Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Saiba as diferenças entre Dramin e outros remédios para enjoo

    Saiba as diferenças entre Dramin e outros remédios para enjoo

    O Dramin é um medicamento indicado para prevenir e tratar os sintomas de enjoo, tontura e vômitos em geral, incluindo os vômitos e enjoos provenientes de gravidez, pré e pós-operatórios e após tratamentos com radioterapia. Também é utilizado na prevenção e tratamento de tonturas, enjoos e vômitos causados cinetose (incômodos causados por movimentos durante viagens de avião, barco, ônibus, automóvel, etc.) e na prevenção e tratamento das labirintites e vertigens. Este medicamento também pode ser utilizado para ajudar no tratamento de congestão de ouvido.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO DRAMIN

    • Migraliv

      Migraliv

      1 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Indicações:

    É usado para tratar de náuseas e vômitos em geral, dentre os quais:

    • Náuseas e vômitos da gravidez;

    • Náuseas, vômitos e tonturas causados pela doença do movimento;

    • Náuseas e vômitos pós-tratamentos radioterápicos e em pré e pós-operatórios, incluindo vômitos pós-cirurgias do trato gastrintestinal.

    • Controle profilático e terapêutico de crises agudas dos transtornos da função vestibular e ou vertiginosos, de origem central ou periférica, incluindo labirintites.


    O que são náuseas e enjoos?

    Náusea é o termo usado para descrever a sensação de que você vai vomitar, mas não são os vômitos em si, nem significam que você irá vomitar com certeza e enjoo é um termo generalizado usado para descrever um grupo desagradável de sintomas como a náusea e o vômito.

    É muito comum também se manifestarem com outros sintomas, como dor de cabeça, dores no corpo e vômitos.


    Como funciona?

    O Dramin contém o anti-histamínico dimenidrinato. Não se conhece com exatidão o mecanismo pelo qual o medicamento em destaque controla os enjoos, vômitos e tonturas de diversas origens, mas admite-se que iniba diretamente o centro do vômito e as funções do labirinto no cérebro.

    O início da ação ocorre 15 a 30 minutos após sua administração oral. A duração da ação persiste por quatro a seis horas.


    O que são anti-histamínicos?

    Um anti-histamínico é um medicamento que busca reduzir ou eliminar os efeitos da histamina, um mediador químico secretado pelo corpo, especialmente no caso de reações alérgicas. Sua principal função é destruir substâncias estranhas, mas a molécula também atua sobre outros processos.Os anti-histamínicos são eficazes contra certos sintomas de crise alérgica, entre eles coceira, nariz escorrendo, olhos lacrimejando e espirros. No entanto, ele não é eficaz contra a asma.


    Como funcionam os anti-histamínicos?

    Os anti-histamínicos são inibidores de receptores de histamina. Portanto, não afetam a produção de histamina, mas bloqueiam os receptores específicos para essa molécula, impedindo-a de agir.

    Existem dois tipos de anti-histamínicos: anti-H1 e anti-H2, que possuem alvos farmacológicos diferentes.

    • Os anti-histamínicos H1 têm como alvo os receptores H1, situados pelo corpo inteiro, buscando lutar contra fenômenos alérgicos. Eles são indicados no tratamento sintomático de rinites alérgicas sazonais (febre do feno, urticária, conjuntivite alérgica etc) e possuem um efeito dilatador sobre os vasos sanguíneos. Dessa forma, impedem as reações de edema (inchaço).

    • Os anti-histamínicos H2 agem sobre os receptores H2, especialmente os que estão situados na mucosa gástrica, no estômago. Eles são utilizados nos distúrbios ligados à úlcera do estômago e do duodeno, assim como nos casos de refluxo gastroesofágico e servem para diminuir a acidez gástrica. Os anti-histamínicos H2 têm um efeito limitado no tratamento das reações alérgicas, mas podem ser indicados para tratar de algumas patologias atópicas, como a urticária crônica.

    É importante saber que os anti-histamínicos são apenas um tratamento sintomático e não atuam, portanto, na causa da alergia ou do incômodo em si, ao contrário da dessensibilização (tratamento de cura da alergia ou do incômodo).


    Qual a composição do Dramin?

    Cada comprimido contém:

    100 mg de dimenidrinato.

    Excipientes: estearato de magnésio, amido, croscarmelose sódica, lactose monoidratada.

    Cada mL contém:

    2,5 mg de dimenidrinato.

    Excipientes: sacarose, glicerol, metilparabeno, corante vermelho, aroma de morango e água purificada.


    Apresentação:

    Comprimido

    Embalagens com 20 e 400 unidades.

    Uso oral.

    Uso adulto.

    Solução oral

    Frasco de 120 mL.

    Uso oral.

    Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos.