciais.

    Se o paciente possui um histórico familiar, ele pode correr um risco maior de desenvolver a doença ou algum outro transtorno de humor. Traumas de infância também desempenham um papel no desenvolvimento da doença ao decorrer dos anos.

    Há também as causas por conta da estrutura cerebral, pois se o lobo frontal do cérebro estiver menos ativo, o paciente pode ter grandes chances de sofrer com a depressão. Além disso, o uso de drogas, eventos estressantes ou trágicos, baixa autoestima e condições médicas – como doenças crônicas, insônia ou transtorno de atenção e hiperatividade – aumentam as chances de desenvolver um quadro depressivo.

    Tipos de causa

    Transtorno depressivo persistente

    Também chamado de distimia, é uma forma crônica e mais amena da doença. Para ele ser diagnosticado, é necessário ter os sintomas por pelo menos dois anos. É comum que pacientes que sofram dessa condição terem uma falta de produtividade, baixa autoestima, tristeza, desinteresse por atividades diárias normais e grande sentimento de desesperança.

    Transtorno depressivo maior

    Esse é o tipo mais grave, por se caracterizar pelos sentimentos de tristeza esmagadora e persistente, desesperança e inutilidade.

    Os principais sintomas que podem indicar que você está sofrendo desse tipo de depressão são perda ou ganho de peso significativo, desinteresse por atividades regulares, desânimo, pensamento ou movimento lento, dormir pouco ou demais, fadiga, sentimento de inutilidade, falta de concentração, sentir-se deprimido a maior parte do dia e pensamentos de morte ou suicídio.

    Para melhor definir esse transtorno, existem subtipos para especificar o tipo, esses incluem: catatonia, características melancólicas, características psicóticas, características atípicas, angústia ansiosa, recursos mistos e padrões sazonais.

    Transtorno depressivo sazonal

    Esse tipo é caracterizado pelo humor alterado e afetado em mudanças sazonais. Ela pode durar alguns meses, e desaparecer completamente como se nada tivesse ocorrido.

    Transtorno depressivo do pós-parto

    Mais de 80% das mulheres experimentam esse tipo – podendo durar algumas semanas. Os sintomas podem incluir tristeza, fadiga e alteração de humor. Esse transtorno pode ser causado por alterações hormonais, falta de soco e a pressão de cuidar de um bebê. Se os sintomas persistirem por mais de duas semanas, podemos denominá-lo como um transtorno maior.

    Transtorno depressivo psicótico

    Esse tipo é caracterizado quando a depressão maior ou o transtorno bipolar são acompanhados por delírios, paranoias e alucinações.

    Dicas

    1. Pratique esportes;

    2. Faça alguma atividade complementar, como teatro ou música;

    3. Converse com seus familiares sobre o assunto;

    4. Leia livros para ocupar a mente;

    5. Experimente banhos de sol regulares;

    6. Beba bastante líquido, como sucos;

    7. Caso se sinta sozinho, ligue para o 188 (o centro de valorização da vida); lá eles conversam com você!

    Tratamento

    Viver com um transtorno depressivo pode ser difícil, mas o tratamento pode ajudar a melhorar a qualidade de vida. Converse com seu médico sobre as possíveis opções.

    Você pode gerenciar com sucesso os sintomas com uma forma de tratamento, ou você pode achar que uma combinação de tratamentos funcionam melhor. Medicamento prescritos e terapia com um psicólogo são recomendados a todos os pacientes com transtorno depressivo.

    Busque pelo médico que melhor atende sua depressão ou qualquer outro sintoma que esteja te perturbando aqui.

    Remédios recomendados

    Cloridrato de Bupropiona

    Este medicamento é indicado para o tratamento de doenças depressivas ou na prevenção de recaídas e recorrências de episódios depressivos após a resposta inicial ser satisfatória.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Bromzepam

    Este medicamento é indicado para o tratamento de ansiedade, tensão e outras queixas físicas ou psicológicas associadas a síndrome de ansiedade. Também pode auxiliar no tratamento de doenças depressivas; de ansiedade e agitação associada a quadros psiquiátricos e esquizofrenia.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Cloridrato de Fluoxetina

    Este medicamento é indicado para o tratamento de depressão, associada ou não a ansiedade.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Escitalopram

    Este medicamento é indicado para o tratamento e prevenção da recaída ou recorrência de doenças depressivas, transtorno do pânico, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de ansiedade social e transtorno obsessivo compulsivo.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Lorazepam

    Este medicamento é indicado para o tratamento e controle de distúrbios de ansiedade ou para alívio, a curto prazo, dos sintomas da ansiedade associadas ao estresse; para o tratamento do componente ansiedade em estados psicóticos e quadros depressivos intensos, quando estiver indicada terapia complementar.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções destes medicamentos em nosso site!