Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Infecções bacterianas: o que são, quais são seus tipos e como tratá-las!

    Infecções bacterianas: o que são, quais são seus tipos e como tratá-las!

    Antes de entender o que são as infecções bacterianas, você deve compreender o que são as bactérias em si. Então, vamos lá!

    Bactérias são organismos unicelulares microscópicos que vivem em quase toda parte, em todos os climas e locais do planeta. Alguns estão no ar enquanto outros vivem na água ou no solo. Bactérias vivem e dentro de plantas, animais e pessoas.

    A palavra "bactéria" tem uma conotação negativa, mas as bactérias realmente desempenham muitas funções vitais para os organismos e para o meio ambiente. Por exemplo, as plantas precisam de bactérias no solo para crescer.

    A grande maioria das bactérias são inofensivas para as pessoas, e algumas cepas são até benéficas. No trato gastrointestinal humano, “boas” bactérias auxiliam na digestão e produzem vitaminas. Além disso, também ajudam com a imunidade, tornando o corpo menos hospitaleiro para bactérias “más” e outros patógenos nocivos.

    Ao considerar todas as cepas de bactérias existentes, relativamente poucas são capazes de deixar as pessoas doentes.

    O que são infecções bacterianas?

    Infecções bacterianas são expressas principalmente pela proliferação de uma cepa prejudicial de bactérias dentro ou fora do corpo. Bactérias podem infectar qualquer área do corpo.

    A pneumonia, a meningite e a intoxicação alimentar são apenas algumas das doenças que podem ser causadas por bactérias nocivas. As bactérias vêm em três formas básicas: em forma de bastonete (bacilos), esféricas (cocos) ou helicoidais (espirila).

    Ademais, as bactérias também podem ser classificadas como gram-positivas ou gram-negativas. As bactérias gram-positivas têm uma parede celular espessa, enquanto as bactérias gram-negativas não.

    A Coloração de Gram (ou técnica de Gram), a cultura bacteriana com determinação de sensibilidade a antibióticos e outros testes são usados ​​para identificar cepas bacterianas, e ajudar a determinar o curso apropriado do tratamento.

    Você sabia? Cerca de 2 milhões de pessoas nos Estados Unidos sofrem de infecções resistentes a antibióticos a cada ano e 23 mil morrem devido à doença.

    Infecções bacterianas x Infecções virais

    Bactérias e vírus são diferentes tipos de patógenos, ou seja, organismos que podem causar doenças.

    As bactérias são maiores que os vírus e são capazes de se reproduzir por conta própria. Já os vírus, são muito menores que as bactérias e não podem se reproduzir sozinhos. Em vez disso, os vírus se reproduzem infectando um host e usando os sistemas de reparo e replicação de DNA do host para fazer cópias de si mesmo.

    Os sintomas de uma infecção bacteriana ou viral dependem da área do corpo que é afetada. Às vezes, e os sintomas dos dois podem ser muito semelhantes, por exemplo:

    • Coriza;

    • Tosse;

    • Dor de cabeça;

    • Fadiga.

    Estes sintomas podem ocorrer em um resfriado comum (vírus) e em uma infecção sinusal (bactérias). Um médico pode usar a presença de outros sintomas (como febre ou dores no corpo), a duração da doença e certos testes de laboratório para determinar se uma doença é causada por um vírus, bactéria ou algum outro patógeno ou processo de doença.

    Infecções bacterianas da pele

    Infecções cutâneas bacterianas são geralmente causadas por cepas Gram-positivas de Staphylococcus e Streptococcus ou outros organismos. Infecções bacterianas comuns da pele incluem:

    • A celulite: esta condição provoca uma infecção vermelha dolorosa que geralmente é quente ao toque. A celulite ocorre mais frequentemente nas pernas, mas pode aparecer em qualquer parte do corpo;

    • A foliculite: esta é uma infecção dos folículos pilosos que causa inchaços vermelhos e inchados que parecem espinhas. Piscinas maltratadas ou banheiras de hidromassagem podem abrigar bactérias que causam foliculite;

    • Impetigo: esta condição provoca escorrendo feridas, geralmente em crianças em idade pré-escolar. A forma bolhosa do impetigo causa grandes bolhas enquanto a forma não-bolhosa tem uma aparência amarelada e crostosa;

    • Furúnculos: são infecções profundas da pele que começam nos folículos pilosos. Furúnculos são inchaços firmes, vermelhos e macios que progridem até que o pus se acumule debaixo da pele.

    As infecções cutâneas bacterianas são tratadas com antibióticos orais ou tópicos, dependendo da cepa que causa a infecção.

    Infecções bacterianas transmitidas por alimentos

    As infecções bacterianas são uma das causas das doenças transmitidas por alimentos. Náuseas, vômitos, diarreia, febre, calafrios e dor abdominal são sintomas comuns de intoxicação alimentar.

