Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Sarna: entenda tudo sobre essa doença!

    Sarna: entenda tudo sobre essa doença!

    Quando falamos em sarna, a maioria das pessoas associa a uma doença que pode ser transmitida através de animais – o que é um equívoco, já que ela pode ser transmitida por diversos outros fatores, com suas causas diversificadas.

    Ela se caracteriza por ferimentos que podem se infectar com o parasita ou pelo surgimento de lesões – geralmente vistas nas regiões dos braços, mãos e até mesmo o rosto.

    Também conhecida como escabiose, a sarna é uma doença de pele causada por um parasita. Apesar de ser altamente contagiosa, seu tratamento é rápido e não apresenta nenhuma aparente sequela.

    Você Sabia? Períodos de invernos secos fazem com que a doença fique mais ativa, ou seja, que os parasitas façam mais “túneis” dentro da região afetada.


    O que é

    A sarna é uma doença contagiosa, causada pelo ácaro parasita Sarcoptes scabiei, que gera lesões nas áreas onde afeta.

    O contágio pode ser variado: entre humanos, animais que já hospedam e sofrem com essa doença, por roupas e outros objetos contaminados com o parasita. Suas características marcantes são as lesões na pele, que ocorrem com mais frequência na região entre os dedos das mãos ou outros pontos do corpo – já que a mão serve de veículo – como rosto, pernas, pescoço, nádegas, cotovelo e axilas.

    A sarna pode variar quanto sua duração no paciente, pois depende muito do seu tipo e de como está agindo no corpo da pessoa. É comum durar até uma semana, e em casos mais graves isso se estender por até um mês.

    Essa doença pode atacar qualquer pessoa, independente de sexo ou idade – porém, pacientes imunodeprimidos estão mais suscetíveis a uma infecção pelo parasita.


    Causas

    A principal causa dessa doença é o ácaro parasita, que pode ser pego por meio do contato entre pessoas, locais com má condição higiênica, animais (cães e gatos) e até mesmo por roupas ou outros objetos que já estejam infectados. O parasita se alimenta de uma proteína da camada superficial da pele, chamada de queratina. Geralmente as fêmeas depositam os ovos no local contaminado, e após duas semanas eles eclodem – o que resulta em coceira e lesões na pele.

    Os parasitas cavam “túneis” no tecido do paciente, o que resulta em lesões acentuadas e avermelhadas, além da coceira abundante – que ocorre com mais frequência durante o período noturno. Não é recomendado que toque nos locais onde já se formaram feridas, pois a crosta pode se infeccionar e causar outros agravantes.


    Tipos

    Amarela

    Esse tipo da doença pode ter diversas causas, sendo a mais comum a infecção. Às vezes, a doença se mostra amarelada por fatores como o tempo em que está na pele, seu fluido ou o tipo. Se a região estiver cicatrizando, não apresentar nenhuma piora além da coloração amarela, isso pode resultar em um estágio normal de cura total.

    Caso esteja amarelada, apresentando inchaço, vermelhidão, dor, pus, sensibilidade, mau cheiro e febre, fique alerta, isso pode ser sinal de uma infecção grave!


    Norueguesa

    Este é um caso mais extremo da sarna, podendo ter milhares ou milhões de parasitas hospedando o paciente e contaminando a lesão. Geralmente, esse tipo se dá tanto em pessoas com o sistema imunológico muito baixo e debilitado – como pessoas anêmicas ou de idade avançada. As regiões que podem ser afetadas são os pés, mãos e até o couro cabeludo.

    Sua característica principal é a redução da coceira, crosta frágil e acinzentada. Com o tratamento adequado, ela pode levar até duas semanas para se curar completamente.


    Sarnas dos lábios

    A sarna dos lábios é um dos tipos mais incômodos da doença – pois pode afetar toda região da boca, incluindo as mucosas e a língua. O contágio é feito através de outra região contaminada, como as mãos. Quando esse tipo apresenta uma infecção, os sintomas podem variar de febre, inchaço, pus ou até um período muito extenso para a cicatrização. Nesses casos, é necessário um diagnóstico médico.


    Sarnas do nariz

    Esse tipo se caracteriza pela crosta endurecida e seca que se forma dentro do nariz. Pode ser bastante comum, e além da sarna, há diversos outros fatores que podem desencadear este incômodo – inflamações, infecções, herpes, HIV, sinusite, drogas e etc. Caso a crosta persista por mais de uma semana, procure um tratamento especializado!


    Sarnas do couro cabeludo

    As crostas e lesões no couro cabeludo podem ser desagradáveis e causar bastante desconforto. Esse tipo da doença pode gerar uma inflamação e vermelhidão na região. Quando não é tratada corretamente, pode apresentar alguma infecção mais grave. E lembre-se, sarna é diferente de micose do couro cabeludo!


    Sarnas de ouvido

    Esse tipo apresenta uma crosta dura na região dos ouvidos – interna ou externa. Na maioria dos casos esse tipo não apresenta nenhum risco, mas pode ser um gatilho para alguma outra doença mais grave que requer atenção.


    Dicas

    - Higienizar bem as mãos;

    - Evitar o contato com objetos que estão sujos;

    - Não utilizar as mesmas roupas muitas vezes;

    - Manter os ambientes de convivência sempre limpos;

    - Ficar atento ao tocar em animais de rua;

    - Prestar atenção na pele dos animais de estimação;

    - Hidratar a pele com produtos naturais;

    - Evitar locais com higiênica decadente.


    Tratamento

    Apesar de ser uma doença que não leva a riscos mais sérios, é preciso tomar o cuidado necessário para tratar os sintomas da sarna – para que ela não infeccione ou gere cicatrizes permanentes. O acompanhamento e prescrição médica são ideais, podendo levar a cura em pouco tempo.

    Além dos medicamentos, é preciso prestar atenção nos objetos pessoais e nas roupas utilizadas no dia a dia, para evitar o contágio e manter o parasita longe.

    Caso esteja preocupado com sua sarna, encontre o médico que melhor atenderá às suas necessidades aqui!


    Remédios indicados

    Ivermectina: Medicamento indicado para o tratamento de problemas e infecções causados por parasitas e vermes.

    • Ibuprofeno

      Ibuprofeno

      47 apresentações
      R$ 2,50
      R$ 2,50

    Permetrina: Medicamento indicado para o tratamento de sarnas e piolhos, no formato de creme ou loção.

    • Ibuprofeno

      Ibuprofeno

      47 apresentações
      R$ 2,50
      R$ 2,50