Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Disfunção erétil: saiba as principais causas e como evitar!

    Disfunção erétil: saiba as principais causas e como evitar!

    A cada ano aumenta o número de homens que estão sofrendo com disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual. Por conta do aumento de estresse, devido a trabalho, faculdade, rotina de vida e outros fatores, os homens passam a experimentar este incômodo na hora da relação sexual.

    Essa doença também pode ser um alerta de que sua saúde não vai bem e necessita de um tratamento. Entretanto, pode ser um sinal de dificuldades emocionais ou de relacionamento que talvez precisem ser resolvidas por um profissional da área.

    Mas lembre-se, nem todos os problemas sexuais masculinos são causados por esse incômodo, outros tipos de disfunção sexual podem incluir: ejaculação atrasada ou ausente, nenhum interesse em sexo ou ejaculação prematura.

    Você Sabia? A impotência também é um sinal de uma possível doença cardiovascular. Então fique atento, pois o homem que apresentar problemas sexuais deve ter complicações no coração com o passar dos anos!



    O que é

    A impotência sexual é caracterizada pela incapacidade de se manter uma ereção peniana para ter relações ou satisfação sexual. Uma estatística apresentada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), diz que cerca de 50% dos brasileiros acima dos 40 anos apresentam queixas em relação às ereções.

    O risco desse incômodo pode aumentar com a idade, mas a idade não causa essa doença – pelo contrário, é causada por problemas implícitos, como condições médicas, medicamentos, influências externas ou traumas.

    Essa condição ocorre por conta de um desequilíbrio entre a concentração e o relaxamento da musculatura da região peniana. A ereção é o resultado de um exercício conjunto do sistema nervoso vascular e hormonal. Quando as células das artérias recebem uma mensagem para relaxar o músculo, o aumento no fluxo sanguíneo se torna abundante, inchando o órgão.



    Causas

    Para muitos homens, o sexo não é tão agradável quando poderia ser – estresse, fadiga, depressão e insônia podem ser os fatores principais para a disfunção erétil. Esse incômodo geralmente interrompe o sentimento de excitação sexual no cérebro, fazendo com que a pessoa não relaxe.

    Existe diversas causas para essa doença, incluindo transtornos emocionais e físicos. Algumas causas comuns são: diabetes, doenças cardiovasculares, lesões, obesidade, estresse, idade avançada, abuso de álcool e tabaco, drogas, ansiedade e hipertensão.

    Além da incapacidade de manter uma ereção, a impotência sexual também pode causar outros sintomas, como: redução de pelos na região, redução do tamanho e rigidez peniana, atrofia testicular, deformação no pênis, neuropatia ou doença vascular periférica.

    Caso apresente algum desses sintomas, é recomendável procurar um urologista ou um profissional da área da medicina para um melhor tratamento. Não deixe de ter o acompanhamento médico, pois esse incômodo pode causar agravantes para a saúde ou indicar outros tipos de complicação.



    Outros tipos

    Perturbação de desejo sexual hipoativo

    Essa é uma disfunção que acomete tanto mulheres quanto homens, caracterizada pela ausência do desejo sexual. Esse é um problema muito mais psicológico, pois pode estar relacionado a problemas com o parceiro, conflitos emocionais externos, doenças psiquiátricas ou luto.

    Essa doença só é diagnosticada quando existe um mal-estar – como os efeitos gerais de uma doença, efeito de remédios psiquiátricos ou doenças físicas específicas.



    Dispareunia masculina

    Se caracteriza pela dor genital antes, durante ou após a relação sexual. Apesar de ser bastante comum entre as mulheres – por conta de fatores do organismo feminino –, os homens também podem sofrer desse incômodo por conta de infecções genitais, prostatite, doença de ppeyronie, fimose ou disfunção erétil.



    Inibição do orgasmo masculino

    Esse é um tipo bastante raro, que persiste na dificuldade ou incapacidade de atingir o orgasmo, mesmo com a presença de desejo, excitação e estimulação durante a relação sexual – sendo que durante a masturbação ou sono ele é capaz de ejacular.



    Ejaculação retardada

    Sua característica principal é a ausência ou o atraso persistente ou frequente do orgasmo, após um período de excitação sexual.



    Ejaculação precoce

    É a dificuldade de controlar a ejaculação, onde alguns casos ocorrem antes, no momento ou após a penetração, em um curto período de tempo, limitando completamente a satisfação sexual. É bastante comum, ainda mais em jovens – as causas podem variar, desde estresse, ansiedade, álcool ou drogas.



    Anejaculação

    Caracterizada como a ausência total de ejaculação, sem orgasmo. A causa mais comum para esse tipo é o medo de gravidez, ansiedade e estresse. Há também alguns fatores clínicos, como: medicamentos, esclerose múltipla, mielite transversa ou lesões vertebro-musculares.



    Dicas

    • Evitar o excesso de álcool e tabaco;
    • Trate do seu estresse e ansiedade;
    • Converse com sua parceira;
    • Opte por uma dieta mais saudável;
    • Vá regularmente ao seu urologista;
    • Cuide do seu peso;
    • Evite a ingestão de drogas;
    • Prefira uma dieta regular, para regular o funcionamento do corpo;
    • Coma frutas, de preferência e melancia.



    Tratamento

    Uma vez que a causa implícita é tratada, a disfunção erétil geralmente desaparece. Mas caso o seu problema não venha disso, a procura de um médico especializado pode ser necessária. Existem muitos medicamentos e tratamentos especializados para tratar esse incômodo, desde bombas penianas e até mesmo implantes – dependendo bastante do decorrer do tratamento.

    Essa doença também pode ser resultado de escolhas do estilo de vida, então você pode optar por considerar fazer algumas alterações na sua rotina e alimentação.

    Lembre-se de nunca se automedicar sem prescrição, os remédios para o tratamento dessa doença podem levar a agravantes quando ingeridos em doses frequentes.

    Procure o médico que irá tirar suas dúvidas e questões sobre disfunção erétil aqui!



    Remédios indicados

    Cialis: Medicamento de uso oral indicado para o tratamento da impotência sexual masculina.

    • Cefalina

      Cefalina

      2 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(

    Levitra: Indicado para o tratamento de pacientes com dificuldade de ereção. Encontrado no formato de cápsulas ou comprimidos.

    • Cefalina

      Cefalina

      2 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(

    Viagra: Medicamento indicado para o tratamento de transtornos de disfunção erétil.

    • Cefalina

      Cefalina

      2 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(

    Helleva: Indicado para homens com dificuldade para obter ou manter ereções adequadas e bom desempenho sexual.

    • Cefalina

      Cefalina

      2 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(