Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Mesalazina: contra as suas inflamações intestinais!

    Mesalazina: contra as suas inflamações intestinais!

    Mesalazina é um medicamento que pode ser encontrado no formato comprimido, enema, supositórios e sachê e é indicado para quadros de inflamações intestinais.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO MESALAZINA

    • Azilect

      Azilect

      1 apresentações
      R$ 154,01
      R$ 154,01


    O que é

    É usado para tratar doenças inflamatórias do intestino. Também indicada para o tratamento sintomático da doença diverticular do cólon, associado ou não com terapia à base de antibióticos como ampicilina/sulbactam ou rifaximina.

    Este fármaco é um anti-inflamatório que atua no intestino tratando e prevenindo as recidivas das doenças inflamatórias intestinais. O exato mecanismo de ação ainda não está totalmente estabelecido, mas sabe-se que exerce ação local reduzindo a inflamação e inibindo uma enzima (a cicloxigenase) responsável pela liberação de prostaglandinas pela mucosa do intestino grosso (cólon).

    O ingrediente ativo é mesalazina – que é revestido por uma cobertura especial que só permite sua liberação quando ele alcança o intestino grosso, fazendo com que a substância ativa se distribua adequadamente ao longo de todo o cólon. O início da redução dos sintomas da doença é esperado entre 3 e 21 dias após o começo do tratamento.

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    Interações medicamentosas

    Os seguintes medicamentos podem ter suas ações comprometidas com o uso concomitante de mesalazina:

    • Sulfonilureias (usadas por diabéticos);

    • Cumarínicos (em virtude do risco aumentado de hemorragia intestinal);

    • Metotrexato;

    • Probenecida;

    • Sulfimpirazona;

    • Diuréticos como a furosemida e a espironolactona, rifampicina.


    A administração concomitante de anticoagulantes orais deve ser feita com cautela. Substâncias como a lactulose, que diminuem o pH do intestino, podem reduzir a liberação da substância ativa deste fármaco.

    Este fármaco pode aumentar o efeito de redução do sistema imune da azatioprina e 6-mercaptopurina. Ao início da terapia de mesalazina com um desses medicamentos, a contagem sanguínea, especialmente de células de defesa, deve ser monitorada repetidamente.

    Sulfassalazina reduz a absorção da digoxina. Não há dados da interação entre mesalazina e digoxina. O uso concomitante de medicamentos conhecidamente tóxicos para o rim, como anti-inflamatórios não esteroidais e azatioprina, pode aumentar o risco de reações renais. Entretanto, não houve eventos adversos relatados com essa interação.


    Nomes comerciais

    Este medicamento pode ser encontrado sob a forma genérica ou através dos nomes comerciais a seguir:

    • Mesaneo;

    • Mesacol MMX;

    • Pentasa Grânulos;

    • Asalit;

    • Mesacol Supositório;

    • Pentasa Comprimido;

    • Mesacol Comprimido;

    • Pentasa Enema;

    • Pentasa Supositório;

    • Chron-Asa 5.


    Formas de tomar

    Instruções de uso:

    • Comprimido:

    Este comprimido não deve ser mastigado.

    Após a abertura do blister, a administração do comprimido deve ser imediata (via oral).

    Para facilitar a administração, os comprimidos podem ser dissolvidos em cerca de 50 mL de água, imediatamente, antes da administração.

    A coloração do comprimido não é uniforme, podendo variar de branco acinzentado a marrom claro sem afetar a eficácia do produto.

    • Sachê:

    Os grânulos do sachê não devem ser mastigados.

    Após a abertura do sachê a administração deve ser imediata (via oral).

    1. O conteúdo do sachê deve ser esvaziado diretamente na língua e engolido com água .

    2. Não suspender este medicamento em água ou outros líquidos.

    3. É importante assegurar que nenhum grânulo permaneceu na sua boca. É importante tomar as doses regularmente para que o efeito desejado seja obtido.

    • Enema:

    Este medicamento é protegido por um invólucro aluminizado o qual não deve ser removido até imediatamente antes do uso.

    É recomendado evacuar antes da administração do enema.