    Carne crua, peixe, ovos, aves e laticínios não pasteurizados podem abrigar bactérias nocivas que podem causar doenças. A preparação e manuseio de alimentos insalubres também podem estimular o crescimento bacteriano.

    Dentre as bactérias que causam intoxicação alimentar, pode-se citar:

    • Campylobacter jejuni (C. jejuni):esta é uma doença diarreica, muitas vezes acompanhada de cólicas e febre;

    • Clostridium botulinum (C. botulinum):esta é uma bactéria potencialmente fatal que produz neurotoxinas poderosas;

    • Escherichia coli (E. coli) O157: H7 é uma doença diarreica (muitas vezes sanguinolenta) que pode ser acompanhada por náuseas, vômitos, febre e cólicas abdominais;

    • Listeria monocytogenes (L. monocytogenes): esta bactéria causa febre, dores musculares e diarreia. Mulheres grávidas, idosos, bebês e pessoas com sistema imunológico enfraquecido correm maior risco de contrair essa infecção;

    • Salmonella: esta bactéria causa febre, diarreia e cólicas abdominais. Os sintomas duram geralmente entre 4 e 7 dias;

    • Vibrio: esta bactéria causa diarreia quando ingerido, mas também pode causar infecções graves na pele quando entra em contato com uma ferida aberta.

    Infecções bacterianas sexualmente transmissíveis

    Muitas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são causadas por bactérias nocivas. Às vezes, essas infecções não estão associadas a nenhum sintoma, mas ainda assim podem causar sérios danos ao sistema reprodutivo.

    DSTs comuns causadas por infecções bacterianas incluem:

    • A clamídia: esta é uma infecção em homens e mulheres causada por uma bactéria chamada Chlamydia trachomatis. A clamídia aumenta o risco de doença inflamatória pélvica (DIP) em mulheres;

    • A gonorreia: também conhecida como "clap" e "gotejamento", é causada por Neisseria gonorrhoeae. Homens e mulheres podem ser infectados. A gonorreia também aumenta o risco de doença inflamatória pélvica (DIP) em mulheres;

    • A sífilis: esta doença pode afetar homens e mulheres, e é causada pela bactéria Treponema pallidum. Não tratada, a sífilis é potencialmente muito perigosa e pode até ser fatal.

    Outras infecções bacterianas

    Bactérias nocivas podem afetar quase qualquer área do corpo. Outros tipos de infecções bacterianas incluem:

    • A meningite bacteriana: é uma infecção grave das meninges, o revestimento do cérebro;

    • A otite média: é o nome oficial de uma infecção ou inflamação do ouvido médio. Ambas as bactérias e vírus podem causar infecções de ouvido , que comumente ocorrem em bebês e crianças pequenas;

    • A infecção do trato urinário (ITU): é uma infecção bacteriana da bexiga, uretra, rins ou ureteres;

    • Infecções do trato respiratório: incluindo a dor de garganta, a bronquite, a sinusite e a pneumonia. Bactérias ou vírus podem ser responsáveis ​​por infecções do trato respiratório. A tuberculose é um tipo de infecção bacteriana do trato respiratório inferior.

    Encontre o médico ideal para tratar de infecções bacterianas ou qualquer outra condição que esteja te incomodando aqui.

    Resistência a antibióticos

    O uso excessivo e indevido de antibióticos leva a um aumento da resistência aos antibióticos. A resistência aos antibióticos ocorre quando as bactérias não são mais sensíveis a um medicamento que deve eliminar uma infecção.

    As infecções bacterianas resistentes aos antibióticos são potencialmente muito perigosas e aumentam o risco de morte. Cerca de 2 milhões de pessoas nos Estados Unidos sofrem de infecções resistentes a antibióticos a cada ano e 23.000 morrem devido à doença. Estima-se que apenas 14.000 mortes são devidas a infecções por Clostridium difficile (C. difficile) que ocorrem devido à supressão antibiótica de outras bactérias que permitem a proliferação de C. difficile.

    A maioria das mortes causadas por infecções resistentes a antibióticos ocorre em pacientes hospitalizados e em lares de idosos.

    Bactérias boas e probióticos

    Bactérias benéficas vivem no trato gastrointestinal humano e desempenham um papel importante na digestão e imunidade. A maioria das pessoas sabe que é bom comer iogurte depois de completar um ciclo de antibióticos para repovoar o trato gastrointestinal com bactérias úteis que foram eliminadas dos antibióticos.

    Alguns estudos mostraram que os probióticos podem encurtar a duração da diarreia infecciosa. Eles também podem reduzir o risco de desenvolver doenças diarreicas devido ao uso de antibióticos.

    Os probióticos parecem reduzir o gás, o inchaço e a dor abdominal associada à síndrome do intestino irritável. Pesquisas em andamento buscam determinar os tipos e dosagens de bactérias que são mais benéficas para a saúde humana.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções destes remédios em nosso site!