Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Tudo sobre Ibuprofeno!

    Tudo sobre Ibuprofeno!

    O ibuprofeno costuma ser prescrito para o tratamento das dores de leve a moderada intensidade, principalmente para casos de dor de origem inflamatória, tais como artrites, dores traumáticas, inflamações dentárias, etc. Entre as principais indicações para o uso, podemos citar:

    - Artrite reumatoide;

    - Osteoartrose;

    - Dismenorreia (cólica menstrual);

    - Gota;

    - Amigdalites;

    - Febre;

    - Enxaqueca;

    - Cálculo renal;

    - Inflamações odontológicas;

    - Tendinites;

    - Lombalgia e outras dores articulares e de coluna;

    Seu efeito analgésico e antitérmico inicia-se cerca de 30 minutos após a sua administração e a duração é de 4 a 6 horas. Por mais que este medicamento não precise de prescrição média, é sempre recomendável uma consulta antes de se auto-medicar.

    O que é?

    É um analgésico e anti-inflamatório indicado para o alívio da febre, dores e inflamação como dor de cabeça, dor muscular, dor de dentes, dor de garganta, enxaqueca ou cólica menstrual.

    Além disso, também pode ser usado no tratamento de sintomas de gripes e resfriados comuns, especialmente nas formas de gotas pediátricas e comprimidos de 200 e 400 mg.

    Já o Ibuprofeno 600 mg, é mais indicado para situações graves, no alívio da dor e inflamação em casos de artrite reumatoide, reumatismo articular, osteoartrite, alívio de dores após cirurgias e para reduzir a febre alta.

    Este medicamento é o princípio ativo de medicamentos como Alivium, Ibupril, Ibufran ou Benotrin.

    Interações medicamentosas

    O uso concomitante de qualquer AINE com os seguintes fármacos deve ser evitado, especialmente nos casos de administração crônica:

    Ácido acetilsalicílico, outros AINEs, corticosteroides, glicocorticoides, agentes anticoagulantes ou trombolíticos, inibidores de agregação plaquetária, hipoglicemiantes orais ou insulina, anti-hipertensivos e diuréticos, ácido valproico, ciclosporina, metotrexato, probenecida e digoxina.

    Recomenda-se precaução quando do uso concomitante do Ibuprofeno (substância ativa) com inibidores seletivos de recaptação da serotonina (ISRS), pelo risco aumentado de sangramento gastrintestinal.

    Recomenda-se precaução quando do uso concomitante do medicamento com lítio devido ao aumento da concentração plasmática de lítio.

    Interação medicamento-substância química

    Desaconselha-se o uso concomitante com bebida alcoólica.

    Interação com exames de laboratório

    Tempo de sangramento pode ser aumentado pela maioria dos AINEs, com o uso do medicamento, este efeito pode persistir por menos de 24 horas, desde que tenha uma meia-vida curta de aproximadamente 2 horas.

    Remédios que contém ibuprofeno em sua composição:

    Advil (cápsula/comprimido revestido); Agiflex (comprimido revestido); Algi-Reumatril (comprimido revestido); Alivium (seringa, comprimido revestido, suspensão); Buprovil (comprimidos revestido/suspensão/cápsula); Dalsy (seringa/ comprimido revestido /suspensão); Doraliv (gel/suspensão/colírio); Doraplax (Comprimido revestido); Febsen (suspensão); Ibuflex (cápsula/suspensão); Ibufran (comprimido/suspensão); Ibuliv (cápsula/comprimido revestido/suspensão); Ibupril (cápsula/comprimido revestido); Ibuprofan (drágea); Ibupromed (suspensão/comprimido revestido); Ibuprotrat (seringa/suspensão); Ibuvix (suspensão/comprimido revestido/seringa); Iquego (comprimido revestido); Lombalgina (comprimido); Motrin (comprimido revestido); Novalfem (seringa/suspensão); Otiun (seringa); Parartrin (comprimido); Spidufen (granulado); Uniprofen (comprimido revestido/drágea).

    Nomes comerciais:

    No Brasil e em Portugal, o ibuprofeno já é vendido como medicação genérica, sendo muito fácil encontrá-lo nas farmácias.

    Em relação aos nomes comerciais disponíveis no mercado nesses dois países, os principais são:

    - Advil;

    - Algy-Flanderil;

    - Alivium;

    - Artril;

    - Buprovil;

    - Buscofem;

    - Brufen;

    - Capfen;

    - Dalsy;

    - Danilon;

    - Doraplax;

    - Ibufran;

    - Ibupril;

    - Lombalgina;

    - Maxifen;

    - Motrin;

    - Nurofen;

    - Spidufen;

    - Vantil;

    Formas de tomar:

    O medicamento deve ser administrado por via oral na dose recomendada de 1 ou 2 comprimidos de 200 mg.

