Seu carrinho ainda está vazio!

Busque um medicamento e adicione aqui para entregarmos os melhores preços.
Naox

Bula do Naox

1 apresentações
sem oferta :( Ver ofertas

Laboratório

Eurofarma

Apresentação de Naox

Solução injetável - caixa com 50 ampolas com 1 ml. (5 UI/ml)

Naox - Indicações

- Indução do parto por razões médicas, como por exemplo em casos de gestação prolongada, ruptura prematura da bolsa, hipertensão induzida pela gravidez (pré-eclâmpsia). - Estímulo das contrações em casos selecionados de inércia uterina. - Durante a operação cesárea depois da extração da criança. - Prevenção e tratamento da atonia uterina e hemorragia pós-parto. -Tratamento da hemorragia puerperal, subinvolução uterina e loquiometria, como alternativa aos alcalóides uterotônicos do ergot, em mulheres que devem evitar esses fármacos. Naox também pode estar indicado nos estágios iniciais da gravidez como terapia auxiliar do aborto incompleto, inevitável, ou falho com feto morto.

Contra-indicações de Naox

HIPERSENSIBILIDADE AO FÁRMACO. HIPERTONIA DAS CONTRAÇÕES UTERINAS, SOFRIMENTO FETAL QUANDO A EXPULSÃO NÃO É EMINENTE. QUALQUER ESTADO EM QUE, POR RAZÕES FETAIS OU MATERNAS, SE DESACONSELHA OU ESTÁ CONTRA-INDICADO O PARTO POR VIA NATURAL, OU SEJA, O PARTO VAGINAL; POR EXEMPLO, DESPROPORÇÃO CÉFALO-PÉLVICA SIGNIFICATIVA, MÁ APRESENTAÇÃO FETAL; PLACENTA PRÉVIA E VASOS PRÉVIOS, ABRUPÇÃO DA PLACENTA, APRESENTAÇÃO OU PROLAPSO DO CORDÃO UMBILICAL; DISTENSÃO UTERINA EXCESSIVA OU DIMINUIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO ÚTERO À RUPTURA, COMO POR EXEMPLO, EM MULTÍPARAS, POLI-HIDRÂMNIOS, GRANDE MULTIPARIDADE E NA PRESENÇA DE CICATRIZ UTERINA RESULTANTE DE INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS IMPORTANTES, INCLUSIVE DA OPERAÇÃO CESÁREA CLÁSSICA. Naox NÃO DEVE SER USADO POR PERÍODOS PROLONGADOS EM PACIENTES COM INÉRCIA UTERINA RESISTENTES À OXITOCINA, TOXEMIA PRÉ-ECLÂMPSIA GRAVE OU TRANSTORNOS CARDIOVASCULARES SEVEROS.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Naox

QUANDO SE UTILIZA A OXITOCINA POR PERFUSÃO I.V. PARA A INDUÇÃO DO PARTO OU PARA O ESTÍMULO DAS CONTRAÇÕES, A SUA ADMINISTRAÇÃO EM DOSES DEMASIADO ELEVADAS PRODUZ UM SUPERESTÍMULO UTERINO QUE PODE CAUSAR SOFRIMENTO FETAL, ASFIXIA E MORTE, OU PODE CONDUZIR A HIPERTONICIDADE, TETANIA OU RUPTURA UTERINAS. TEM-SE OBSERVADO INTOXICAÇÃO AQUOSA ASSOCIADA À HIPONATREMIA MATERNA E NEONATAL EM CASOS ONDE FORAM ADMINISTRADAS ALTAS DOSES DE OXITOCINA JUNTO COM GRANDES QUANTIDADES DE LÍQUIDO ISENTO DE ELETRÓLITOS, DURANTE PERÍODO DE TEMPO PROLONGADO (CONSULTE PRECAUÇÕES-). A INJEÇÃO INTRAVENOSA RÁPIDA DE OXITOCINA EM DOSES DE ALGUMAS UI PODE PROVOCAR UMA HIPOTENSÃO AGUDA DE BREVE DURAÇÃO ACOMPANHADA DE RUBOR E TAQUICARDIA REFLEXA. COM UM OU OUTRO MODO DE ADMINISTRAÇÃO, A OXITOCINA PODE OCASIONALMENTE CAUSAR NÁUSEAS, VÔMITOS OU ARRITMIAS CARDÍACAS. EM ALGUNS CASOS, FORAM RELATADAS ERUPÇÕES CUTÂNEAS E REAÇÕES ANAFILACTÓIDES ASSOCIADAS À DISPNÉIA, HIPOTENSÃO OU CHOQUE.

