Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Evite a má digestão em poucos passos!

    Evite a má digestão em poucos passos!

    Má digestão, ou dispepsia, é o nome que se dá a diversos distúrbios gástricos. Este incômodo é uma compilação de sintomas comuns, como eructação (arrotos), náuseas, flatulência, vômitos, sensação de queimação na “boca” do estômago e inchaço, que são sentidos na região superior do abdômen, em geral logo após o consumo de alimentos.

    Está relacionada a problemas no peristaltismo, que são contrações involuntárias do sistema digestivo para auxiliar a comida no seu trajeto correto. Não se trata de uma condição grave, mas pode trazer consequências quando não tratada.

    Sintomas:

    - Sensação de estômago cheio, mesmo após ter comido pouco;

    - Enjoos;

    - Eructações frequentes (arrotos);

    - Vômitos;

    - Sonolência após as refeições;

    - Dores abdominais.

    - Gases, flatulência;

    - Azia e queimação;

    - Diarreia ou prisão de ventre;

    Você sabia? Respirar pela boca durante as refeições e sorver alimentos pode acabar por levar mais ar para o estômago resultando em gases, contribuindo para a má digestão!

    O que é?

    A má digestão é o nome dado à sensação de desconforto na parte superior do abdômen durante ou logo após uma refeição.

    Os alimentos, para serem absorvidos pelo intestino delgado, devem ser digeridos, isto é, passam pela ação do suco gástrico, suco pancreático, bile e suco entérico. Desse modo, transformam o alimento em partículas muito pequenas.

    A dispepsia pode estar relacionada a diversas doenças subjacentes, mas inclui uma série de outros sintomas, como dor; arrotos; empachamento; sensação de peso; queimação; náusea; e saciedade precoce.

    Os sintomas de dispepsia são comumente confundidos com os de azia e gastrite, mas nem sempre a indigestão é sinal de um problema mais grave.

    Causas:

    - Comer depressa demais sem mastigar direito os alimentos;

    - Beber líquidos em excesso durante as refeições;

    - Abusar de alimentos gordurosos e de frituras;

    - Jejum prolongado;

    - Fumo e álcool;

    - Roupas ou cintos apertados: Após as refeições, seu estômago dilata por conta da produção de ácidos gástricos, e a pressão das roupas pode fazer com que esses ácidos retornem para o esôfago, causando azia e refluxo;

    - Sono inadequado: O ideal é repousar com a cabeça levemente inclinada para cima, pois isso ajuda na descida dos alimentos;

    - Boca seca: É pela saliva que são liberada as primeiras enzimas que ajudam na trituração dos alimentos - o que a torna uma grande aliada no processo digestivo;

    Tipos:

    Dispepsia orgânica

    É causada por doenças orgânicas encontradas no trato digestório como:

    - Úlceras pépticas;

    - Cálculo biliar;

    - Esofagite;

    - Pancreatite;

    - Hérnia de hiato;

    - Gastrite;

    - Câncer de estômago (raro);

    - Doença da tireoide.

    Dispepsia funcional

    A dispepsia está relacionada a diversos hábitos alimentares como o consumo excessivo de álcool e cigarro, comer rápido e em demasia, ingerir muitos alimentos com pimenta e cafeína. No entanto existem condições médicas que podem causar a indigestão:

    - Depressão;

    - Estresse;

    - Intoxicação alimentar;

    - Alergia;

    - Sensibilidade alimentar.

    Helicobacter Pylori

    H. pylori é uma bactéria que pode causar uma infecção no estômago, ou úlceras, que provocam os sintomas da dispepsia. Porém, para se detectar essa bactéria, são necessários exames de sangue. O tratamento dessa infecção é feito com antibióticos.

    Dicas:

    Algumas mudanças no estilo de vida podem ajudar a aliviar a dispepsia, como:

    - Gengibre: relaxa o músculo intestinal e ajuda a mover os alimentos ingeridos ao longo do sistema digestivo;

    - Por conter muitos nutrientes, sucos de algumas frutas podem auxiliar no funcionamento do intestino;

    -Tomar chás para aliviar a indigestão, como: chá de boldo; chá de erva-doce; chá de camomila; e chá de macela;

    -Tomar sucos digestivos, como: suco de laranja com couve; suco de abacaxi com hortelã; suco de limão; cenoura com gengibre; suco de abacaxi com mamão; suco de laranja; suco de agrião.

    Como combater a má digestão na gravidez?

    Para combater a má digestão na gravidez deve-se:

    -Tomar chá de erva-doce;

    -Comer 1 fatia de abacaxi após as refeições principais;

    -Tomar pequenos goles de água ao longo do dia;

    -Comer pequenas porções de 3 em 3 horas;

    -Não beber líquidos durante as refeições;

    -Identificar os alimentos que causam má digestão e evitar o seu consumo.

    Tratamentos:

    Se os sintomas desaparecerem com a simples mudança dos hábitos alimentares ou após tomar antiácidos, a indigestão não oferece riscos maiores. No entanto, se permanecerem por mais de uma semana, ou vierem acompanhados por fezes escuras, ou por qualquer outro sintoma anormal, procure assistência médica sem demora.

    É importante marcar uma consulta médica quando a má digestão é frequente, havendo episódios diários ou quando se repetem mais de 8 vezes por mês. O médico pode receitar remédios para melhorar a digestão e solicitar exames que identificam as causas do problema, como a endoscopia.

    Medidas Preventivas:

    - Evitar alimentos que provocam indigestão - como alimentos industrializados, gordurosos e fast foods;

    - Comer cinco ou seis pequenas refeições por dia, em vez de três grandes refeições;

    - Reduzir ou eliminar o uso de álcool e cafeína;

    - Evitar certos analgésicos;

    - Encontrar alternativas para medicamentos que provocam indigestão;

    - Buscar alternativas para evitar o estresse e a ansiedade;

    Remédios Indicados:

    Gaviscon: É um medicamento indicado para o tratamento de indigestão, queimação e desconforto estomacal (associados à indigestão), azia, dispepsia, enjoo, náusea e vômito.

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Mylanta plus: Este medicamento é indicado para o alívio sintomático da acidez estomacal, azia e má digestão associadas ao diagnóstico de úlcera péptica, gastrite, esofagite péptica e hérnia de hiato e também para o alívio dos sintomas provocados por gases.

    • Bricanyl Composto Expectorante

      Bricanyl Composto Expectorante

      0 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(

    Eparema: Indicado para os distúrbios do fígado e das vias biliares e para os casos de prisão de ventre leve. Seu uso é pela via oral e pode ser tomado antes, durante ou após as refeições.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90