Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Entenda o que está causando a sua dor de dente

    Entenda o que está causando a sua dor de dente

    Esta dor, que perturba milhões de brasileiros, ocorre geralmente quando o nervo de um dente está irritado. Inchaço ao redor do dente, febre, dor de cabeça e drenagem de mau gosto do dente infectado podem ser sintomas deste desconforto conhecido como dor de dente.


    A maioria dos problemas dentários podem ser evitados através de cuidados básicos de higiene bucal em casa - uso do fio dental e escovação.


    Você sabia? Não são somente os alimentos ricos em açúcar que prejudicam os seus dentes, a bebida alcoólica também é prejudicial!


    O que é:


    Uma dor de dente é um incômodo na boca que pode ser causado por diversos fatores como: cárie; dente abscesso; fratura; enchimento danificado; infecção nas gengivas; movimentos repetitivos com chicletes; ou até mesmo moer os dentes.


    É uma dor que pode ser aguda, latejante ou constante. Em algumas pessoas, essa dor só ocorre quando se aplica pressão ao dente.


    Causas:


    As dores de dente ocorrem por conta da inflamação da polpa do dente (popularmente conhecida como canal ou nervo).


    A polpa contém terminações nervosas que são muito sensíveis à dor. A inflamação na polpa - ou pulpite - pode ser causada por qualquer coisa que tenha contato com o dente, como as cáries, gengivite e sensibilidade à temperatura.


    Tipos de dor de dente:


    Cárie dentária:


    Condição em que orifícios são formados na superfície dos dentes


    Isso acaba acontecendo pois as bactérias que vivem naturalmente na boca liberam ácidos orgânicos, corroendo os tecidos dentários e provocando lesões no esmalte.


    Uma das principais bactérias responsáveis pela cárie é a Streptococcus mutans, que pode ser facilmente combatida com uma higiene bucal adequada!


    Sensibilidade à temperatura:


    A sensibilidade à temperatura, tanto fria quanto quente, é uma causa de extremo desconforto. Isto ocorre por conta da exposição da dentina (camada interna calcificada do dente).


    Aparelho:


    Pessoas que usam aparelho fixo são conhecidas por diversos relatos de dor e incômodo nos dentes. O ponto positivo é que, se você utiliza aparelho, provavelmente também frequenta o dentista regularmente!


    Dente do siso:


    Os dentes do siso podem causar dores em diversos estágios de seu nascimento, na sua erupção ou até mesmo na falta de espaço na gengiva após o crescimento do mesmo, levando pressão e um deslocamento dolorido aos dentes vizinhos.


    Outra dor que provêm dos sisos é a inflamação da gengiva que o dente pode causar por impedir os acessos na hora da higienização.


    Gravidez:


    Durante a gravidez é comum algumas mães sentirem dores de dente. Isso é resultado de um aumento do hormônio progesterona que fica em abundância durante a gravidez. Este hormônio aumenta a sensibilidade da mulher, fazendo com que ela sinta dores mais facilmente.


    Além disso, durante a gravidez, também é comum episódios de gengivite!


    Gengivite:


    Inflamação na gengiva causada por infecção bacteriana. Se não tratada, ela pode evoluir para uma infecção mais grave, conhecida como periodontite.


    Fratura dentária:


    São muito comuns acidentes que envolvem a fratura de dentes. Obviamente, uma fratura no dente leva imediatamente à dor, mas, além disso, um dente fraturado pode também aumentar a sensibilidade às temperaturas!

    Abscesso dentário:

    Um  abscesso dentário é uma coleção de pus que pode se formar em seus dentes ou gengivas, como resultado de uma infecção bacteriana. O principal sintoma é a dor no dente afetado, que pode ser intensa e latejante (contando com o fato de que, às vezes, a dor pode se espalhar para o ouvido).


    Se você acha que pode ter um abcesso dentário, faça uma consulta ao dentista o mais rápido possível. Eles podem precisar remover o abscesso e drenar o pus!


