Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Viagra: Entenda como funciona este medicamento!

    Viagra: Entenda como funciona este medicamento!

    O famoso medicamento Viagra é indicado para o tratamento da disfunção erétil, que se entende como sendo a incapacidade de obter ou manter uma ereção (rigidez do pênis) suficiente para um desempenho sexual satisfatório. O seu princípio ativo é o citrato de sildenafila.

    O medicamento em destaque atua favorecendo o relaxamento da musculatura lisa dos corpos cavernosos (principal estrutura erétil do pênis) e a dilatação das artérias que levam o sangue até eles, facilitando a entrada de sangue no pênis e consequentemente, favorecendo a ereção. Para que seja eficaz, é necessário estímulo sexual.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DO MEDICAMENTO VIAGRA

    • Carboplatina

      Carboplatina

      2 apresentações
      sem oferta :(
      sem oferta :(


    Como funciona?

    Para a ereção dar certo, o sildenafil, o componente do Viagra, precisa aumentar o fluxo sanguíneo até o pênis. Esse mesmo composto, embora em menor quantidade, também é usado em remédios que combatem a hipertensão pulmonar.

    Em média, o remédio demora entre 30 e 60 minutos para fazer efeito em homens com disfunção erétil. Na bula do publicada no site da Anvisa, a empresa farmacêutica informa que um comprimido de 50 mg deve ser tomado em até uma hora antes da relação sexual. Já o serviço de saúde britânico afirma ser possível ter ereção ingerindo uma pílula até quatro horas antes.

    De acordo com a eficácia e tolerabilidade, a dose pode ser aumentada para um máximo recomendado de 100 mg ou diminuído para 25 mg. A dose máxima recomendada é de 100 mg. A frequência máxima recomendada é de uma vez ao dia. Porém, tomar apenas o remédio não é garantia de eficácia. É necessário também estímulo sexual para que o medicamento funcione bem. Por outro lado, a ereção deve desaparecer com o fim da relação sexual.


    Tomar pode ser perigoso?

    Tomar sildenafil pode ser perigoso se o paciente também seguir um tratamento com medicamentos conhecidos como nitratos, normalmente prescritos para angina (dor no tórax), pois a combinação de ambos os componentes pode causar uma queda perigosa na pressão arterial.

    O composto também não combina bem com o Adempas, um remédio para hipertensão pulmonar, nem com drogas de uso recreativo que tenham nitrito de amilo (um vasodilatador), como as chamadas "poppers".

    Por outro lado, este medicamento causa efeitos colaterais graves em menos de um a cada mil pacientes.

    Recomenda-se que o paciente pare de tomar o medicamento em destaque e consultar um médico nos seguintes casos:

    • Se sentir dor no peito;

    • Se tiver ereções prolongadas (mais de quatro horas) e às vezes dolorosas;

    • Caso exista uma perda repentina de visão;

    • Se houver uma reação cutânea grave, que pode ser acompanhada por febre, descamação da pele, inchaço e bolhas;

    • Caso sofra convulsões ou alergias.


    Existem tratamentos alternativos para impotência?

    Há remédios que funcionam de maneira similar como Cialis.

    Também existe um medicamento vasodilatador chamado Alprostadil, que ajuda a estimular o fluxo sanguíneo até o pênis. Ele é vendido como injeção e supositório. É recomendado uma consulta médica antes desse tratamento.

    Por outro lado, há disfunções de ereção causadas por problemas endócrinos que podem ser tratados com hormônios masculinos injetáveis.


    Qual a composição?

    Cada comprimido revestido de 25 mg, 50 mg ou 100 mg contém

    Citrato de sildenafila equivalente a 25 mg, 50 mg ou 100 mg de sildenafila base, respectivamente.

    Excipientes: celulose microcristalina, fosfato de cálcio dibásico (anidro), croscarmelose sódica, estearato de magnésio, Opadry Azul (hipromelose, lactose, triacetina, índigo carmim alumínio laca e dióxido de titânio) e Opadry Transparente (hipromelose e triacetina).

    Apresentação:

    Viagra 25 mg ou 100 mg em embalagens contendo 4 comprimidos revestidos.

    Viagra 50 mg em embalagens contendo 1, 2, 4 ou 8 comprimidos revestidos.

    Via de administração: uso oral.

    Uso adulto.