Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Rinite alérgica: Saiba tudo sobre essa inflamação!

    Rinite alérgica: Saiba tudo sobre essa inflamação!

    Rinite alérgica, conhecida popularmente por febre dos fenos, é um tipo de inflamação do nariz que ocorre quando o sistema imunitário tem uma reação excessiva aos alergénios do ar.

    Estar atento aos alimentos que contêm ou podem conter alergénios alimentares é fundamental para evitar a exposição ao mesmo. Igualmente fundamental é ter cuidado acrescido com a contaminação cruzada, quer na confecção culinária, quer no processo industrial de produção do produto alimentar, ou ler atentamente o rótulo alimentar e saber que alimentos são proibidos e quais podem conter os alergénios alimentares.

    Quem sofre com rinite também tem muitos problemas com ar condicionado, principalmente se a manutenção deles é falha e se o deixam numa temperatura muito baixa (ambiente muito frio).

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DOS MEDICAMENTOS

    Sintomas:

    Áreas de dor: ouvidos, face ou seios.

    Nariz: congestão, perda de olfato, vermelhidão, coriza, gotejamento pós-nasal, espirros ou nariz entupido.

    Olhos: coceira, olhos inchados, vermelhidão ou olhos lacrimejantes.

    Respiratório: respirar pela boca ou pieira.

    Também é comum: tosse, fadiga, dor de cabeça, prurido, catarro ou irritação na garganta.

    Você sabia? A rinite alérgica é o tipo de alergia que afeta o maior número de pessoas.Nos países ocidentais, entre 10 e 30% das pessoas são afetadas todos os anos pela doença!

    O que é?

    A rinite alérgica surge quando uma pessoa alérgica inala alguma partícula que estimula o seu sistema imune. Quando criança, nós entramos em contato com diversos potenciais alérgenos sem que tenhamos maiores problemas. As pessoas alérgicas são aquelas que ao entrar em contato com determinadas partículas passam a produzir anticorpos contra elas, como se fossem agentes invasores danosos, tipo vírus, bactérias, etc.

    Causas:

    A febre dos fenos, tal como todas as alergias, é uma resposta exagerada do sistema imunitário a um alergéneo, que geralmente é uma substância inócua e na maioria das pessoas não desencadeia uma resposta imune. Este tipo de resposta é designada por reação de hipersensibilidade tipo 1.

    Nas pessoas alérgicas, o pólen é inspirado e entra em contacto com a mucosa das vias aéreas. Logo, ligam-se a anticorpos que estão na parede de um tipo especial de glóbulos brancos, os mastócitos, fazendo com que sejam libertados vários compostos tais como a histamina, que atuam como mediadores inflamatórios. São estes mediadores que causam os sintomas da febre dos fenos.

    A primavera é principalmente a época em que as plantas realizam sua polinização, e se inicia também o processo de floração da maior parte delas. Na maior parte dos casos os grãos de pólen são leves e são transportados pelo vento, dessa forma podem causar problemas respiratórios, desde simples espirros e coceiras até maiores agravos nas vias aéreas.

    Outras doenças estão por vezes associadas à febre dos fenos, como por exemplo a asma ou o eczema.

    Dicas:

    Algumas opções naturais podem ser grandes ajudantes no tratamento da rinite alérgica, como:

    Camomila

    Geralmente, a camomila é utilizada como forma de chá para a ingestão mas, para que o tratamento da rinite seja feito com esse ingrediente, é necessário fazer a inalação. Por isso o chá deve ser mais forte e o procedimento para inalação é o mesmo que é feito com a solução de sal que falamos antes (aproxima o rosto do chá e respira o vapor por alguns minutos).

    Para ajudar a concentrar o vapor na direção do rosto, aconselha-se colocar uma toalha na cabeça para não deixar a fumaça escapar e tornar a inalação mais eficaz. Consulte um pediatra para fazer prática em crianças menores de 7 anos. E cuidado para não se queimar!

    Chá de eucalipto e amora

    Outra sugestão de chá com a folha de eucalipto é ferver 1 litro de água pela manhã, adicionar 1 folha fininha de eucalipto e 2 folhas de amora. Deve-se tomar 1 xícara desse chá em jejum e o restante no decorrer do dia quando surgirem as crises de rinite.

    Sal

    O sal também pode ajudar muito no combate dos sintomas da rinite e sinusite (inflamação das cavidades nasais e da face), mas atenção! É preciso ter cuidado, principalmente com pessoas hipertensas, cujas alternativas caseiras recomendadas são outras.

    Para quem não tem problemas de pressão alta e quer melhorar o fluxo de ar nas vias respiratórias, é recomendado fazer uma solução com 1 litro de água fervida e cinco colheres (sopa) de sal.

    Aproximar um pouco o rosto e inalar o vapor da solução por aproximadamente 5 minutos. Repetir esse processo de hora em hora até que se tenha uma melhora na respiração.

    Tratamentos:

    A doença não tem cura, mas é possível obter o controle com medicamentos tópicos preventivos e tentar evitar, dentro do possível, os fatores desencadeantes. É sempre recomendável uma consulta ao médico, para melhor diagnóstico e receita adequada de medicamentos.

    Medidas Preventivas:

    Se o alergéneo for conhecido, é possível adotar medidas para minimizar o contato, e portanto as crises alérgicas. Estas medidas incluem:

    Casa

    Evite umidade, mofo e vazamentos. Nunca acumule pó, use um pano úmido para retirá-lo. Evite carpetes, tapetes e móveis estofados, especialmente no quarto.

    Roupa de cama

    Prefira edredons a cobertores de lã. Para evitar ácaros, as roupas de cama devem ser lavadas semanalmente com água quente. Não deixe brinquedos de pelúcia em cima ou perto da cama.

    Animais de estimação 

    Mantenha-os fora de casa ou, caso isso não seja possível, evite que entrem no quarto. Dê banho no seu animal uma vez por semana.

    Fumaça de cigarro 

    Evite fumar e ficar perto de fumantes, pois a fumaça pode desencadear os sintomas.

    Pólen 

    Muitas pessoas com rinite têm sensibilidade ao polén e, nesses casos, o problema se agrava durante a primavera. Durante o período, é recomendado permanecer dentro de casa nos duas mais secos e dormir com as janelas fechadas.

    Pragas 

    Ratos e baratas também são fontes de alergia. Para evitá-los em casa, as recomendações incluem lavar a louça e esvaziar o lixo diariamente; não deixar migalhas de alimentos pela casa e bloquear rachaduras por onde eles possam entrar.