Economize em seus medicamentos

    Conheça o Dr. Entrega
    Você sabe qual a importância de fazer Fisioterapia?

    Você sabe qual a importância de fazer Fisioterapia?

    O que é?

    A fisioterapia está entre uma das ciências aplicadas ao diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções cinéticas-funcionais. A área também estuda os efeitos benéficos de recursos físicos associados ao movimento corporal. Ela é amplamente difundida em consultórios, clínicas, centros de reabilitação, asilos, escolas, academias, empresas e unidades básicas de saúde.

    O profissional formado chama-se fisioterapeuta. Formado como bacharel, esse profissional é capacitado para diagnosticar disfunções, avaliar, dar prognósticos e elaborar projetos de intervenção. O fisioterapeuta deve ter o entendimento de todo o corpo humano, estudando áreas como a anatomia, a fisiologia, a embriologia, a bioquímica, a neurociência e a genética.

    Qual a finalidade da Fisioterapia?

    A fisioterapia é uma área da saúde que evoluiu bastante nos últimos anos e é responsável por trabalhar com doenças provenientes de traumas, alterações genéticas ou enfermidades adquiridas. Basicamente, o objetivo é manter, preservar, desenvolver ou reabilitar a integridade das funções, sistemas ou órgãos.

    Assim, visa auxiliar o indivíduo quando o seu movimento e função estão ameaçados devido a fatores como lesões, doenças, distúrbios, envelhecimento, dores, entre outros. As disfunções dos movimentos corporais são tratadas com terapia manual, além de alguns aparelhos específicos e recursos como gelo e calor.

    De modo geral, essa ciência pode ajudar na estimulação psicomotora, diminuição de vícios corporais e minimização de problemas gerados por acidentes.

    Embora a figura do profissional esteja fortemente associada aos atletas, esse não é o único grupo que pode se beneficiar com a fisioterapia.

    Em quais casos deve-se procurar um fisioterapeuta?

    Procedimentos cirúrgicos

    Esses procedimentos, na maioria das vezes, limitam a funcionalidade do membro operado. O repouso, obviamente, é indicado em alguns casos. No entanto, iniciar a fisioterapia logo após a cirurgia é fundamental para uma boa recuperação da funcionalidade. Em muitas situações, o próprio médico já faz essa indicação e considera o tempo necessário de repouso.

    Prática de atividades físicas

    Movimentar o corpo é fundamental para a saúde do organismo. Apesar disso, se o exercício não é realizado corretamente o corpo pode sofrer com diversos danos. O fisioterapeuta, nesses casos, é capacitado para adequar o treino de modo que evite danos futuros.

    Lesões musculares

    Esse tipo de lesão pode ser resultado tanto da prática de exercício físico quanto da realização de uma tarefa de rotina. Basicamente, o que acontece é uma sobrecarga do músculo ou tendão que se prende ao osso.

    Devido ao esforço realizado pelo músculo, algumas fibras musculares se rompem, o que gera um hematoma e a inflamação local. Geralmente, a lesão causa dor, edema e dificuldade na movimentação.

    Nesse caso, o profissional fará uma avaliação física para identificar o movimento que está relacionado com o surgimento da contusão. Após, será feito um fortalecimento do músculo afetado, bem como de outros músculos para impedir um novo dano.

    Dores articulares

    Diante desse quadro, o fisioterapeuta realizará uma avaliação que indicará a origem da dor. A conduta terapêutica, portanto, será definida a partir desse resultado e tem como objetivo recuperar a articulação atingida.

    Prevenção

    De um modo ou outro, todos cometemos alguns erros que prejudicam a nossa saúde. Assim, uma visita ao fisioterapeuta pode ajudar a identificar práticas incorretas e prevenir futuros problemas.

    Fisioterapia Geriátrica

    A Fisioterapia Geriátrica atua na tentativa de melhorar o processo de envelhecimento durante o declínio das funções fisiológicas, morfológicas e bioquímicas, das quais refletem na capacidade funcional da terceira idade. Por isso a fisioterapia é extremamente importante, pois dispõe de todo conhecimento necessário para melhorar o quadro de saúde do paciente.

    O campo da fisioterapia para idosos não se limita a um tipo de atendimento, a profissão demanda muita criatividade, conhecimento e capacitação para diferentes casos.

    Uma das situações mais comuns, que acontecem com os idosos, é a fratura de colo de fêmur que leva a cirurgia e deixa o idoso acamado. Com a fisioterapia geriátrica as sessões desenvolvem uma metodologia com foco na reestruturação da coordenação das funções do corpo, o equilíbrio, o fortalecimento muscular, reflexos posturais, flexibilidade, entre outros.

    Os resultados conquistados irão variar conforme as particularidades de cada caso. Da mesma forma, o planejamento das sessões e aplicações será desenvolvido de acordo com a necessidade avaliada pelo fisioterapeuta

    Duração do tratamento e frequência ideal

    Essa pauta será definida pelos profissionais que avaliarão as diferentes situações. Cada caso merece um tempo de duração e frequência diferentes, seja em dias alternados, diariamente e com duração de semanas/meses/anos.

    Entretanto, a pausa repentina em um tratamento que está em andamento pode comprometer seriamente os resultados do paciente, ainda mais se o caso for a reabilitação muscular pós fratura. A pessoa se sujeita a perder seus movimentos e corre o risco de se lesionar novamente. Por isso, sempre converse com o profissional responsável por seu tratamento, desse modo, tudo sairá do jeito certo!