Seu carrinho ainda está vazio!

Busque um medicamento e adicione aqui para entregarmos os melhores preços.
Gliconato De Calcio 10

Bula do Gliconato De Calcio 10

1 apresentações
sem oferta :( Ver ofertas

BULA COMPLETA DO GLICONATO DE CALCIO 10% PARA O PACIENTE

Gliconato de Cálcio 10%

HALEX ISTAR

SOLUÇÃO INJETÁVEL

100 MG/ML

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Gliconato de Cálcio

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO

Solução injetável Gliconato de Cálcio 100mg/mL

- Caixa com 100 ampolas de vidro incolor de 10mL

VIA DE ADMINISTRAÇÃO: INTRAVENOSA E INDIVIDUALIZADA

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO

Cada mL da solução contém:

Gliconato de Cálcio (D.C.B.: 04478) ............................... 100mg

Excipientes: sacarato de Cálcio e água para injetáveis

Conteúdo eletrolítico: 446,06 mEq/L

Osmolaridade: 446 mOsm/L

pH: 6,0 a 8,2

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Este medicamento é destinado ao tratamento de:

- Hipocalcemia aguda, que consiste na redução da concentração de cálcio do sangue (tetania

hipocalcêmica neonatal, tetania por deficiência paratireóide, deficiência de vitamina D e alcalose).

- Depleção de eletrólitos.

- Hiperpotassemia (aumento da concentração de potássio no sangue).

- Hipermagnesemia (aumento da concentração de magnésio no sangue).

Este medicamento também é utilizado como coadjuvante da reativação cardíaca.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

O cálcio é essencial para a integridade funcional dos sistemas nervoso, muscular e esquelético. Intervém

na função cardíaca normal, renal, respiração, coagulação sanguínea e na permeabilidade capilar e da

membrana celular. Ajuda a regular a liberação e armazenamento de neurotransmissores e hormônios, a

Gliconato de cálcio 10%

captação e união de aminoácidos, a absorção de vitamina B12 e a secreção de gastrina (hormônio que

estimula a secreção de suco gástrico no estômago). A fração principal de cálcio está na estrutura

esquelética principalmente como hidroxiapatita, pequenas quantidades de carbonato de cálcio e fosfatos

cálcicos amorfos. O cálcio dos ossos está em constante troca com o cálcio do plasma. Quando existe um

distúrbio no equilíbrio de cálcio, por deficiência dietética ou outras causas, as reservas de cálcio dos ossos

podem ser utilizadas para cobrir as necessidades agudas do organismo. Cerca de 80 % é eliminado por via

fecal. Sua união às proteínas é moderada (45%). Farmacodinamicamente o Gliconato de Cálcio é

fornecedor de eletrólito, cardiotônico, anti-hiperpotassêmico, anti-hipermagnesêmico.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Este medicamento é contraindicado nos casos de:

- Hipercalciúria (hiperexcreção de cálcio na urina), cálculos renais de cálcio, disfunção renal crônica,

sarcoidose e toxicidade digitálica.

Gravidez categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem

orientação médica ou do cirurgião dentista.

Este medicamento é contraindicado para uso em pacientes com insuficiência renal.

Não há contraindicações relativas à faixa etária para o uso de Gliconato de Cálcio.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

A injeção eleva a temperatura corporal, por isso, logo após a administração, o paciente deve permanecer

em repouso por algum tempo a fim de evitar tontura.

As injeções intravenosas devem ser feitas de forma lenta (10 mL durante 3 minutos), a fim de prevenir

síncope cardíaca (perda da consciência causada por diminuição do fluxo sangüíneo cerebral).

Evitar o uso simultâneo com outros medicamentos que contenham cálcio, fosfatos, magnésio ou

vitamina D.

Deve-se avaliar o risco-benefício nos quadros de desidratação, diarréia ou má absorção gastrintestinal

crônica e na disfunção cardíaca.

O Gliconato de Cálcio 10% é uma solução concentrada que pode apresentar precipitação no

decorrer do tempo. Se isso ocorrer, não utilizar e entrar em contato com o SAC da empresa.

