Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Saiba para quais infecções Avalox é indicado!

    Saiba para quais infecções Avalox é indicado!

    Avalox® é apresentado sob a forma de comprimidos revestidos, na dosagem de 400 mg, em embalagens com 5 e 7 comprimidos.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DESTE MEDICAMENTO!

    Ação no organismo:

    Avalox® é indicado para o tratamento de adultos (com idade igual ou acima de 18 anos) com:

    • infecções das vias respiratórias superiores e inferiores;
    •  exacerbações agudas de bronquite crônica;
    • pneumonia adquirida na comunidade (PAC) incluindo PAC causada por cepas multirresistentes;
    • sinusite aguda;
    • infecções não complicadas de pele e tecidos moles;
    • doença inflamatória pélvica não complicada (isto é, doenças do trato genital superior feminino, inclusive salpingite e endometrite);
    • infecções complicadas de pele e anexos (incluindo infecções do pé diabético);
    • infecções intra-abdominais complicadas, incluindo infecções polimicrobianas, como abscessos.

    Como armazenar:

    Avalox® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) e protegido da umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

    Avalox® é um comprimido revestido vermelho de forma oblonga. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

    Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Nomes comerciais:

    PraIVA Comprimido; Praiva Injetável; Neumosin; Vigamox; Avalox Comprimido; Avalox Injetável; Promira; Imoflox; Moxicris; Moclazom; Moxibacten.

    Formas de tomar:

    Dose em Adultos

    A dose recomendada de Avalox® é de 400 mg uma vez por dia (1 comprimido revestido e 250 mL de solução para infusão respectivamente) para as indicações mencionadas nesta bula e não deve ser ultrapassada.

    Duração do tratamento

    A duração do tratamento deve ser determinada pela gravidade da indicação ou pela resposta clínica. As recomendações gerais para o tratamento das infecções são as seguintes: Comprimidos Revestidos:

    •Bronquite: exacerbação aguda da bronquite crônica: 5 dias
    • Pneumonia: pneumonia adquirida na comunidade: 10 dias
    • Sinusite: sinusite aguda: 7 dias
    • Infecções não complicadas da pele e anexos: 7 dias
    • Doença inflamatória pélvica não complicada: 14 dias

    • Infecções complicadas da pele e anexos: duração total do tratamento para o tratamento sequencial (tratamento intravenoso seguido de tratamento oral): 7 - 21 dias
    • Infecções intra-abdominais complicadas: duração total do tratamento para o tratamento sequencial (tratamento intravenoso seguido de tratamento oral): 5 - 14 dias

    A duração do tratamento para a indicação dada não deve ser excedida.

    Avalox® 400 mg comprimidos e Avalox® 400 mg solução para infusão intravenosa foram avaliados em estudos clínicos em esquema de até 21 dias de tratamento (em infecções complicadas de pele e anexos).

    Modo de administração: os comprimidos devem ser deglutidos inteiros, com um pouco de líquido, independentemente das refeições.

    Efeitos colaterais:

    Comum

    Infecções por fungos, dores de cabeça, tonturas, alteração do ritmo cardíaco em pacientes com o potássio baixo no sangue, náuseas, vômitos, dores abdominais e gastrintestinais, diarreia, aumento das transaminases (enzimas que avaliam a função do fígado), reações no local da injeção e infusão.

    Incomum

    Anemia, diminuição dos glóbulos brancos (células responsáveis pela defesa), diminuição ou aumento das plaquetas (células responsáveis pela coagulação), alteração do tempo de coagulação, reação alérgica, coceira na pele, urticária, erupção cutânea, eosinofilia sanguínea (aumento dos eosinófilos no sangue: células que participam do processo alérgico), aumento do colesterol, ansiedade, agitação/hiperatividade psicomotora, alterações da sensibilidade, formigamentos, distúrbios do paladar, podendo haver a perda do paladar em casos muito raros, confusão mental, desorientação, alterações do sono, tremor, vertigens, sonolência, distúrbios visuais, alteração no eletrocardiograma chamada prolongamento do intervalo QT, palpitações, aceleração da frequência cardíaca, vasodilatação, falta de ar e inclusive quadro de asma, diminuição de apetite e de ingestão de alimentos, constipação, má digestão, gases, gastroenterite, aumento de uma enzima do pâncreas chamada amilase, alteração hepática, aumento das enzimas do fígado, dores nas articulações e nos músculos, desidratação causada por diarreia ou por pouca ingestão de líquidos, mal-estar, dor inespecífica, aumento do suor e tromboflebite (inflamação da veia com formação de coágulo) no local da infusão.