    1. Imediatamente antes do uso, remova o invólucro de alumínio e agite bem.

    2. Para a correta abertura do frasco, gire o aplicador no sentido horário até completar uma volta completa.

    3. Proteja a mão colocando-a dentro do saco plástico.

    4. Segure o frasco conforme demonstrado na figura.

    5. Assuma a posição adequada para aplicar o enema: deite-se sobre o lado esquerdo, com a perna esquerda esticada e a perna direita dobrada para equilíbrar-se. Cuidadosamente introduza o aplicador no reto e pressione o frasco lentamente, expulsando o líquido. O conteúdo do frasco deve ser administrado dentro de no máximo 30 a 40 segundos. Uma vez que o frasco esteja vazio, retire o aplicador com o frasco ainda pressionado.

    6. O conteúdo do enema deve ser mantido no intestino. Mantenha-se relaxado na mesma posição da administração por 5 a 10 minutos ou até a sensação de defecar, caso ocorra, passar.

    7. Cubra o frasco com o saco plástico antes de descartá-lo.

    • Supositório:

    Após a abertura do blister, a administração do supositório deve ser imediata (via retal).

    É recomendado evacuar antes da administração do supositório.

    1. Retire um supositório do blister.

    2. Por razões de higiene, é recomendável o uso da proteção de borracha para os dedos (dedeira). O supositório deve ser introduzido até que se sinta resistência e até que a mesma desapareça novamente.

    3. Para facilitar a administração, o supositório pode ser umedecido com água ou gel lubrificante à base de água.

    4. Caso o supositório seja eliminado nos primeiros dez minutos após a sua introdução, outro supositório deverá ser introduzido.

    5. Descarte o invólucro e o protetor de dedo (dedeira).

    Posologia:

    • Comprimido:

    Retocolite Ulcerativa - Adultos:

    Tratamento agudo:

    A dosagem deve ser individualizada. Dose individual de até 4 gramas divididas ao longo do dia.

    Tratamento de manutenção:

    Dose recomendada de 2 g uma vez ao dia ou em doses divididas.

    Retocolite ulcerativa - Crianças com mais de dois anos de idade:

    Tratamento agudo e de manutenção:

    Dose individual recomendada de 20 a 30 mg/kg de peso corpóreo ao dia, em doses divididas

    Doença de Crohn - Adultos:

    Tratamento agudo e de manutenção:

    Dosagem individual de até 4 g ao dia, em doses divididas.

    Doença de Crohn - Crianças com mais de dois anos de idade:

    Tratamento agudo e de manutenção:

    Dose individual recomendada de 20 a 30 mg/kg de peso corpóreo ao dia, em doses divididas.

    O limite máximo diário de administração é de 4 g/dia.

    • Sachê:

    Retocolite Ulcerativa – Adultos (em pacientes acima de 18 anos de idade):

    Tratamento agudo:

    Dose individual de até 4 gramas por dia, a ser tomada uma vez ao dia (4 sachês de 1g ou 2 sachês de 2g) ao mesmo tempo pela manhã; ou em doses divididas duas vezes ao dia (2 sachês de 1 g ou 1 sachês de 2 g) tomados pela manhã e à noite.

    Tratamento de manutenção:

    Dose recomendada de 2 g uma vez ao dia (2 sachês de 1 g ou 1 sachê de 2 g).

    O limite máximo diário de administração é de 4 g/dia.

    • Enema:

    Para adultos:

    Um enema ao deitar.

    O limite máximo diário de administração é de 4 g/dia.

    • Supositório:

    Proctite ulcerativa - Adultos:

    Um supositório, uma a duas vezes ao dia, por 4 semanas.

    O limite máximo diário de administração é de 4 g/dia.


    Efeitos colaterais

    Mesalazina pode causar alguns efeitos colaterais, os mais comuns são:

    • Dor de cabeça;

    • Tontura;

    • Formigamento na pele;

    • Náuseas;

    • Indigestão;

    • Diarreia;

    • Vômitos;

    • Dor abdominal;

    • Erupções na pele (exantema);

    • Febre;

    • Dor nas articulações.

    Consulte um médico se algum destes sintomas for grave e/ou não desaparecer.


    Gravidez

    Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe seu médico se estiver amamentando.

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou lactantes sem orientação médica.


    Contraindicações

    O uso deste medicamento é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade (alergia) a salicilatos e aos componentes da fórmula.

    Também é contraindicado para pacientes com insuficiência hepática e renal graves; úlcera gástrica e duodenal ativa e para pacientes com tendência elevada a sangramento e para crianças menores de 2 anos.