Gravidez: Categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas

sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Pacientes Idoso

O produto pode ser usado por pacientes com idade acima de 65 anos, desde que se observem as

precauções necessárias. No entanto, deve ser administrado com cautela e sob prescrição médica, pois

estes pacientes normalmente apresentam variações fisiológicas (como aumento do percentual de gordura

corporal, diminuição da função renal e hepática, etc.) que podem alterar o efeito do medicamento.

Interações Medicamentosas

O uso excessivo de álcool, tabaco ou cafeína diminui a absorção de cálcio. O Gliconato de Cálcio pode

antagonizar o efeito da calcitonina no tratamento da hipercalcemia. Os estrogênios aumentam a absorção

de cálcio. O uso simultâneo com glicosídeos digitálicos (ex: digoxina, digitoxina, deslanosídeo) pode

aumentar o risco de arritmias cardíacas. Os diuréticos tiazídicos (ex: hidroclorotiazida, clortalidona)

reduzem a excreção de cálcio.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Mantenha o produto em temperatura ambiente (entre 15ºC a 30ºC), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Após aberto, usar imediatamente, pois este medicamento é de caráter estéril, não podendo em hipótese

alguma guardar e conservar as soluções utilizadas, devendo as mesmas serem descartadas. Antes de

serem administradas as soluções parenterais devem ser inspecionadas visualmente para se observar a

presença de partículas, turvação na solução, fissuras e quaisquer violações na embalagem primária. Não

utilizar se detectado partículas ou algum tipo de precipitado. Este medicamento é um líquido límpido,

incolor a castanho claro e inodoro. Isento de partículas estranhas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você

observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

O modo correto de aplicação e administração do medicamento é pela via intravenosa.

Via de administração: Intravenosa e Individualizada. Uso adulto e pediátrico.

O Gliconato de Cálcio injetável deve ser administrado somente pela via intravenosa; não utilizar as vias

intramusculares, intracardíaca ou subcutânea nem deixar extravasar, pois pode causar necrose ou

formação de abscesso.

Adultos

Na hipocalcemia/ reposição eletrolítica: 970mg via IV administrado lentamente. A posologia pode ser

repetida, se necessário, até que a tetania (contrações involuntárias dos músculos) seja controlada.

Na hipercalemia/ hipermagnesemia: 1 a 2g via IV administrado lentamente, a posologia deve ser ajustada

de acordo com as alterações eletrocardiográficas, monitoradas constantemente durante a administração.

Crianças

Na hipocalcemia: 200 a 500mg via IV administrado lentamente para não exceder 5 mL por minuto. A

posologia pode ser repetida se necessário, até que a tetania seja controlada.

Lactantes

As hipocalcemias graves são tratadas por infusão de 40 a 80mg de cálcio (4 a 9mL) por kg de peso, por

dia. As infusões devem ser feitas por períodos não superiores a 36 horas. Somente devem ser

administradas soluções límpidas. Duração do tratamento a critério médico.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do

tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

45°

Posição adequada para abertura da ampola de vidro.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirugião-dentista

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

As reações adversas geralmente só aparecem com doses acima das recomendadas e em tratamentos

prolongados ou em pacientes com disfunção renal. A incidência mais freqüente é de náuseas, vômitos,

erupção cutânea, sonolência, batimentos cardíacos irregulares, sensação de formigamento. Mais

raramente pode observar debilidade, micção dolorosa ou difícil (cálculos renais calcificados).

Os sinais iniciais de hipercalcemia são constipação, cefaléia, anorexia, sabor metálico, cansaço ou

debilidade não habituais. Os sinais tardios de hipercalcemia são confusão, hipertensão, irritabilidade, dor

muscular ou óssea, poliúria (aumento do volume da urina), erupção cutânea ou prurido.

A infusão muito rápida pode causar sintomas como hiperemia de face (aumento do fluxo sanguíneo neste

local) ou vasodilatação periférica.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis

pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA

DESTE MEDICAMENTO?

Considera-se como situação hipercalcêmica quando a concentração sérica ultrapassar 10mg por 100mL.

O tratamento indicado em caso de superdosagem é: suspensão de qualquer suplemento cálcico e de

vitamina D; reidratação com cloreto de sódio 0,9% por via intravenosa; utilização isolada ou combinada

de diuréticos, corticóides, calcitonina e diálise peritoneal.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e

leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar

de mais orientações.