Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Você sabe para o que serve o medicamento Clopido Gran?

    Você sabe para o que serve o medicamento Clopido Gran?

    O medicamento clopido gran é indicado para a prevenção e tratamentos secundários de infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e morte vascular em pacientes adultos que apresentaram essas condições recentemente ou uma condição conhecida como doença arterial periférica.

    COMPARE AQUI OS MELHORES PREÇOS DESTE MEDICAMENTO!

    • Metronidazol

      Metronidazol

      30 apresentações
      R$ 4,60
      R$ 4,60

    Você pode encontrar as mais variadas ofertas e promoções deste remédio em nosso site!


    O que é

    O clopido gran é um fármaco que possui em sua fórmula o princípio ativo do bissulfato de clopidogrel e pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como antiplaquetários.

    As plaquetas são estruturas muito pequenas do nosso sangue, menores que as células sanguíneas vermelhas e brancas, que se agrupam durante a coagulação sanguínea.

    Prevenindo este agrupamento, o princípio ativo deste medicamento age no sangue reduzindo a chance de formação de coágulos sanguíneos.

    O uso repetido de do medicamento clopido gran produz inibição substancial na agregação plaquetária a partir do primeiro dia, aumentando progressivamente até atingir o estado de equilíbrio entre o terceiro e o sétimo dia de tratamento.

    Lembre-se, o medicamento em destaque deve ser administrado junto a um médico – pois ele irá ditar a redução ou aumento da dosagem de acordo com o tratamento. Procure o melhor profissional da área da saúde para atendê-lo!


    Interações medicamentosas

    Medicamentos associados com o risco de hemorragia

    Existe um risco aumentado de hemorragia devido ao efeito potencial aditivo. A administração concomitante de medicamentos associados ao risco de hemorragia deve ser feita com precaução.

    Trombolíticos

    A segurança da administração concomitante de Bissulfato de Clopidogrel, trombolíticos e heparina foi estudada em pacientes com IM agudo. A incidência de hemorragias clinicamente significativas foi similar àquela observada quando trombolíticos e heparina foram administrados concomitantemente com AAS (ácido acetilsalicílico).

    Inibidores da glicoproteína IIb/IIIa

    Como uma interação farmacodinâmica entre Bissulfato de Clopidogrel e os inibidores da glicoproteína IIb/IIIa é possível, a utilização concomitante desses dois produtos deve ser feita com cautela.

    Anticoagulantes injetáveis

    Em um estudo clínico realizado em indivíduos saudáveis, o Bissulfato de Clopidogrel não exigiu modificação da dose de heparina ou alterou o efeito da heparina na coagulação. A coadministração de heparina não teve efeito sobre a inibição da agregação plaquetária induzida por Bissulfato de Clopidogrel. Como a interação farmacodinâmica de Bissulfato de Clopidogrel ser feito com cuidado.

    Anticoagulante oral

    Devido ao risco aumentado de sangramento a administração concomitante de varfarina e Bissulfato de Clopidogrel necessita ser avaliada com cautela.

    Ácido acetilsalicílico

    Não modificou a inibição mediada por Bissulfato de Clopidogrel da agregação plaquetária induzida por ADP, mas o Bissulfato de Clopidogrel potenciou o efeito do ácido acetilsalicílico na agregação plaquetária induzida por colágeno. No entanto, a administração concomitante de 500 mg de ácido acetilsalicílico duas vezes ao dia por um dia não aumentou significativamente o prolongamento do tempo de sangramento induzido pelo consumo de Bissulfato de Clopidogrel. Como uma possível interação farmacodinâmica entre o Bissulfato de Clopidogrel e o AAS, o uso concomitante desses dois produtos deve ser feito com cautela. Entretanto a associação de Bissulfato de Clopidogrel e AAS (75 - 325 mg uma vez ao dia) tem sido feita por até um ano.

    Anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs)

    Em um estudo clínico realizado em voluntários saudáveis, a administração concomitante de Bissulfato de Clopidogrel e naproxeno aumentou a perda de sangue gastrointestinal oculta. No entanto, devido à falta de estudos de interação com outros AINEs, atualmente não está claro se existe um risco aumentado de sangramento gastrointestinal com todos os AINEs. Consequentemente, os AINEs e Bissulfato de Clopidogrel devem ser coadministrados com cautela.

    Inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs)

    Uma vez que estes medicamentos afetam a ativação plaquetária e aumentam o risco de sangramento, a administração concomitante de Bissulfato de Clopidogrel e os ISRSs devem ser realizados com cautela.

    Interação em exames laboratoriais e não laboratoriais

    Foram detectadas alterações nos testes de função hepática e aumento da creatinina sanguínea.


    Nomes Comerciais

    Este medicamento pode ser visto sob a forma genérica ou através dos nomes comerciais a seguir:

    · Aterogrel;

    · Clopin;

    · Clopivix;

    · Clopiplax;

    · Cuore;

    · Clopidror;

    · Duoplavix;

    · Iscover;

    · Lopigrel;

    · Plaq;

    · Plaquevix;

    · Plagrel;

    · Paquetá;

    · Plavix;

    · Plaquetel;

    · Vasolen;

    · Vixgrel.


    Formas de tomar

    A posologia do medicamento mencionado no artigo depende da idade e do peso do paciente:

    Síndrome Coronária Aguda

    Recomenda-se uma dose de ataque de 300mg e mantido com uma dose única diária de 75mg – para pacientes com SCA sem elevação do segmento ST. O AAS deve ser iniciado e continuado em combinação com o medicamento em destaque

    IM e AVC isquêmico recentes ou doença arterial periférica

    Recomenda-se uma dose de 75mg em uma dose única diária.

    Fibrilação atrial

    Recomenda-se uma dose de 1 comprimido de 75mg ao dia. O uso de AAS deve ser utilizado junto com o medicamento em destaque, desde o início e por todo o período de tratamento.


    Efeitos colaterais

    As reações adversas mais comuns por conta da administração de clopido gran inclui sintomas de diarreia, indigestão e dor abdominal.

    Já os sintomas incomuns são vistos como gastrite, tontura, dor de cabeça, parestesia, enjoo, prisão de ventre, gases, vômito, úlcera gástrica, úlcera duodenal, erupção na pele, coceira, leucopenia, diminuição de neutrófilos, eosinofilia, aumento do tempo de sangramento e decréscimo do número de plaquetas.

    As reações raras e desconhecidas são extensas, dê uma conferida na bula oficial do medicamento para saber um pouco mais!


    Contraindicações

    O medicamento clopido gran é contraindicado para pacientes que possuem hipersensibilidade ou intolerância ao clopidogrel ou qualquer outro componente presente na fórmula do produto.

    Além disso, ele também não deve ser utilizado caso o indivíduo apresente úlcera péptica ou hemorragia intracraniana.