Naox - Posologia

INDUÇÃO DO PARTO OU ESTÍMULO DAS CONTRAÇÕES Naox deve ser administrado em forma de perfusão intravenosa gota-a-gota ou, de preferência, por meio de uma bomba de perfusão de velocidade variável. Para a perfusão gota-a-gota recomenda-se adicionar 5UI de Naox em 500ml de solução salina fisiológica. Para as pacientes em quem se deve evitar uma perfusão de cloreto de sódio, pode-se utilizar solução de glicose a 5% como diluente (consulte Precauções). A fim de garantir uma mistura uniforme da solução, a bolsa ou frasco deve ser voltado de cabeça para baixo várias vezes antes do uso. A velocidade inicial de perfusão deverá ser regulada para 1 a 4 mU/min (2 a 8 gotas/min). Pode-se acelerar gradativamente em intervalos não inferiores a 20 min., até estabelecer-se um padrão de contrações análogo ao do parto normal. Na gravidez quase a termo, isto pode ser frequentemente obtido com uma velocidade de perfusão inferior a 10 mU/min (20 gotas/min), sendo a velocidade máxima recomendada de 20 mU/min (40 gotas/min.). Nos raros casos em que se necessitem de doses mais elevadas, como pode acontecer no tratamento da morte fetal intra-uterina ou para a indução do parto em um estágio precoce da gravidez, quando o útero é menos sensível à oxitocina, aconselha-se utilizar uma solução mais concentrada de Naox, por exemplo, 10 UI em 500 ml. Quando se utiliza uma bomba de perfusão acionada por motor que libera volumes menores do que os administrados por perfusão gota-a-gota, deve-se calcular a concentração adequada para a perfusão dentro dos limites posológicos recomendados, de acordo com as especificações da bomba. A frequência, intensidade e duração das contrações, assim como a frequência cardíaca fetal, devem ser cuidadosamente observadas durante a perfusão. Uma vez alcançado um nível adequado de atividade uterina, pode-se quase sempre reduzir a velocidade de perfusão. Em caso de hiperatividade uterina e/ou sofrimento fetal, a infusão deve ser imediatamente interrompida. Se, em mulheres que estejam a termo, ou quase a termo, não forem estabelecidas contrações regulares após a perfusão de uma quantidade total de 5UI, recomenda-se cessar a indução do parto, podendo-se repetir no dia seguinte com uma velocidade inicial de 1 a 4 mU/min. Nota: A perfusão acidental perivenosa da oxitocina é inofensiva. OPERAÇÃO CESÁREA 5 UI por via intramural ou por injeção intravenosa lenta, imediatamente após a extração do feto. PREVENÇÃO DA HEMORRAGIA UTERINA PÓS-PARTO a dose usual é de 5UI por injeção intravenosa lenta ou de 5 a 10 UI intramuscular, após a expulsão da placenta. Nas pacientes a quem se administra Naox para a indução do parto ou estímulo das contrações, poder-se-ia continuar a perfusão a uma velocidade acelerada durante o terceiro estágio do parto e durante mais algumas horas. TRATAMENTO DA HEMORRAGIA UTERINA PÓS-PARTO 5UI por injeção intravenosa lenta ou 5 a 10 UI intramuscular, seguida nos casos graves de perfusão intravenosa de uma solução com 5-20 UI de oxitocina em 500 ml de um diluente não hidratante, a uma velocidade necessária para controlar a atonia uterina. HEMORRAGIA PUERPERAL, SUBINVOLUÇÃO UTERINA, LOQUIOMETRIA 2 a 5UI por injeção intramuscular, repetida segundo as necessidades de cada paciente. ABORTO INCOMPLETO, INEVITÁVEL OU FALHO COM FETO MORTO 5UI por injeção intravenosa lenta ou 5 a 10 UI intramuscular seguida, se necessário, por uma perfusão intravenosa a uma velocidade de 20 a 40 mU/min ou mais.

Naox - Informações

A oxitocina exerce efeito estimulador sobre a musculatura lisa do útero, particularmente ao se aproximar a fase final da gravidez, durante o trabalho de parto, após o parto e no puerpério, ou seja, nos momentos em que o número de receptores específicos de oxitocina no miométrio está aumentado. Quando Naox administrado por perfusão intravenosa em doses baixas, Naox provoca contrações uterinas rítmicas que não se podem distinguir em frequência, intensidade e duração das observadas durante o parto espontâneo. Em doses de perfusão mais altas, ou administrado por injeção única, o fármaco é capaz de causar tetanias uterinas que se mantêm. Além de seu efeito sobre o útero, a oxitocina contrai as células mioepiteliais que circundam os alvéolos mamários, ocasionando assim a ejeção de leite e facilitando a lactação. Sendo sintético, Naox não contém vasopressina, porém mesmo em sua forma pura, a oxitocina possui alguma atividade antidiurética intrínseca fraca do tipo da vasopressina. Outro efeito farmacológico observado com altas doses de oxitocina, particularmente quando se administra por injeção intravenosa rápida, consiste em um efeito relaxante temporário e direto sobre a musculatura vascular lisa, resultando em breve hipotensão, rubor e taquicardia reflexa.