Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Saiba como lidar com a pressão alta

    Saiba como lidar com a pressão alta

    Para conseguir chegar em todos os órgãos e partes do organismo, o sangue é bombeado a partir do coração, que exerce uma força involuntária contra as paredes das artérias, essas, que possuem resistência para receber e dar passagem para esse sangue bombeado. E é essa pressão que determina a pressão arterial e, quando ela é elevada, é chamada de pressão alta.


    Quando a quantidade de sangue bombeado é muito alta ou quando as artérias são muito estreitas, ela acaba causando uma grande pressão sanguínea. E, quando a pressão fica descontrolada, o coração acaba sendo o mais afetado dos órgãos. Resultando em riscos de problemas cardíacos, como ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC).



    Você sabia? A pressão alta é herdada dos pais em 90% dos casos da doença!


    O que é:


    Pressão alta (ou hipertensão) é uma condição muito comum que força o sangue contra as paredes das artérias o suficiente para causar problemas sérios de saúde e doenças cardíacas.


    A pressão arterial é determinada pela quantidade de sangue que o coração bombeia e/ou pela resistência ao fluxo sanguíneo nas artérias, ou seja, quanto mais estreitas forem as artérias, maior será a pressão arterial, independente da quantidade do fluxo sanguíneo.


    É possível ter a doença por anos sem apresentar sintoma algum, mas mesmo sem a manifestação de nenhum sintoma, os danos causado nas veias e coração é contínuo. E por ser silenciosa, seus sintomas costumam ser discretos e se manifestam em estágios mais avançados da doença. Os sintomas incluem: dor de cabeça, falta de ar, visão borrada, zumbido no ouvido por longos períodos, tontura e dores no peito.

    Felizmente, é facilmente detectada e tratável. Uma vez descoberta, pode ser controlada com tratamento médico adequado.


    Causas:


    A hipertensão normalmente é causada quando há uma resistência dos vasos sanguíneos para a passagem do sangue, necessitando que o coração faça um esforço maior para bombear o sangue. Pode ser um processo natural do corpo, mas é aumentado com alguns dos fatores de risco, como idade, estilo de vida e genética;


    Há vários fatores de risco que podem ocasionar e favorecer o aparecimento da hipertensão, mas a grande maioria deles é de origem genética e por conta de idade. Filhos de pais hipertensos e idosos são os grupos com maior probabilidade a terem pressão alta.


    Outros fatores de risco, também muito comuns, são relacionados ao estilo de vida. Pessoas sedentárias, com sonos irregulares, fumantes e que consomem grandes quantidades de sal e gordura são mais propensas a apresentarem a doença do que aquelas que possuem um estilo de vida mais saudável.


    Outro fator para pressão alta é quando ela é um dos sintomas de outras enfermidades, como diabetes, doenças renais e hipertireoidismo.



    Tipos de pressão alta:


    Os tipos de pressão são dividos por estágios, que são definidos por níveis da pressão arterial. Estes, por sua vez, podem ser facilmente medidos por um medidor de pressão sanguínea. Esses números podem ser somados a condições que o paciente tem ou pode ter futuramente, e determinam o nível e o risco (moderado, alto ou muito alto) da doença. Quanto maior a pressão, maior as chances da utilização de medicamentos.

    Pressão alta em Estágio I:

    Hipertensão acima de 130 por 90 e abaixo de 160 por 100 e é considerada moderada.

    Pressão alta em Estágio II:

    Hipertensão acima de 160 por 100 e abaixo de 180 por 110 e é considerada alta.

    Pressão alta em Estágio III:

    Hipertensão acima de 180 por 110 e é considerada muito alta.

    Dicas:


    • Pratique exercícios físicos! O sedentarismo é um fator de risco altíssimo para quem tem predisposição a ter hipertensão;

    • Cuidado com a alimentação: O alto consumo de sal e de alimentos gordurosos, como frituras pode ocasionar no surgimento da doença;

    • Pare ou diminua o cigarro: Fumantes também têm uma predisposição maior a desenvolverem hipertensão do que não-fumantes;

    • Evite o excesso de álcool. Assim como cigarro, o álcool em excesso serve como gatilho para o desenvolvimento da doença;

    • Visite o médico e faça exames regularmente: A pressão alta é uma doença discreta, por isso, quanto mais cedo você descobri-la, melhor para tratá-la, principalmente se você tem histórico familiar de hipertensão.



    Tratamento:


    O tratamento é contínuo e pode durar a vida inteira do paciente, além de necessitar acompanhamento médico constante para verificação de um possível aumento de pressão.


    Além do uso de medicamentos prescritos, mudanças no estilo de vida são necessárias. O paciente deve se policiar durante toda a sua vida com alimentos gordurosos e com a quantidade de sal ingerida, além de adquirir o hábito da prática de algum esporte ou exercício físico para diminuir o risco de evolução da doença.


    Encontre o médico ideal para tratar a sua pressão alta ou qualquer outro sintoma que esteja te incomodando aqui.



    Remédios indicados:


    Furosemida: É um medicamento destinado ao tratamento da hipertensão arterial leve à moderada. Pode ser usado de forma isolada ou com outros medicamentos anti-hipertensivos.


    • Abretia

      Abretia

      4 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Indapamida: É um medicamento em forma de comprimido muito indicado no tratamento da hipertensão arterial. Pode ser usado de forma isolada ou com outros medicamentos anti-hipertensivos. Por ser um diurético, um dos seus efeitos é o sutil aumento na produção de urina.


    • Abretia

      Abretia

      4 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Espironolactona: É um medicamento destinado ao tratamento da hipertensão arterial. Pode ser usado de forma isolada ou com outros medicamentos anti-hipertensivos.


    • Abretia

      Abretia

      4 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Hidroclorotiazida: É um medicamento destinado ao tratamento da hipertensão arterial. Pode ser usado de forma isolada ou com outros medicamentos anti-hipertensivos.


    • Abretia

      Abretia

      4 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Minoxidil: É um princípio ativo de uso oral recomendado no tratamento da hipertensão sanguínea. É também muito conhecido na farmácia pelo seu nome comercial Loniten.


    • Cronobe

      Cronobe

      1 apresentações
      R$ 24,90
      R$ 24,90


    Propranolol: O cloridrato de propranolol é um medicamento betabloqueador. Muito indicado para o controle de hipertensão, além de outras doenças como enxaqueca, tremores e arritmia cardíaca.


    • Cronobe

      Cronobe

      1 apresentações
      R$ 24,90
      R$ 24,90


    Losartana: É um medicamento via oral para o tratamento da hipertensão, mas também é recomendado para insuficiência cardíaca.


    • Abretia

      Abretia

      4 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Hidralazina: É um princípio ativo utilizado como auxiliar com outros agentes anti-hipertensivos no tratamento de pressão alta moderada à muito alta.


    Nifedipina: É um princípio ativo indicado no tratamento de hipertensão e dores no peito, uma vez que esta substância ativa dilata as artérias e permite que chegue mais sangue ao coração.