Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Fluoxetina: conheça as posologias do medicamento e suas principais interações!

    Fluoxetina: conheça as posologias do medicamento e suas principais interações!

    Indicação

    O medicamento fluoxetina é destinado ao tratamento da depressão associada ou não com ansiedade, bulimia nervosa, do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e do transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), incluindo tensão pré-menstrual (TPM), irritabilidade e disforia.

    Entenda mais sobre as complicações citadas anteriormente, observando os sintomas de cada uma (individualmente) a seguir:

    Depressão

    Em adultos, os sintomas da depressão podem incluir:

    • Agressividade;

    • Ansiedade;

    • Sentimento de vazio;

    • Uso abusivo de drogas ou bebidas alcoólicas;

    • Desejo sexual reduzido;

    • Insônia ou dormir por períodos excessivamente longos.

    Ansiedade

    Os sintomas psicológicos mais comuns e que caracterizam o distúrbio da ansiedade são:

    • Constante tensão e nervosismo;

    • Problemas para se concentrar;

    • Medo constante;

    • Irritabilidade;

    • Problemas para dormir e sensações constantes de que algo ruim vai acontecer.

    Bulimia nervosa

    Os sintomas mais comuns associados a bulimia nervosa são:

    • Ter uma preocupação excessiva com o próprio peso e com a silhueta do corpo;

    • Ter medo enorme de ganhar peso;

    • Perder o controle sobre a sua alimentação cotidiana;

    • Comer muito até se sentir desconfortável ou com dor

    • Ir ao banheiro logo após as refeições;

    • Vomitar após (ou logo após) as refeições;

    • Usar medicamentos diuréticos e/ou laxantes após se alimentar;

    • Fazer uso de suplementos diários com intuito de perder peso.

    Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

    A obsessão, que é presente no transtorno obsessivo-compulsivo, geralmente consiste em uma série de imagens, pensamentos e ideias que ocorrem nos pensamentos de uma pessoa de maneira insistente e repetida, sem que haja controle de fato. Normalmente, a obsessão é logo seguida da compulsão, que é definida por uma forma de se livrar da própria ansiedade por meio de rituais e comportamentos repetidos e irracionais.

    Transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)

    O transtorno disfórico pré-menstrual abrange mais de 150 sintomas, o que significa que eles variam muito para cada mulher. Entre os mais comuns pode-se verificar:


    • Sintomas emocionais, psicológicos e comportamentais: irritação indeterminada, depressão, ansiedade, retraimento social, dificuldade de concentração, distúrbios do sono, aumento do apetite e desejo extremo por determinados alimentos;

    • Sintomas físicos: ficar com os seios doloridos, ter inchaço no abdome, desenvolver fortes dores de cabeça, ter fadiga física, ganhar de peso, ter dor nos músculos ou articulações.

    Posologia

    O medicamento deve ser administrado por via oral, e de acordo com a dose indicada a cada condição (individualmente).

    Depressão

    A dose inicial recomendada é de 20 mg/dia (2 cápsulas de 10 mg).

    Bulimia Nervosa

    A dose recomendada é de 60 mg/dia (6 cápsulas de 10 mg).

    Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

    A dose recomendada é de 20 mg a 60 mg/dia (2 a 6 cápsulas de 10 mg).

    Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDPM - TPM)

    A dose recomendada é de 20 mg/dia (2 cápsulas de 10 mg) administrada continuamente (durante todos os dias do ciclo menstrual) ou intermitentemente (isto é, uso diário, com início 14 dias antes do início previsto da menstruação, até o primeiro dia do fluxo menstrual. A dose deverá ser repetida a cada novo ciclo menstrual).

    Para todas as indicações

    A dose recomendada pode ser aumentada ou diminuída. Doses acima de 80 mg/dia não foram sistematicamente avaliadas.

    Idade

    Não há dados que demonstre a necessidade de doses alternativas tendo como base somente a idade do paciente.

    ATENÇÃO: Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado!

