Seu carrinho ainda está vazio!

Busque um medicamento e adicione aqui para entregarmos os melhores preços.
Clopixol

Bula do Clopixol

2 apresentações
a partir de R$33,90 Ver ofertas

Laboratório

Lundbeck

Apresentação de Clopixol

compr. 10 e 25 mg caixa c/ 20 un.

Clopixol - Indicações

Esquizofrenia aguda e crônica e outras psicoses, especialmente c/ sintomas como alucinações, delírios, distúrbios do pensamento, assim como agitação, inquietação, hostilidade e agressividade. Fase maníaca da psicose maníaco depressiva. Retardo mental associado c/ hiperatividade motora, agitação, violência, e outros distúrbios do comportamento. Demência senil c/ idéias paranóides, confusão e/ou desorientação ou distúrbios do comportamento.

Contra-indicações de Clopixol

Intoxicações agudas por álcool, barbitúricos, ou opiáceos, estados comatosos.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Clopixol

* Neurológicas: podem ocorrer sintomas extrapiramidais, especialmente durante as fases iniciais do tratamento. Na maioria dos casos, estes efeitos colaterais podem ser controlados satisfatoriamente por meio da redução da dose e/ou uso de substâncias antiparkinsonianas. O uso profilático de rotina de medicação antiparkinsoniana não é recomendado. A discinesia tardia pode ocorrer muito ocasionalmente em pacientes submetidos a tramento de longo prazo. As drogas antiparkinsonianas não aliviam estes sisntomas. Recomenda-se redução da dose ou, se possível, a interrupção da terapia. * Psíquicos: sonolência inicialmente. * Autonômicos e cardiovasculares: boca seca, distúrbio de acomodação, distúrbio da micção, constipação, taquicardia, hipotensão ortostática e vertigens. * Hepático: podem ocorrer alterações leves e transitórias dos testes de função hepática.

Clopixol - Posologia

* Adultos: a dose deve ser ajustada individualmente de acordo c/ a condição. De modo geral, deve-se iniciar c/ uma dose pequena e aumentá-la até alcançar um efeito ótimo tão rápido quanto possível c/ base na resposta terapêutica. * Esquizofrenia aguda e outras psicoses agudas; estados de agitação aguda graves, mania. Tratamento via oral: usualmente 10-50 mg/dia. Em casos moderados a graves, iniciar c/ 20 mg/dia e aumentar, caso necessário , 10 a 20 mg a cada 2-3 dias até 75 mg ou mais por dia. * Esquizofrenia crônica e outras psicoses crônicas. Tratamento via oral: dose de manutenção de 20 - 40 mg/dia. * Agitação em pacientes oligofrênicos. Tratamento via oral: 6-20 mg/dia, se necessário, aumentar para 20-40 mg/dia. * Agitação e confusão em pacientes senis. Tratamento via oral: 2-6 mg/dia ( de preferência, administrar no final do dia). Se necessário, aumentar para 10-20 mg/dia. * Obs. A administração pode ser feita em dose única ou dividida a critério médico.

Clopixol - Informações

Efeitos farmacológicos e modo de ação: O Clopixol é um derivado tioxanteno c/ pronunciado efeito antipsicótico e específico efeito depressor. O Clopixol pode induzir uma sedação transitória dose-dependente. No entanto, tal sedação inicial é vantajosa nas fases aguda a subaguda das psicoses. A tolerância ao efeito sedativo inespecífico se desenvolve rapidamente. O efeito antipsicótico dos neurolépticos é normalmente relacionado à capacidade deles bloquearem os receptores de dopamina, o que parece desencadear uma cadeia de reações já que outros sistemas neuROTRAMsmissores também são influenciados. O efeito depressor específico do Clopixol o torna particularmente útil no tratamento de pacientes psicóticos que estejam agitados, inquietos, agressivos ou hostis.