    Raras

    Nível anormal de tromboplastina (alteração da coagulação), reação anafilática/anafilactoide (reação alérgica grave), edema alérgico, incluindo a obstrução da laringe (potencialmente fatal), aumento da glicose e do ácido úrico no sangue, labilidade emocional (alteração de humor), depressão (em casos muito raros potencialmente culminando em comportamento autodestrutivo, como ideação de suicídio/pensamentos suicidas ou tentativas de suicídio), alucinações, diminuição da sensibilidade na pele, alterações do olfato, sonhos anormais, problemas de coordenação (incluindo distúrbios da marcha, especialmente devido à tontura ou vertigem, em casos muito raros levando à queda com ferimento (especialmente em idosos)), convulsões com diferentes manifestações clínicas (incluindo convulsões generalizadas), alteração da atenção e da fala, perda de memória, neuropatia periférica e polineuropatia (doença que afeta um ou vários nervos), zumbido nos ouvidos, problemas de audição, incluindo surdez (geralmente reversível), alteração do ritmo do coração, desmaio, aumento ou diminuição da pressão arterial, dificuldade para engolir, estomatite, colite (inflamação do intestino grosso) associada a antibióticos (em casos muito raros associada a complicações com risco para a vida), icterícia (coloração amarelada da pele decorrente de alteração no fígado), hepatite (alteração da função do fígado) predominantemente colestática (por obstrução da drenagem de bile), tendinite, contração muscular, cãimbras, fraqueza muscular, alteração renal, insuficiência do funcionamento dos rins (devido à desidratação, principalmente nos idosos com distúrbios renais preexistentes), inchaço.

    Muito raras:

    Nível de protrombina aumentado/diminuição de RNI, anomalias no valor de protrombina/RNI (alteração da coagulação), choque anafilático/anafilactoide (reação alérgica grave com potencial risco para a vida), hipoglicemia, alteração de personalidade, reações psicóticas (potencialmente culminando em comportamento auto-destrutivo como indícios de suicídio/pensamentos suicidas ou tentativas de suicídio), perda transitória da visão (principalmente no caso de reações do sistema nervoso central), aumento da sensibilidade da pele, alterações do ritmo do coração, incluindo Torsade de Pointes, parada cardíaca (especialmente nos pacientes com predisposição a alterações no ritmo do coração e infarto), hepatite fulminante (grave) potencialmente levando à insuficiência (mau funcionamento) hepática com risco para a vida do paciente (incluindo casos fatais), reação de pele bolhosa como Síndrome de Stevens-Johnson ou necrólise epidérmica tóxica (reações graves de pele com potencial risco para a vida), ruptura de tendão, artrite (inflamação das articulações), distúrbio da marcha (causado por sintomas musculares, dos tendões ou articulares), piora dos sintomas de miastenia grave (doença muscular).

    Gravidez:

    O uso seguro de Avalox® em mulheres grávidas não foi estabelecido. Foram descritas lesões articulares reversíveis em crianças tratadas com algumas quinolonas, mas este efeito não foi observado entre fetos expostos.

    Estudos demonstraram toxicidade na reprodução. O risco potencial em humanos é desconhecido. Consequentemente, o uso deste medicamento durante a gravidez é contraindicado.

    Contraindicações:

    Hipersensibilidade conhecida ao moxifloxacino ou a qualquer componente da fórmula ou a outras quinolonas. Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

    • Tandrilax

      Tandrilax

      1 apresentações
      R$ 19,69
      R$ 19,69