    Erosão ácida:


    A perda da superfície do dente, causada por ácidos intrínsecos (origem gástrica) ou extrínsecos (dieta) é conhecida como erosão ácida, trazendo consigo certo desconforto nos dentes. Este problema dental é um dos mais emergentes do Século XXI.


    Dicas:


    - Enxágue a boca com água quente salgada (uma boa mistura contém 1/2 colher de chá de sal a 240mL de água. Não esqueça de cuspir!);


    - Coloque uma compressa fria na sua bochecha se o seu rosto estiver inchado;


    - Não coma alimentos doces, muito quentes ou muito frios;


    - Cuidado com fumaça! Ela pode piorar alguns problemas dentários;


    - Para prevenir a dor nos dentes, reduza os alimentos e bebidas açucarados;


    - Para prevenir a dor nos dentes, também escove os dentes corretamente e limpe-os usando fio dental, removendo alimentos, detritos e placas bacterianas;


    Tratamento:


    A dor de dente nem sempre se enquadra como um sintoma grave. Entretanto, por conta das possíveis causas, é recomendada a procura de um médico. Consulte seu dentista o - de preferência o mais rápido possível - sobre sua dor de dente caso ela seja grave ou dure mais de 1 ou 2 dias (incluindo fatores como febre, dor de ouvido ou dor ao abrir a boca com movimentos largos).


    Além disso, é sempre substancial seguir o conselho de um profissional da saúde, o uso excessivo de medicação para alívio da dor pode levar a um agravo da situação!


    Encontre o médico ideal para tratar a sua dor de dente ou qualquer outro sintoma que esteja te incomodando aqui.


    Remédios indicados:


    Paracetamol: O paracetamol é um analgésico e antipirético que está disponível em várias doses e apresentações, e pode ser obtido em farmácias como genérico ou com o nome de marca Tylenol ou Dafalgan. Este medicamento pode ser tomado para dores nas costas, febre e outras dores no corpo.


    Seu efeito começa, aproximadamente, de 15 a 30 minutos após a ingestão, durando entre 4 e 6 horas.


    • Primosiston

      Primosiston

      1 apresentações
      R$ 8,15
      R$ 8,15


    Ibuprofeno: Indicado para aliviar as dores, o Ibuprofeno tem ação anti-inflamatória, analgésica e antitérmica. Além disso, pode ser tomado na forma de gotas, comprimidos, cápsulas gelatinosas ou suspensão oral. Comercialmente, Ibuprofeno pode ser conhecido como Alivium, Advil, Buscofem ou Artril.


    • Primosiston

      Primosiston

      1 apresentações
      R$ 8,15
      R$ 8,15


    Xylocaína: Produto muito conhecido pelos seus efeitos anestésicos, podendo ser encontrado em formato de pomada, spray ou até mesmo injetável. Ajuda no alívio das dores locais de pequena intensidade.


    Para as dores de dente, existe a pomada de xylocaína com sabor de laranja, levemente cítrica e refrescante. Ela é utilizada na gengiva e em outros locais da boca que precisam ficar anestesiados por curto período.


    • Primosiston

      Primosiston

      1 apresentações
      R$ 8,15
      R$ 8,15


    Nimesulida: Destinado ao tratamento de condições que requeiram atividade analgésica, anti-inflamatória e antipirética (dor, inflamação e febre).


    • Primosiston

      Primosiston

      1 apresentações
      R$ 8,15
      R$ 8,15


    Dipirona: Medicamento analgésico, antipirético e espasmolítico, muito utilizado no tratamento de dores e febre normalmente provocadas por gripes e resfriados.


    Os efeitos analgésico e antitérmicos podem ser esperados de 30 a 60 minutos após a administração (geralmente persistindo por aproximadamente 4 horas).


    • Primosiston

      Primosiston

      1 apresentações
      R$ 8,15
      R$ 8,15