    Interações medicamentosas

    Interações medicamento – medicamento

    Drogas metabolizadas pelo sistema P450IID6

    Devido ao potencial da fluoxetina em inibir a isoenzima do citocromo P450IID6, o tratamento com drogas predominantemente metabolizadas pelo sistema CP450IID6 e que tenham um índice terapêutico estreito deve ser iniciado com o limite mais baixo de dose, caso o paciente esteja recebendo este medicamento concomitantemente ou a tenha recebido nas 5 semanas anteriores. Se a este medicamento for adicionado ao tratamento de um paciente que já esteja recebendo uma droga metabolizada pelo CP450IID6, a necessidade de diminuição da dose da medicação original deve ser considerada.

    Devido ao risco de arritmias ventriculares graves e de morte súbita, potencialmente associada com uma elevação dos níveis de tioridazina, não deve ser realizada a administração concomitante de tioridazina com fluoxetina ou deve-se aguardar no mínimo 5 semanas após o término do tratamento com fluoxetina para se administrar a tioridazina.

    Drogas com ação no sistema nervoso central

    Foram observadas alterações nos níveis sanguíneos de fenitoína, carbamazepina, haloperidol, clozapina, diazepam, alprazolam, lítio, imipramina e desipramina e, em alguns casos, manifestações clínicas de toxicidade. Deve ser considerado o uso de esquemas conservadores de titulação de drogas concomitantes e monitorização do estado clínico.

    Devido ao fato da fluoxetina e do seu principal metabólito, a norfluoxetina, possuírem uma longa meia-vida de eliminação, a administração de drogas que interajam com essas substâncias pode produzir consequências ao paciente após a interrupção do tratamento com esta medicação.

    Ligação às proteínas do plasma

    Devido ao fato da substância ativa estar firmemente ligada às proteínas do plasma, a administração de fluoxetina a um paciente que esteja tomando outra droga que seja firmemente ligada às proteínas plasmáticas pode causar uma mudança nas concentrações plasmáticas da mesma.

    Varfarina

    Efeitos anticoagulantes alterados (valores de laboratório e/ou sinais clínicos e sintomas), incluindo sangramento, sem um padrão consistente, foram reportados com pouca frequência quando esta medicação e a varfarina foram co-administradas. Com a mesma prudência do uso concomitante de varfarina com muitas outras drogas, os pacientes em tratamento com varfarina devem ser cuidadosamente monitorados quanto à coagulação quando se inicia ou interrompe a fluoxetina.

    Drogas que interferem na homeostase (anti-inflamatórios não esteroidais - AINES, ácido acetilsalicílico, varfarina, etc.)

    A liberação de serotonina pelas plaquetas desempenha um papel importante na homeostase. Estudos epidemiológicos, caso-controle e coorte, têm demonstrado uma associação entre o uso de drogas psicotrópicas (que interferem na recaptação da serotonina) e a ocorrência de aumento de sangramento gastrointestinal, que também tem sido demonstrado durante o uso concomitante de uma droga psicotrópica com um AINE ou ácido acetilsalicílico. Portanto, os pacientes devem ser advertidos sobre o uso concomitante destas drogas com fluoxetina.

    Interações medicamento - tratamento

    Houve raros relatos de convulsões prolongadas em pacientes usando a este medicamento e que receberam tratamento eletroconvulsivo.

    Interações medicamento - álcool

    Em testes formais, não se verificou que esta medicação aumentasse os níveis sanguíneos de álcool ou aumentasse a potência dos efeitos do álcool. No entanto, a combinação do álcool com o tratamento com esta medicação não é aconselhável.

    Interação medicamento – planta medicinal

    Hypericum perforatum (Erva de São João) - podem ocorrer interações farmacodinâmicas entre a fluoxetina e o produto à base da planta erva de São João (Hypericum perforatum), que poderão resultar num aumento de efeitos indesejáveis.

    ATENÇÃO: Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde!

    • Escitalopram 10mg Geolab Genérico com 30 Comprimidos

      Escitalopram 10mg Geolab Genérico com 30 Comprimidos

      1 apresentações
      R$ 44,95
      R$ 44,95