    Se necessário, esta dose pode ser repetida com intervalo mínimo de 4-6 horas. Não exceder o total de 6 comprimidos (1200 mg) em um período de 24 horas.

    Pode ser administrado junto com alimentos.

    Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

    Efeitos colaterais

    Sendo um anti-inflamatório não esteroide (AINE), o ibuprofeno partilha de todos os efeitos colaterais da classe.

    Os principais efeitos colaterais deste medicamento, em ordem decrescente de frequência, são: dispepsia (queimação no estômago), náuseas, azia, tonturas, visão turva, zumbidos no ouvidos, retenção de líquidos e edemas, prisão de ventre, excesso de gases, coceiras e diminuição do volume urinário.

    Duas complicações graves do medicamento são a úlcera péptica e a insuficiência renal, que podem surgir com o uso prolongado de qualquer AINE. Pacientes que fazem uso crônico do remédio também apresentam maior risco de complicações cardiovasculares.

    Gravidez

    Os médicos não aconselham o medicamento durante a gravidez por causa dos riscos que representa para o feto. Além disso, porque não é aconselhável mascarar sintomas que deem sinais do estado geral de saúde da futura mãe.

    Contraindicações para o bebê

    Segundo estudos realizados, o consumo do remédio no primeiro trimestre de gravidez pode acarretar as seguintes consequências:

    - Risco de sofrer um aborto espontâneo;

    - Problemas no coração ou outras anomalias, como lábio leporino e fenda labial;

    - Anomalias na parede do abdômen;

    Nos primeiros dois trimestres de gestação, o ibuprofeno é contraindicado devido aos riscos anteriormente descritos. No entanto, em situações de extrema necessidade, o médico pode receitar, sempre na dose mínima recomendada. No entanto, durante a última fase da gravidez, o remédio é completamente contraindicado.

    Riscos nos últimos meses de gravidez

    Se a mulher tomar o remédio no último trimestre de gravidez, podem ocorrer consequências graves, tais como:

    - Diminuição do volume de líquido amniótico. Com isso, um atraso no parto;

    - Problemas no desenvolvimento dos pulmões do bebê;

    - Malformações cerebrais. O medicamento pode encobrir artérias do coração que afetem gravemente o feto;

    Independentemente da fase de gestação, o consumo de ibuprofeno na gravidez aumenta o risco de sofrer abortos naturais. Portanto, é melhor não tomar esse medicamento e sempre consultar seu médico de confiança.

    Ibuprofeno antes da gravidez

    Além dos riscos que apresenta para a saúde do bebê, esse medicamento pode provocar problemas antes da gravidez.

    Nesse sentido, o remédio reduz a produção de protaglandinas, substâncias que são fundamentais para o processo de ovulação. As protaglandinas, além disso, ajudam o embrião a se fixar nas paredes do útero.

    Como substituir o ibuprofeno?

    Existem alguns medicamentos que, indicados por especialistas, podem substituir o medicamento na gravidez, como:

    O paracetamol, em doses recomendadas, pode ser ingerido por mulheres grávidas. É considerado o medicamento mais seguro para amenizar as dores nas grávidas porque sua ação é local. No entanto, sempre é melhor evitar o consumo de qualquer medicamento ou fazer apenas nos casos realmente necessários.

    Comprimidos para tosse. Se você estiver com dor ou coceira na garganta, esses comprimidos podem ser uma alternativa que não provoca consequências no feto.

    Antiácidos. A acidez é um incômodo comum durante a gravidez. Por isso, tomar esses medicamentos é normal para sua prevenção. Você deve consultar previamente seu médico e garantir que sejam medicamentos derivados de magnésio e alumínio.

    Contraindicações:

    É contraindicado nos casos de hipersensibilidade conhecida à substância ativa ou a qualquer componente da fórmula, ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro AINE (anti-inflamatório não-esteroidal).

    Não deve ser indicado a indivíduos com história prévia ou atual de úlcera gastrintestinal ou sangramento gastrintestinal.

    Não deve ser usado durante os últimos 3 meses de gravidez.

    Esta substância ativa é contraindicada para menores de 12 anos.

    • Cloridrato De Bupropiona

      Cloridrato De Bupropiona

      9 apresentações
      R$ 26,90
      R$ 26,90

    Antes de ir embora, nos siga nas redes sociais: Instagram/ Facebook/ Twitter:)